AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

5 Dicas para ser um funcionário excecional

Conheça as caraterísticas que podem fazer de si um funcionário excecional e ajudá-lo a destacar-se no seu meio profissional.

5 Dicas para ser um funcionário excecional
Quanto melhor for o seu desempenho mais valioso se torna para a empresa.

Não se limite a ser bom profissional. Nos dias que correm isso pode não ser suficiente. Queira mais, queira ser um funcionário excecional e faça-se notar no meio da multidão. Como? Simples, basta seguir as nossas dicas. 

De bom a excecional em apenas 5 passos

Há uma grande distância que separa o bom profissional do excecional. Não acredita? Então repare. Um bom profissional é competente, cumpre as suas funções e até inspira confiança a quem o rodeia, mas o excecional vai mais além. Não só se destaca dos restantes pelo seu desempenho, como a sua performance está acima da média. São esses que os recrutadores procuram. Quer ser um deles? Veja como:
 

1. Não se limite às descrições das suas funções

Todos os profissionais, quando se iniciam numa posição, recebem o “famoso” descritivo de funções onde estão listadas todas as tarefas que se espera que desempenhem. E muitos deles são ótimos a seguir essa listagem, o problema é quando surge algo que não está nesse descritivo inicial. É aqui que se nota a primeira (senão uma das maiores) diferença(s) entre os bons e os excecionais. Se os bons (apesar da sua competência e qualidade enquanto profissionais) podem “torcer o nariz” porque isso não faz parte das suas funções, os excecionais não hesitam em “encarar” o trabalho e dar o seu melhor, pelo sucesso da empresa. Os funcionários excecionais são aqueles que se adaptam facilmente a qualquer cenário ou trabalho e que fazem sempre os possíveis para obter os melhores resultados.
 

2. Tecem elogios a quem de direito

Os funcionários excecionais sabem reconhecer a importância e o contributo dos profissionais que os rodeiam (sejam chefias ou colegas) para o sucesso de um projeto ou trabalho e não se inibem de mostrar a sua satisfação com o trabalho desempenhado pelos outros.

 
Quer saber mais?
Receba as nossas melhores dicas no seu e-mail. Registe-se no E-Konomista. Diariamente, levamos até si a informação de emprego mais relevante.

3. Resolvem os problemas em privado

É normal que no decorrer do trabalho possam existir problemas ou falhas, mas isso não significa que deva “sair e gritar aos quatro ventos” a sua opinião sobre isso. Essas questões devem ser resolvidas em privado e com as pessoas diretamente envolvidas. Um funcionário excecional sabe não só quando e como, mas também a quem expor as questões mais delicadas (para evitar criar ainda mais problemas).
 

4. Sabe comunicar

Nem todos os profissionais têm a capacidade de falar abertamente em reuniões ou encontros com clientes, por exemplo, mesmo que os assuntos debatidos lhes suscitem dúvidas. É uma questão de personalidade. Os profissionais de excelência têm noção dessa realidade e, por isso, levantam questões importante para o grupo - mesmo que já saibam as respostas - nem que seja para ajudar a esclarecer dúvidas de outros colegas.
 

5. São inovadores

Os funcionários excecionais não param e nunca estão satisfeitos. Seguir processos não é para eles. Eles preferem reinventá-los ou melhorá-los. Para eles há sempre algo a melhorar ou a criar e, por isso, estão constantemente a “magicar” formas de facilitar o fluxo de trabalho, de melhorarem os métodos de trabalho estabelecidos ou de instituírem mudanças que sejam benéficas para a empresa.
 

Seja excecional

Se já é bom profissional não tem porque não ser excecional. Basta ser capaz de usar todas as suas qualidades (como a competência, lealdade para com a empresa, proatividade ou capacidade de liderança) e mostrar todo o seu potencial. Vai ver que não só atinge os seus objetivos profissionais como a sua carreira não vai parar de crescer.


Veja também: