Dieta paleo: tudo o que precisa de saber

Inspirada nos nossos antepassados, a dieta paleo tem conquistado cada vez mais seguidores em todo o mundo. Descubra as suas vantagens e desvantagens.

Dieta paleo: tudo o que precisa de saber
Vamos regressar às origens?

Chama-se dieta paleo ou paleolítica. E este nome surge de onde? Exatamente da época do paleolítico. O conceito de toda a dieta está, aliás, nessa mesma época. O que este tipo de regime pretende é que nos alimentemos daquilo que os nossos antepassados se alimentavam, antes do surgimento da agricultura, da industrialização e dos alimentos processados.

Antigamente, o Homem caçava para comer. Obviamente que isso agora não é necessário, mas basicamente a dieta paleo sugere que façamos o esforço de retroceder no tempo e perceber como se alimentavam estas pessoas, não tendo grãos e alimentos processados à sua disposição.

A boa notícia? Esta dieta não tem restrições de quantidades ou horários para comer, pode desfrutar dos alimentos permitidos sempre que quiser!

Dieta paleo: “6 mandamentos”

  • Cortar totalmente o açúcar;
  • Eliminar os grãos e derivados, como farinhas e óleos;
  • Eliminar alimentos processados;
  • Evitar laticínios;
  • Comer “comida de verdade”;
  • Ingerir a gordura natural dos alimentos.

Dieta paleo: alimentos permitidos e proibidos

Alimentos-chave

A lógica desta dieta é comer “alimentos de verdade”, ou seja, alimentos que não passem por uma transformação ou processamento. Assim, os alimentos permitidos são:

  • Vegetais, exceto grãos e leguminosas;
  • Gorduras naturais como azeite, óleo de côco e de castanha;
  • Carne animal e de peixe;
  • Ovos;
  • Frutos;
  • Raízes e tubérculos (estes devem ser consumidos com moderação se pretender perder peso);
  • Laticínios (este item é um pouco duvidoso, pois há correntes que aceitam os laticínios integrais, outras que não).

Alimentos proibidos

Se pretende render-se à dieta paleo, deve eliminar do seu menu diário:

  • Alimentos processados como bolachas, biscoitos, doces e óleos vegetais de sementes;
  • Alimentos com conservantes, estabilizantes e aromatizantes;
  • Cereais e leguminosas como trigo, arroz, milho, soja e feijão;
  • Alimentos à base de farinha como pão, bolos e pastéis;
  • Bebidas doces e processadas.

Dieta paleo: vantagens e desvantagens

Vantagens

Como principais benefícios da dieta paleo são apontados os seguintes factos:

  • Grande percentagem de fibras, proteínas, vitaminas, minerais e antioxidantes;
  • Dieta rica em óleos poliinsaturados essenciais (ómega 3);
  • Baixo número de hidratos de carbono, favorecendo a perda de peso;
  • Vantagens associadas ao não consumo de laticínios;
  • Baixo teor de sal.

Desvantagens

Como em tudo na vida, nem tudo são rosas. Assim, como principais desvantagens da dieta paleo, é possível referir:

  • Perigos associados à quase ausência de hidratos de carbono : falta de energia, metabolismo muito baixo, tendência para depressão;
  • Nem sempre é fácil cumprir à risca pela dificuldade de encontrar os alimentos permitidos;
  • Não cumpre com as indicações da roda dos alimentos;
  • Finalmente, é importante referir que, na altura do paleolítico, o Homem fazia bem mais exercício do que atualmente – mesmo que faça exercício regular – o que pode evidenciar uma discrepância de adaptação;

 

Veja também: