AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

10 Dicas para brilhar na entrevista por telefone

São cada vez mais os recrutadores que optam por fazer uma espécie de pré-seleção dos candidatos via telefone. Saiba como “dar nas vistas” numa entrevista por telefone.

10 Dicas para brilhar na entrevista por telefone
Sim, elas existem e são mais frequentes do que possa pensar. É bom que se prepare para elas.

Como sabe os métodos de entrevista e seleção estão a mudar, não só para acompanharem as evoluções tecnológicas, mas também para agilizar os processos de recrutamento. É aqui que entra a entrevista por telefone usada pelos recrutadores para identificar e triar os candidatos cujo perfil se enquadre no pretendido e que terão a sorte de ser convidados para a entrevista presencial. Se está à procura de emprego é melhor estar preparado para a eventualidade do telefone tocar e do outro lado alguém lhe perguntar se “tem uns minutinhos para falar”.
 

10 Dicas para arrasar na entrevista por telefone

Uma entrevista de emprego é sempre uma entrevista. Independentemente do meio, formato ou tipo de entrevista todas requerem preparação prévia. E, tal como na entrevista via Skype por exemplo, também na entrevista por telefone necessita de ter atenção a pequenos (grandes!) detalhes que podem fazer a diferença entre impressionar os recrutadores e chegar à entrevista pessoal ou passar de imediato para a lista dos “não’s”. Conheça algumas dicas que o vão ajudar a brilhar na sua próxima entrevista telefónica.

 

1. Esteja sempre a postos para uma entrevista por telefone

Se há recrutadores que informam da intenção de realizar uma entrevista telefónica e, como tal, dão indicações sobre a data e hora da mesma, outros há que se limitam a ligar e a pedir alguns minutos para lhe fazerem algumas perguntas. Não se deixe “enganar”, mesmo que o tom da conversa possa ser ligeiramente menos formal, está numa entrevista de emprego. Para evitar ser apanhado desprevenido o melhor é estar sempre pronto para a eventualidade do telefone tocar e ser um recrutador do outro lado.

 
Quer saber mais?
Receba as nossas melhores dicas no seu e-mail. Registe-se no E-Konomista. Diariamente, levamos até si a informação de emprego mais relevante.

2. Escolha um bom local para atender a chamada

Ou seja, certifique-se que está num local com boa cobertura de rede – caso esteja a usar o telemóvel – e sem barulho (ou pelo menos, pouco ruído de fundo), para garantir que não existem falhas de comunicação ou interrupções desnecessárias.

 

3. Evite distrações

Durante a chamada a sua atenção deve estar focada – única e exclusivamente – na conversa com o recrutador (tal como estaria numa entrevista pessoal). Por isso, evite todos e quaisquer tipos de distrações ao seu redor. Se estiver em casa, desligue todos os aparelhos eletrónicos ou avise as pessoas com quem vive para que não o interrompam, por exemplo. Se por outro lado está na rua, mais uma vez, tente encontrar um local tranquilo. É fundamental que esteja totalmente concentrado na entrevista.

 

4. Conheça o seu Curriculum Vitae (CV) detalhadamente

Durante a entrevista vão ser-lhe colocadas questões sobre o seu CV, por isso é bom que conheça o seu CV de “trás para a frente”. Não vai querer hesitar ou ficar a pensar o que dizer quando o recrutador lhe fizer uma pergunta.

 

5. Fale de forma clara

Numa entrevista por telefone tem que ter particular atenção à forma como se comunica. Lembre-se que é através da sua voz que o seu recrutador o vai “ficar a conhecer” melhor. Fale de forma clara, calma e positiva. Tenha cuidado com a linguagem que utiliza e mantenha sempre um tom de voz afável.

 

6. Sorria ao telefone

Já ouviu a expressão “ter um sorriso na voz”?! Pois bem, é o tipo de expressão que se pode aplicar nas entrevistas telefónicas. É óbvio que o seu recrutador não está a ver o seu sorriso, mas certamente vai notá-lo, através do seu tom (positivo). A ideia é que durante a entrevista seja capaz de criar empatia com o seu recrutador e um "sorriso" (ou um bom tom de voz) ajuda sempre.

 

7. Seja profissional

Primeiro, mesmo que não conheça o número de telefone é importante que atenda sempre a chamada, porque pode ser um recrutador. Segundo, sempre que atender uma chamada seja profissional. Lembre-se que todos os detalhes contam e o primeiro impacto começa no momento em que atende o telefone. E acima de tudo comporte-se como se estivesse a ser entrevistado presencialmente. Qualquer atitude menos própria pode ser percebida pelo seu recrutador do outro lado da linha.

 

8. Saiba ouvir

O recrutador está a ligar-lhe para que fale de si, mas isso não significa que deva ser você a “dominar” a conversa. Deixe que seja o recrutador a conduzir a conversa, não o interrompa e ouça tudo o que ele tem a dizer. Só assim pode reunir toda a informação pretendida e dar respostas adequadas.
 
 

9. Coloque as suas questões

Mas apenas no final. Ou seja, antes da entrevista terminar e (se) lhe perguntarem se tem questões que queira colocar aproveite a oportunidade. Mas seja inteligente. Nada de perguntas sobre salários, por exemplo. Coloque questões que lhe permitam mostrar interesse na empresa e na posição.

 

10. Faça um follow-up

Sim, também aqui o follow-up é importante. Antes de terminar a chamada agradeça ao recrutador pelo tempo e atenção que lhe dedicaram e peça um contacto de email direto e, no seguimento do telefonema, envie um email para reiterar o agradecimento e o interesse na posição.

 

Do telefone para o emprego

Desengane-se se pensa que uma entrevista por telefone é mais simples do que uma entrevista presencial. Não é! Durante a chamada é fundamental que tenha atenção a todos os detalhes. O mínimo “deslize” e as suas hipóteses de ser selecionado para a entrevista seguinte vão “por água abaixo”. Por isso, trate de brilhar e assegurar o seu lugar na próxima fase. Se tudo correr bem na entrevista por telefone está certamente no bom caminho para conseguir o emprego.


Veja também: