Qual a diferença entre salário líquido e ilíquido

No cálculo do seu orçamento, deve ter em conta os rendimentos que aufere. Mas cuidado com a diferença entre salário líquido e ilíquido: dizemos qual é.

Qual a diferença entre salário líquido e ilíquido
O que necessita de saber

A dúvida sobre a diferença entre salário líquido e ilíquido é frequente entre aqueles que iniciam a vida profissional ativa. No entanto, o conhecimento dos termos líquido e ilíquido quando se fala de rendimentos (e até de custos) é fulcral, por exemplo, na altura de discutir o salário que vai auferir mensalmente pelos seus serviços numa determinada empresa.

O desconhecimento pode originar desagradáveis surpresas no final do mês quando receber (substancialmente) menos do que aquilo que tinha previsto. Conheça a diferença entre salário líquido e ilíquido.

Diferença entre salário líquido e ilíquido

O salário líquido é a remuneração recebida por trabalho dependente, por norma mensalmente, já sujeita à retenção na fonte, em sede de Segurança Social e IRS, de acordo com as tabelas definidas conforme a constituição do seu agregado familiar: estado civil, número de dependentes e residência fiscal.

Como se define salário líquido?

Assim, o salário líquido é o valor efetivamente recebido por um trabalhador depois de efetuados todos os descontos. Depois do valor com os descontos pode ainda acrescentar-se o subsídio de alimentação, subsídio de férias e de Natal em duodécimos (quando aplicável).

O que é o salário ilíquido?

Quando nos referimos a salário ilíquido, ou bruto, como é muitas vezes denominado, falamos de remuneração recebida por trabalho dependente, ainda sem os descontos ou retenções.

Assim, trata-se do valor total que um trabalhador recebe previamente aos descontos que são aplicados pela entidade empregadora, por consequência das diversas contribuições que tem para cumprir. Deste modo, quando está a negociar o seu ordenado deve saber se os números propostos já incluem os descontos ou se é o salário bruto.

Como saber a diferença entre o que está no contrato e o que efetivamente recebo?

Para efeitos práticos, a diferença entre salário líquido e ilíquido é que o primeiro é a remuneração que efetivamente vamos receber após os descontos de impostos, enquanto o segundo é o montante que ainda não conta com as deduções. É, assim, importante, para efeitos de cálculo de orçamento familiar, que as contas sejam feitas com base no salário líquido.

Em suma, pode-se usar a seguinte fórmula:

  • Salário ilíquido (bruto) – descontos = salário líquido

Como será afetado o rendimento líquido dos portugueses este ano?

Os cortes salariais impostos pelo Governo, em particular a sobretaxa extraordinária, continuam a afectar o salário líquido. No entanto, a sobretaxa é eliminada ainda em 2017, em 4 fases.

Quanto à atribuição dos subsídios em duodécimos, tal como havia acontecido em 2015 e 2016, o salário líquido dos portugueses no ano de 2017 incluirá subsídios repartidos pelos 12 meses do ano. Assim, deve-se adicionar ao valor líquido o montante mensal referente ao pagamento de 50% do subsídio de férias e 50% do subsídio de Natal em duodécimos.

Veja também: