5 dicas para ter uma vida frugal

Hoje em dia é possível fazer muito com pouco. Saiba como ter uma vida frugal sem ter de abdicar do que realmente necessita.

5 dicas para ter uma vida frugal
Saiba como chegar ao final do mês com mais dinheiro na sua conta bancária.

De acordo com o dicionário da Língua Portuguesa, frugal significa “ser moderado”. Seja na comida, no vestuário ou até mesmo no modo de estar em sociedade. 

Ter uma vida frugal não significa passar necessidades, bem pelo contrário. Poderia dizer-se que ser frugal é um estado de espírito que nos permite viver bem com aquilo que temos, mesmo que os recursos sejam escassos. Ou seja, uma vida frugal permite-nos viver sem grandes apegos materiais apenas com aquilo que realmente necessitamos.

“É no poupar que está o ganho”, já se costuma dizer. Hoje em dia, numa altura em que passamos por uma grave crise económica que assola grande parte do mundo (e com os índices de crescimento ainda muito tímidos, nomeadamente em Portugal), este velho ditado popular faz todo o sentido.

Como ter um estilo de vida frugal

 

1. Pense bem antes de comprar

É essencial que perceba se realmente precisa de comprar um produto específico ou se pode abdicar dessa compra. A mudança de mentalidades é o primeiro passa para tornar a sua vida mais frugal e menos materialista.
 

2. Use cupões de desconto

Faça bem as suas pesquisas antes de avançar para as lojas e opte por comprar na Internet (alguns produtos podem ser adquiridos com descontos se foram comprados por via online).
 

3. “Go green”

Este conceito ecológico (que significa “seja verde” em português) é recente mas já faz parte do dia-a-dia de milhares de pessoas. Afinal de contas, poupar dinheiro todos os meses é uma grande vantagem para todas as carteiras. Fica a dica: passe a usar guardanapos de pano em vez dos típicos guardanapos de papel; plante os seus próprios vegetais – hoje em dia, alguns municípios já disponibilizam talhões em hortas comunitárias a preços muito reduzidos (confira junto da sua autarquia se este modelo está à sua disposição).
 

4. Não desperdice comida

De acordo com a Direção-Geral da Saúde (DGS), quase três em cada dez portugueses já assumiram que deixaram de comer alimentos considerados essenciais à conta de dificuldades financeiras. Por isso, guarde as sobras e crie novas receitas com os ingredientes à sua disposição. Vai ficar surpreendido com as iguarias que pode (e vai) criar com os alimentos que sobram na cozinha. 
Veja ainda 5 ideias para acabar com o desperdício de comida.
 

5. Seja criativo

Utilize objetos antigos que tem em casa para criar novas soluções domésticas. O conceito “Do It Yourself”, ou “Faça Vocês Mesmo”, veio para ficar e são milhares as sugestões que abundam a Internet. Vai ficar surpreendido com aquilo que pode reutilizar apenas com a utilização de produtos “esquecidos” em casa.


Veja também: