6 dicas essenciais para fazer uma mala de viagem

Assegure o primeiro passo para dias de descanso tranquilos e sem stress: uma mala de viagem bem feita.

6 dicas essenciais para fazer uma mala de viagem
Torne-se num profissional a organizar a mala

Nem sempre fazer caber toda a roupa num pequeno espaço é fácil. Por isso mesmo, todas as dicas são importantes para atingir o objetivo final: não faltar nada. Quem normalmente tem este tipo de problemas são as mulheres, mas isso deve-se simplesmente ao facto de as mulheres terem de se prevenir para o que poderá faltar aos homens. No entanto, há por aí muito homem a precisar de dicas para fazer a mala de viagem...
 

AS 6 DICAS ESSENCIAIS PARA FAZER UMA MALA DE VIAGEM



1. FAÇA UMA LISTA

Nem pense em começar a fazer uma mala de viagem sem antes ter elaborado uma lista de todos os itens que pretende levar consigo: considere o local para onde se dirige, as condições meteorológicas previstas, a extensão de tempo que pretende ficar, os locais que deseja visitar e... mãos à obra!

Nota: faça-o com uma ou duas semanas de antecedência, para ter tempo de preparar tudo: lavar e passar aquela peça de roupa especial, comprar o único protetor solar que resulta para si, etc. Para os mais metódicos, como nós, a forma mais eficaz de evitar esquecer-se de alguma coisa e/ou levar elementos a mais será subdividir esta listagem noutras mais pequenas e direcionadas. Por exemplo:
 
  • Roupas e acessórios
Sugerimos que procure fazer conjuntos específicos e completos para cada um dos dias/noites, prevendo sempre menos partes de baixo que de cima e selecionando algumas peças de cores e corte neutros, que se prestem a ser reaproveitadas em diferentes combinações - ex.: umas calças de ganga e uma saia preta, 2 casacos de malha e 4 tops podem assegurar inúmeros looks completamente distintos.

Desta forma, reduz o número de peças necessário e assegura que leva apenas aquelas que são mesmo precisas, além de evitar o stress de ter de pensar nas indumentárias dia a dia. Dê prioridade a peças e tecidos que engelhem menos, como malhas, algodão e lã. Veja também as nossas sugestões para os mais pequenos

 
  • Sapatos
Os sapatos são dos artigos mais difíceis de arrumar, devido à sua forma e ao facto de serem pouco maleáveis. Assim, a regra será escolher um máximo de 3 pares de sapatos para cada viagem: umas sapatilhas, para caminhar, uns práticos e cómodos, para dias menos intensos, e outros mais formais e elegantes, para usar em ocasiões especiais. Se for para a praia, substitua um dos pares por uns chinelos de dedo ou algo semelhante.

 
  • Produtos de higiene e beleza
Selecione apenas os produtos verdadeiramente essenciais, procurando rentabilizar o espaço e reduzindo o peso da bagagem. Por exemplo, se a viagem é de apenas uns dias: o creme corporal não serve também para os pés, mãos e outras zonas específicas? Será mesmo necessário levar a máscara para o cabelo, não basta o amaciador? Será que o hotel para onde vai não disponibiliza secador de cabelo?

 
  • Outros artigos úteis
Um guia de viagem sobre o local que vai visitar, artigos de lazer - livros, iPod, etc., sacos de plástico - para a roupa suja.

 

2. UTILIZE EMBALAGENS, BOLSAS E SACOS DE PLÁSTICO

A ideia aqui é evitar levar coisas e peso a mais, assegurando simultaneamente que está tudo organizado e facilmente acessível:
  • Arranje frascos e boiões de formato reduzido (existem kits específicos para viagem em farmácias e lojas como a Tiger, por exemplo) – divida cada um dos seus produtos por estas embalagens, colocando de imediato etiquetas que identifiquem o conteúdo. Nota: relativamente à escova e pasta de dentes, já existem à venda em qualquer hipermercado kits para viagem;
  • Depois invista em bolsas específicas para cada um dos tipos de artigos de higiene e beleza – o ideal é que sejam maleáveis e não muito amplas; em vez de um necessaire demasiado grande para ser arrumado facilmente quando estiver a fazer a mala de viagem, é preferível ter várias bolsas “temáticas”, que possam ser “espalhadas” por diferentes áreas da dita mala;
  • Quanto aos acessórios, como bijuterias ou joias, se não quiser comprar uma bolsa específica para o seu transporte, ficam as seguintes sugestões: use caixas dispensadoras de comprimidos para evitar perder anéis, brincos e outros elementos mais pequenos; quanto a colares, fios e pulseiras, para evitar que se enrodilhem, pode colocá-los bem esticados entre 2 folhas de película aderente;
  • Para evitar sujidade na roupa, coloque os sapatos dentro de sacos ou toucas plásticas para o banho;
  • Utilize ainda sacos de plástico ziplock para separar grupos de itens que possam vir a ser úteis, como pinça, corta-unhas e tesoura pequena; mini kit de costura; carregadores de telefone, carregador universal e baterias; cadeados e etiquetas de bagagem extra; elementos que não vá utilizar durante a viagem, como as chaves de casa e do carro; etc.
 

3. NÃO DOBRE, ENROLE 

Não faça a mala de viagem com todas as roupas dobradas normalmente. Se fizer pequenos rolos bem compactos de cada um dos artigos, não só rentabiliza visivelmente o espaço disponível, como assegura que as peças chegam ao seu destino com muito menos vincos e dobras. 
  • Reserve a dobragem para peças de tecido mais grosso ou mais formais, como blazers, saias, calças de fato, etc.;
  • Quanto às restantes peças, incluindo jeans e roupa interior, a ideia é proceder apenas a um ajuste inicial da peça, enrolando-a depois muito cuidadosamente, de baixo para cima, antes de as colocar na mala.
 

4. ARRUME EM CAMADAS

Para facilitar a sua vida, arrume todos os elementos que pretende levar em camadas específicas. A ideia é pensar na sua mala de viagem como um bolo, em que a própria mala é a cobertura. Assim:
  • A primeira camada devem ser as peças que enrolou - são as mais compactas e criam uma “cama” para as restantes;
  • De seguida, coloque as peças dobradas, começando pelas mais compridas, como calças e saias, e alternando cinturas e bainhas. Dica: coloque as roupas esticadas sobre a mala, alinhadas por um dos lados, e dobre para dentro da mesma o excesso de tecido que fica de fora (desta forma evita que se forme um grande volume central de cinturas, bainhas  ou zonas de dobra);
  • No topo, coloque um saco de lavandaria – parece mentira, mas este plástico assegura que as roupas chegam ao destino sem grandes rugas e vincos. Dica: coloque um destes sacos entre cada camada e, quando quiser aceder à mesma, só tem de puxar uma das pontas do saco que deixará de fora;
  • Sapatos, cintos, necessaires e outros acessórios, que constituem a camada final, devem ser acomodados pelas laterais da mala;
  • Dica extra: por cima de tudo e imediatamente acessíveis, deixe sempre as peças de que vai necessitar assim que chegar ao destino – tanto pode ser um pijama como um abiquini e uma saíde de praia...
 

5. RENTABILIZE TODOS OS ESPAÇOS

Quando se faz uma mala de viagem, um dos principais objetivos a considerar é evitar ter de levar bagagem extra. Assim, nunca se devem deixar espaços por ocupar. 
  • Ex.: dobre e enrole muito bem meias, collants, lenços, etc. e depois coloque-os dentro dos sapatos (se necessário, protegidos por sacos de plástico); desta forma, não só poupa espaço, como ainda assegura que os ditos sapatos mantêm a forma.
 

6. USE OS ARTIGOS MAIS VOLUMOSOS NA VIAGEM

Sempre que seja possível, evite ter de arrumar artigos que ocupam demasiado espaço na sua bagagem, usando-os no corpo durante a viagem – ex.: chapéus, casacões/parkas de inverno e até calças de ganga.

E pronto, parece que está tudo... Esperamos que goste das nossas dicas e que lhe venham a ser muito úteis da próxima vez que fizer uma mala de viagem. Divirta-se!
Hotéis, apartamentos e quartos no mundo inteiro, a preços mínimos garantidos >>
Veja também: