Diafragma: o que é e como funciona este contracetivo

O diafragma é um método contracetivo de barreira, que é colocado no cérvix. Veja aqui como funciona e quais são as suas vantagens e desvantagens.

Diafragma: o que é e como funciona este contracetivo
O diafragma é um método contracetivo feminino

O diafragma é um método contracetivo concebido para ser usado pelas mulheres. É uma espécie de copo oco, de borracha, suave e fino, em forma de cúpula. Dentro desta cúpula geralmente é colocado espermicida, para aumentar a eficácia do dispositivo a evitar a gravidez.

O diafragma é colocado no interior da vagina, de modo a segurar o esperma contra o cérvix, impedido a fecundação do ovo.

Este método atua como uma barreira entre a abertura do cérvix e o esperma.

Como funciona o diafragma?

O diafragma é um método contracetivo de barreira (tal como o preservativo), que tem uma proteção limitada contra as doenças sexualmente transmissíveis.

Este dispositivo funciona, após ser inserido no interior da vagina, ao impedir a passagem do esperma para o cérvix (a entrada do útero). Os diafragmas são suaves, finos, feitos de látex ou silicone e estão disponíveis em vários tamanhos e formas.

Para que a sua eficácia seja ampliada no que diz respeito a evitar uma gravidez, os diafragmas devem ser usados em conjunto com espermicida, um químico que mata espermatozoides.

Para que surta efeito, o diafragma deve ser mantido no interior do organismo durante seis horas após a relação sexual. Pode permanecer mais tempo, mas nunca deve ser retirado antes.

Se decidir usar este método, deve primeiro ser examinada por um médico ou enfermeiro. O médico vai-lhe dizer qual é o tamanho e forma mais indicados para si. De seguida, o profissional de saúde vai-lhe explicar como é que deve inserir e retirar este dispositivo e também como usar o espermicida (que deve ser aplicado de cada vez que usar este método contracetivo).

A eficácia do diafragma oscila entre os 84 e os 94% (dependendo se é combinado com o espermicida).

Vantagens

  • Só precisa de usar o diafragma quando tiver relações sexuais;
  • Pode colocá-lo numa altura conveniente antes de ter relações (mas não se esqueça de aplicar espermicida se o for o deixar colocado durante mais de três horas);
  • Não tem riscos de saúde associados à sua utilização nem efeitos secundários;
  • Fica em controlo da contraceção;
  • Pode levar o diafragma consigo para qualquer lugar, aplicando quando desejar;
  • Não está associado a hormonas;
  • Ao contrário dos preservativos, não precisa de deitar fora o diafragma de cada vez que tiver relações. Os diafragmas duram até dois anos.

Desvantagens

  • Não é tão eficaz como outros métodos contracetivos;
  • Providencia uma proteção limitada contra as doenças sexualmente transmissíveis;
  • Pode levar algum tempo até que aprenda a usá-lo;
  • Pode dar origem a infeções urinárias a quem é mais suscetível a estas;
  • O látex e o espermicida podem provocar irritação em algumas mulheres e nos seus parceiros, caso sejam alérgicos.

O diafragma não é comercializado em Portugal.

Veja também:

Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.