Dia Mundial da Poupança

O Dia Mundial da Poupança é celebrado todos os anos a 31 de outubro com o objetivo de incentivar a poupança.

Dia Mundial da Poupança
As nossas melhores dicas de poupança.

A 31 de outubro é celebrado o Dia Mundial da Poupança. Se pensa que esta é uma comemoração nova, fruto das recentes crises mundiais, desengane-se. Em 1924, no Primeiro Congresso Internacional de Economia, em Itália, onde reuniram 354 delegados representando cerca de 7.000 sucursais de bancos de 27 países diferentes, o professor Filippo Ravizza, determinou que no último dia de outubro de cada ano se lembraria a poupança e assim foi  instituído o dia.

Com esta celebração, pretendiam que a população em geral ficasse mais consciente da importância e da necessidade de poupar dinheiro, desde então, os bancos de todo o mundo assinalam o Dia Mundial da Poupança a 31 de outubro. O Instituto Internacional de Caixas e Bancos de Poupança, criado, em 1924, porque seria "vantajoso e indispensável para o melhor conhecimento mútuo de todos os bancos de Poupança e para o maior desenvolvimento e coordenação das atividades”, conta hoje com 6000 bancos em 80 países.

A poupança é um trabalho diário mas só conseguirá resultados se a fizer de forma consciente, obrigando-se a seguir uma disciplina rigorosa tomando como medida o provérbio “grão a grão enche a galinha o papo”. Poupar não é, necessariamente, viver uma vida de intenso sacrifício mas antes selecionar melhor onde gasta o seu dinheiro, distinguindo com sabedoria o essencial do acessório.

Para assinalar o Dia Mundial da Poupança, tome nota das nossas 10 dicas preferidas e comece já a poupar.

 

10 Dicas para poupar mais e melhor

 
 

1. Controlo rigoroso

A primeira dica passa por implementar o rigor de que falamos acima. Não há forma de conseguir poupar se não seguir o seu dinheiro como um detetive privado. Anote todos os seus gastos e, uma vez por semana, guarde 15 minutos para analisar as suas contas, as despesas e fazer os ajustes necessários.

 

2. Viva abaixo das suas possibilidades

Não importa se ganha 500€, 1500€ ou 6500€ por mês. A regra vale para todos: gaste menos do que ganha, porque não sabe o dia de amanhã, porque lhe pode surgir um imprevisto e porque a reforma toca a todos. Nas suas contas mensais, ao dividir o seu orçamento, há uma equação que deve cumprir sem falhas:
  • 35%: para despesas com habitação, onde devem caber os gastos com renda, água, energia, telefone, internet e despesas diárias.
  • 25%: para despesas com lazer, como refeições fora,  cinema, concertos e férias.
  • 15%: para despesas com transportes, onde estão incluídos gastos com combustível, passes, seguros e outras despesas com veículos.
  • 15%: despesas com crédito pessoal e cartões de crédito (a evitar o mais possível!)
  • 10%: no início de cada mês, separe 10% da sua renda mensal para uma conta poupança
 
 

3. Privilegie as compras online

Reduza as suas idas às compras, seja de supermercado ou outras, ao mínimo indispensável. Já sabe que quanto mais vezes vai às compras, mais gasta. Lembre-se: compre o que precisa, não o quer quer. Ao fazer compras online, ver o valor do carrinho a aumentar funciona como um travão no seu ímpeto consumista.

 

4. Atenção ao desperdício!

Seja mais comedido nos seus gastos e evite o desperdício de comida, de energia, de água, de combustível, de papel e por aí fora. Ao obrigar-se a ter esta consciência, vai imediatamente perceber a quantidade de recursos que tem desperdiçado. Manter um registo das compras e do que joga no lixo são uma boa forma de fazer esse filtro. Depois, a velha dica de desligar o que não usa (luz, eletrodomésticos, carro, água, etc.). A sua carteira e o planeta agradecem essa atenção.

 

5. Faça planos!

É mais excitante dizer que não se faz planos, que se segue ao sabor do desejo ou do que a vida traz mas esta não é a receita para a poupança. Sem tornar isto uma obsessão, traga mais listas e planos para a sua vida. Prepare uma lista de compras antes de sair para o supermercado, faça uma lista de despesas mensais com todas as entradas e saídas de dinheiro e faça planos, por escrito, para o futuro porque é uma forma de ter o objetivo em mente (experimente fazer uma tabela com o registo do valor que já conseguiu amealhar, vai ver que o alcança mais depressa!)

 

6. Destralhar é a palavra de ordem!

Sim, também nas finanças é preciso destralhar! Quantas despesas tem a seu cargo por mês  mas que são perfeitamente dispensáveis? Pense bem! Quotas de associações que não frequenta? A mensalidade de um telefone fixo que não usa? A assinatura de uma revista que não lê? A inscrição num ginásio que não frequenta? As refeições fora de casa quando pode almoçar ou jantar em casa? A carne embalada quando pode comprar carne fresca e mais barata no talho? Faça uma lista e corte.

 

7. Cuidado com os cupões e promoções!

Claro que vai conseguir poupar muito dinheiro se fizer uso dos cupões, cartões promoções que as lojas disponibilizam. Contudo, apenas se fizer um controlo apertado aos preços que cada uma pratica. Tenha um registo dos seus produtos habituais com indicação dos preços nas suas lojas preferidas, faça uma rigorosa análise das promoções semanais e, só depois de comparar os dois preços, é que deve avançar para a compra. Acredite, anda aí muito gato por lebre!

 

8. Queime os cartões de crédito

Não gaste por conta. É tão simples quanto isto, se não tem dinheiro, não compre. Assim como assim, o valor que paga de juros é dinheiro que está a deitar fora. Não corra o risco de entrar numa espiral de endividamento da qual será muito difícil sair.

 

9. Faça um PPR

Está a ver a percentagem de que falamos acima destinada ao crédito pessoal? Seguindo a dica anterior, converta esse valor num Plano Poupança Reforma. Fazendo as contas por baixo, 15% de 505€ (salário mínimo nacional) são 75€. Se, a partir dos 25 anos, começar a poupar 75€ por mês ,quando chegar à idade da reforma terá um pé-de-meia no valor de 36.900€ - sem contar com juros!

 

10. Preciso mesmo disto?

Mais uma vez, poupar não é privar a todo o custo. A vida é para ser vivida o mais possível mas é importante que poupe hoje para ter amanhã porque, voltando à sabedoria popular, o dinheiro não é de quem o tem, é quem o poupa! Assim, antes de comprar mais umas calças de ganga por 70€, confirme se na loja ao lado, não consegue o mesmo por um terço desse valor.


Veja também: 10 dicas para poupar dinheiro

 


Dia Mundial da Poupança em 2014

No dia 31 de outubro de 2014 foi celebrado o Dia Mundial da Poupança com o intuito de alertar os consumidores para a necessidade de disciplinar gastos e de amealhar alguma liquidez, de forma a evitar situações de sobreendividamento.
 
O Plano Nacional de Formação Financeira comemorou o Dia da Formação Financeira. Este dia foi promovido pelo Conselho Nacional de Supervisores Financeiros, dando continuidade às edições anteriores desta iniciativa que visa sensibilizar a população para a importância da formação financeira e apresentar as atividades desenvolvidas e os projetos futuros.
 
No ano 2014 a cidade de Évora foi eleita, como ponto central o Palácio D. Manuel como palco para desenvolver o tema da formação financeira no apoio ao empreendedorismo, reconhecendo a importância das competências financeiras no sucesso dos empreendedores.
 
Na manhã do dia 31 de outubro de 2014 decorreu uma conferência, subordinada ao tema da importância da formação financeira para o empreendedorismo, na qual foram apresentadas iniciativas e experiências de formação financeira e de apoio ao empreendedorismo. No final da conferência foram anunciadas as escolas vencedoras da 3ª edição do Concurso Todos Contam.
 
Durante a tarde, decorreram workshops para troca de experiências sobre iniciativas de educação para o empreendedorismo e foram apresentados os projetos vencedores do Concurso Todos Contam.
 
Ao longo do dia, as parcerias dinamizaram atividades lúdicas como teatros, jogos e outras atividades no âmbito de uma mostra ao público de iniciativas de formação financeira. Todas as atividades que decorreram em Évora foram difundidas através da Internet (webcast).
 
As escolas por todo o país, realizaram iniciativas de formação financeira com os seus alunos, incluindo conferências, debates e outras ações de sensibilização.
 

Programa

09h30 Sessão de abertura
  • Carlos Pinto de Sá - Presidente da Câmara Municipal de Évora
 
09h40 A importância da formação financeira para o empreendedorismo
  • Carlos da Silva Costa - Governador do Banco de Portugal
  • Carlos Tavares - Presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários
  • José Figueiredo Almaça - Presidente do Instituto de Seguros de Portugal
  • Leonardo Mathias - Secretário de Estado Adjunto e da Economia
 
10h25 Momento lúdico sobre gestão das finanças pessoais
  • Alunos do Agrupamento de Escolas n.º 4 de Évora
 
10h30 Iniciativas de formação financeira no apoio ao empreendedorismo
  • Luís Filipe Santos, Coordenador da Educação para a Cidadania – Direção-Geral da Educação
    A formação financeira e o empreendedorismo na educação para a cidadania
  • João Lázaro, Diretor Pedagógico da Escola Profissional da Região Alentejo
    A formação financeira e o empreendedorismo no ensino profissional Apresentação de projetos
  • Luís Cavaco, Diretor-Geral da Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo
    Políticas de apoio ao empreendedorismo Apresentação de projetos
  • Paulo da Silva, Diretor Adjunto da Escola de Ciências Sociais da Universidade de Évora
    Formação financeira e educação para o empreendedorismo no ensino superior
 
11h45 Sessão de encerramento e entrega dos prémios da 3.ª edição do Concurso Todos Contam
  • João Grancho, Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário
  • Conselho Nacional de Supervisores Financeiros Entrega de prémios do Concurso Todos Contam
 
14h00 Debate sobre conceitos financeiros Resultado de entrevistas de rua
  • Escola Profissional da Região Alentejo
 
14h45 Apresentação dos projetos “EU DOU” e “Empreender na escola”
  • Agrupamento de Escolas n.º 4 de Évora
 
15h00 “Canção da Poupança”
  • Agrupamento de Escolas n.º 4 de Évora
 
15h05 Apresentação dos projetos vencedores da 3.ª Edição do Concurso Todos Contam
 
Veja também: