7 dicas financeiras para 2017: aprenda a poupar

Quer começar a poupar e não sabe como? Tome nota das nossas 7 dicas financeiras para 2017 e aprenda a esticar os rendimentos. 

7 dicas financeiras para 2017: aprenda a poupar
Comece bem o ano

Quer dar um novo impulso às suas finanças? Temos 7 dicas financeiras para 2017 que não vai querer deixar escapar.

Se o seu objetivo passa por poupar mais dinheiro ao final de cada mês, terminar com as dívidas, investir para um futuro melhor ou poupar para o sonho da casa própria, por exemplo, então não deixe de conferir as nossas sugestões. As finanças em 2017 podem ser diferentes - basta acompanhar o nosso raciocínio.

Preparado para começar?
 

7 dicas financeiras para 2017 

 

1. Defina objetivos de poupança.

Dedique um espaço especial para a poupança na sua vida. Ao traçar as suas resoluções financeiras, não esqueça de incluir um desejo: “poupar dinheiro”. Defina os mais variados objetivos de poupança, mas lembre-se que eles deverão ser mensuráveis e tangíveis - ou seja, realistas, e muito bem organizados no tempo.
 


2. Crie um fundo de emergência

Situações imponderáveis, como o desemprego, uma despesa extra inesperada ou uma doença, muitas vezes acontecem sem aviso prévio. Por isso, crie um fundo de emergência para ser utilizado nas possíveis situações imprevisíveis e, assim, evitar desequilíbrios financeiros.



3. Acabe com os gastos extra

Anule ou reduza drasticamente os gastos desnecessários. Muitas vezes, não é um salário "insuficiente" que nos impede de conseguir poupar. As compras por impulso ou gastos desnecessários podem ser verdadeiros vilões silenciosos. Pensar demoradamente antes de efetuar uma compra ou definir e cumprir de uma lista antes de ir ao supermercado são alguns dos exemplos de dicas que vão ajudar a diminuir ou eliminar os gastos desnecessários.
 


4. Pense bem antes de investir

Se conseguir e estiver interessado em investir, faça-o, mas em consonância com o seu perfil de investidor. Investir é uma boa forma de fazer dinheiro, mas é necessário investir adequadamente. Aplique o seu dinheiro no produto certo, consoante a quantia e o tempo que pretende investir - ou seja, conforme a sua disponibilidade (e possibilidade) para maior ou menor risco.
 


5. Dívidas? Atenção

Controle as suas dívidas para ficar longe do sobre-endividamento e, consequentemente, não ficar com as contas a "vermelho". Se não tiver um plano estratégico de gestão da dívida, como pagar primeiro as dívidas maiores e com maiores juros, por exemplo, provavelmente irá acumular pagamentos em atraso.



6. Monitore as finanças com a ajuda da tecnologia

Use as tecnologias a seu favor para monitorizar as contas e poupar. Através de aplicações (Apps), programas online para organizar orçamentos familiares ou programas de compras pela internet, por exemplo, é possível poupar dinheiro e, simultaneamente, organizar melhor a sua situação financeira.



7. Seguros? Corte no valor dos prémios

Reveja as apólices dos seus seguros de saúde, de vida ou da casa e procure cortar, se possível, o valor dos prémios para poupar dinheiro. Pesquise os valores praticados pela concorrência e analise se não tem coberturas desnecessárias ou sobrepostas nos vários seguros que dispõe.

Veja também: