Sabe quais as diferenças entre Proxy e VPN?

Existem diferenças entre Proxy e VPN, embora os seus objetivos sejam praticamente os mesmos. Veja aqui como é que se distinguem.

Sabe quais as diferenças entre Proxy e VPN?
As diferenças entre Proxy e VPN consistem essencialmente na segurança

Confundir Proxy com VPN pode ser comparado a confundir a mitologia grega com a mitologia romana. Por isso, é importante conhecer as diferenças entre Proxy e VPN.

No ciberespaço podemos deparar-nos com muitos desafios e problemas. Alguns estão relacionados com a privacidade, outros com a proteção de dados e alguns também com restrições de conteúdo.

O Proxy e o VPN podem ser usados para combater estes problemas, mas por vezes torna-se complicado saber exatamente quais as diferenças entre Proxy e VPN.

Tanto o Proxy como o VPN protegem a identidade online do utilizador, impedindo que outras entidades externas vigiem a sua atividade online, e que acedam a serviços interditos em certas regiões, como o Netflix ou alguns vídeos do Youtube, ajudando a criar uma localização geográfica falsa.

O Proxy e o VPN têm funções semelhantes, diferindo essencialmente na forma de implementação, capacidades e segurança.

Proxy vs VPN: quais as diferenças?

Proxy

O Proxy tem como objetivo, através da assistência do seu servidor, criar uma ponte entre o utilizador e a internet. Qualquer tráfego que passe por um servidor Proxy vai aparecer com o seu endereço IP, não com o do computador.

Na verdade, a ponte formada pelo servidor Proxy transfere o pedido através desse caminho e dirige o tráfego conforme solicitado. Uma vez que o endereço IP foi disfarçado, as restrições de conteúdo e afins já não vão afetar o utilizador.

Os servidores Proxy não usam qualquer tipo de encriptação que torne seguro todo o tráfego que passe por eles, pelo que podem aceitar ligações simultâneas de várias fontes. Algumas podem estar associadas a esquemas de fraude e/ou roubos de identidade.

Estes servidores comunicam com a internet usando um de dois diferentes protocolos: HTTP ou SOCKS.

VPN

O VPN é uma ferramenta muito mais sofisticada do que um Proxy. Não só facilita e permite contornar restrições relacionadas com localizações geográficas e de censura de conteúdo, como promove a segurança e anonimato do utilizador.

O VPN está associado a um canal seguro que usa protocolos como PPTP, L2TP, SSTP e OpenVPN entre o computador do utilizador e a designação desejada.

O VPN usa ainda uma encriptação de alto nível para todo o tráfego que passa pelos seus servidores. Desta forma, apenas o site designado pode descodificar a comunicação. O canal seguro apenas permite a passagem de tráfego encriptado.

seguranca intenret

Razões para usar Proxy ou VPN

  • Anonimato: o Proxy e o VPN atuam como um “duplo” entre o computador e um serviço de internet. Desta forma, o endereço IP fica escondido e é possível navegar na web, fazer downloads e usar outros serviços de forma anónima;
  • Segurança: visto que todos os pedidos feitos online passam pelo Proxy ou pelo VPN, o computador fica mais protegido no que toca a ataques ou pedidos de acesso inesperados;
  • Acesso controlado à internet: ao usar um serviço Proxy ou VPN pode-se filtrar certos endereços, impor restrições de conteúdo, e/ou limitar a utilização de banda larga. Este é um recurso muito útil para empresas e pais, por exemplo;
  • Contornar restrições geográficas: ao aceder à internet através de um Proxy, o serviço web assume que a localização geográfica do utilizador é a mesma que a do servidor Proxy/VPN. Isto significa que passa a ser possível aceder a serviços e conteúdos online que estavam restritos de acordo com uma determinada localização;
  • Velocidade: apesar de não ser sempre verdade, usar um servidor Proxy pode tornar a internet mais rápida, desde que o servidor Proxy aproveite os utilitários de cache adequados. Através do armazenamento em cache, o servidor pode exibir ficheiros diretamente para o utilizador sem o desviar para os ficheiros de origem, poupando tempo e, por isso, aumentando a velocidade da internet.

Veja também:

Continuar a Ler
Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.