10 dicas financeiras para o Natal

Conheça algumas das nossas dicas financeiras para o Natal que o vão ajudar a reduzir custos. Veja 10 dicas que o vão ajudar a sobreviver ao consumismo típico desta época.

10 dicas financeiras para o Natal
Cuidado com o marketing do Natal.

A época natalícia está aí à porta. Começamos a ver a publicidade e as promoções de Natal, envoltas em enfeites e demais artigos chamativos. O foco do comércio muda completamente e entra-se numa euforia de consumo que importa compreender e que nos deve levar a refletir. Neste artigo, propomo-nos apresentar 10 das principais dicas financeiras para o Natal, para que a sua carteira aguente com todos os encargos.
 

10 dicas para não ficar de carteira vazia no Natal

 

1. Foque-se no essencial

O Natal foi no passado um período de festejo para a comunidade cristã. Atualmente, esta época passa a incorporar uma vertente de maior consumo que, muitas vezes, não é saudável. Independentemente de tudo, entramos num período de maior união familiar e de maior solidariedade, aquilo que representa, de facto, a essência do Natal.

Neste contexto, é fundamental refletir sobre o que é essencial e o que é acessório. Quais são as suas prioridades? E as prioridades da sua família? Defina quais são e evite fazer gastos desnecessários.
 

2. Faça um orçamento para as suas compras

A segunda das nossas dicas financeiras para o Natal consiste na definição de um montante máximo de despesa. Faça, com cuidado, um orçamento e planeie a compra dos presentes de acordo com o orçamento que tem. Mais uma vez, faça por evitar despesas desnecessárias para que o dinheiro dê para tudo.

Seja realista no orçamento, pois apesar de ser natural querermos dar tudo a quem mais amamos, temos de contar com as despesas que temos regularmente, e com imprevistos.
 

3. Faça os seus próprios presentes

Uma boa sugestão para reduzir os seus gastos passa por fazer os seus próprios presentes de Natal. É certo que ocupa mais tempo mas também é certo que os presentes ficam mais personalizados e que tenderão a ser mais valorizados. Se tiver filhos envolva-os nestas atividades, de modo a passarem tempo de qualidade juntos a fazer prendas de grande valor.
 

4. Faça o “amigo secreto”

Se várias pessoas na mesma família ou no mesmo grupo de amigos têm o hábito de oferecer presentes entre si, por que não pensar na lógica de escolher apenas um para dar presente, podendo assim dar um presente de maior valor? Assim, cada um terá uma pessoa a quem dar prenda, e receberá uma de maior valor de apenas uma pessoa.

Assim, não só poupa dinheiro como poupa muito tempo na medida em que não terá de ocupar muito do seu tempo a escolher presentes e bugigangas que acabam por ser pouco valorizados.
 

5. Não use o cartão de crédito em compras de Natal

Não tendo disponibilidade financeira para fazer as suas compras de Natal, fuja à tentação de fazer as suas compras com recurso ao crédito ou ao cartão de crédito. Nunca se esqueça que o recurso ao crédito implica o pagamento de prestações e de juros avultados. Fará sentido pagar juros para oferecer presentes? Esta é uma das dicas financeiras para o Natal a não esquecer.
 

6. Opte por prendas de Natal low cost

A verdade é que no toca a presentes o que conta é a intenção, e como tal se tiver um orçamento apertado e falta de tempo para fazer presentes por si mesmo, pode valer a pena optar por prendas de Natal low cost. Os seus familiares e amigos certamente não se vão importar, desde que recebam uma prenda escolhida de acordo com os seus gostos.
 

7. Compare preços

O mesmo artigo pode ter vários preços diferentes, o que significa que vale a pena comparar os preços de tudo e mais alguma coisa para poupar neste Natal. Sites como o KuantoKusta ajudam-no a comparar vários artigos que pode vir a oferecer enquanto prenda, para saber em que lojas deve comprar de modo a poupar mais.

Ir a outlets pode também ser uma boa estratégia. Afinal, tudo o que o ajude poupar dinheiro sem sacrificar a qualidade do que vai oferecer ajuda.
 

8. Peça ajuda com a ceia de Natal

Se vai fazer uma ceia de Natal com toda a família, não suporte os custos todos sozinho. Peça ajuda aos seus familiares de modo a que cada um faça uma pequena contribuição. Assim vai ter mais dinheiro para presentes, ou pode até vir ainda a conseguir poupar algum dinheiro mesmo durante esta época.
 

9. Quanto mais cedo, melhor

Já estamos no início de dezembro, mas esta é uma das nossas dicas financeiras para o Natal que vale a pena não esquecer. O ideal é começar a comprar presentes até antes deste mês para o esforço não se concentrar todo num único mês.

Se se adiantou, aproveitou também os descontos da Black Friday e da Cyber Monday para fazer algumas compras. Caso não o tenha feito não se preocupe, para o ano estará preparado para o Natal, talvez mais cedo do que espera.
 

10. Venda o que não usa

Nesta época há muitas pessoas à procura de todo o tipo de artigos, e como tal é uma excelente altura para se aproveitar de sites como o OLX para vender aquilo que já não usa e ter mais algum dinheiro disponível para prendas para a sua família e amigos. Com esta última dica não só se está a ajudar a si mesmo, como aos outros.

Deixámos algumas dicas financeiras para o Natal que acreditamos poderem ajudar na redução dos seus custos numa época que costuma ser propícia ao consumo. Partilhe as suas ideias connosco!


Veja também: