6 dicas simples para reduzir a sua pegada ecológica

Sabemos que é preciso reduzir a pegada ecológica mas como o fazer de forma simples e imediata? Temos todas as dicas.

6 dicas simples para reduzir a sua pegada ecológica
Gaste menos, ganhe mais

Reduzir a pegada ecológica é uma preocupação cada vez mais presente no nosso dia a dia. Estamos a consumir mais do que aquilo que o planeta consegue produzir e, com isto, colocamos em risco as gerações futuras. Como inverter a viagem e ajudar a reduzir a pegada ecológica garantindo, assim, que os nosso netos e bisnetos terão um mundo verde para viver?
 

6 dicas para mudar o mundo reduzindo a pegada ecológica


1. Reduza as compras

Com tantos cartões, saldos e promoções, fica ainda mais difícil resistir nas visitas a supermercados, lojas físicas ou online. É difícil mas não é impossível. Avalie se, de facto, precisa do artigo que está a adquirir porque, cada compra que fizer tem consequências para o planeta.

Antes de sair de casa para as compras, faça uma lista do que realmente precisa e cumpra-a. A melhor forma para o conseguir passa por dirigir-se apenas e só aos corredores que precisa. Se não precisa de comprar nada e tem dificuldade em resistir aos impulsos consumistas, afaste-se dos shoppings, ruas de comércio e grandes superfícies.
 


2. Prefira sacos reutilizáveis

Atualmente, se não levar um saco quando vai às compras tem que pagar pelo de plástico que as lojas disponibilizam, porém, o valor é tão reduzido que muitas vezes facilita, verdade? Pois bem, sabia que os sacos de plástico demoram 10 anos a decompor-se e que, ao não reutilizar ou reciclar estes itens, está a poluir os oceanos? 

Para além disto, nos supermercados paga o saco de plástico mas nas lojas de moda ou farmácias, por exemplo, o mesmo já não acontece. Precisa mesmo desse saco, seja plástico ou papel? O que acabou de comprar não cabe na sua carteira ou porque não usar os sacos reutilizáveis também neste caso?
 


3. Opte pelos reciclados

Seja o papel que usa para a impressora, os cadernos dos seus filhos, os tinteiros ou as embalagens dos produtos que adquire, confirme sempre se são reciclados. Além disso, a melhor forma de reduzir a sua pegada ecológica, passa por aplicar esta regra a tudo no seu dia-a-dia. Analise os seus gastos, compras, roupa e utensílios diários e veja de que forma os pode reciclar, reutilizar ou reinventar. 

 

4. Cozinhe menos

Calma, não estamos a sugerir que deixe de comer mas sim que não deite comida fora. Assim, tem duas opções: ajuste a medida do que cozinha ao seu apetite ou crie novas receitas com o que sobrar. A carne do assado de domingo pode ser transformada em rissóis, numa lasanha, num arroz primavera mais substancial ou nuns wraps para a marmita de segunda.

Para além disto, seja rigoroso com os prazos dos alimentos, ou seja, não permita que vão para o lixo porque deixou passar o prazo de consumo além do que seria aceitável. Organize a sua cozinha, despensa e frigorífico de modo a que estes esquecimentos não aconteçam.

 

5. Faça mudanças na alimentação

Uma ou mais vezes por semana, opte por refeições vegetarianas que podem ser tão ou melhores do que um suculento naco de carne ou um polvo à lagareiro como, por exemplo, massa com cogumelos, kedgeree vegetariano, ratatouille ou uma boa sopa. Além disto, procure cultivar os seus próprios ingredientes como ervas aromáticas, tomates, limões ou alfaces entre outras hipóteses que se enquadrem no seu espaço e exposição solar.
 


6. Seja mais verde

Há muitas mais dicas simples que o podem ajudar a reduzir a sua pegada ecológica ao mesmo tempo que poupa a sua carteira ou a sua saúde. Tome nota:
  • Compre em lojas e mercados com artigos em segunda mão, pois o “lixo” de uns pode ser o tesouro de outros
  • Não desperdice alimentos! Para isso, armazene-os com cuidado, tenha atenção às datas de consumo e de congelação e organize a sua cozinha e frigorífico de modo a que os alimentos com datas mais próximas sejam consumidos primeiro.
  • Use produtos caseiros para as suas limpezas como o bicarbonato de sódio, o limão ou o vinagre e faça os seus próprios detergentes em casa
  • Reduza ao mínimo o consumo dos alimentos processados (molhos, refeições pré-cozinhadas, batatas fritas, refrigerantes, bolos de pastelaria, etc.) e livre-se dos ingredientes artificiais que os compõem e que não são amigos da sua saúde nem do ambiente
  • Compre localmente, seja em lojas, mercados ou agricultores locais. Assim encontrará produtos sazonais, mais frescos, com mais sabor e a melhor preço. Ao ajudar a economia local, ajuda o planeta.
 

Como reduzir ainda mais a pegada ecológica?

Simples: apostando numa solução de autoconsumo. Se não sabe como o fazer ou não conheça as vantagens desta solução, a Energia Simples pode responder a todas as suas perguntas. Com mais de dez anos de experiência em energias renováveis, a Energia Simples garante que com as suas soluções de autoconsumo será capaz de produzir a sua própria energia, reduz a sua fatura de eletricidade e vai diminuir significativamente a sua pegada ecológica.

Veja também: