E se descobrisse que tem peças de valor em sua casa?

Tem uma peça em casa que quer vender e não sabe o seu real valor? A P55 trata de tudo. Avalia, proteje e vende a sua peça pelo melhor valor. Só tem que preencher o formulário e enviar uma fotografia da peça ou peças que quer vender. Será contactado no prazo máximo de 48 horas.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

Enviar pedido de avaliação
(*) Campo opcional

Quer vender discos de vinil?

O mercado dos discos de vinil está a crescer de forma significativa em Portugal. Este revivalismo pode ser uma excelente oportunidade para fazer um bom negócio.

Quer vender discos de vinil?
Guias e processos de avaliação, locais de compra/venda e outras dicas

Discos de vinil, mais conhecidos por LP (abreviatura de “Long Play”), foram até à década de 90 o principal formato de reprodução musical. No mercado desde o final dos anos 40,  estes discos são hoje alvo de um interesse crescente. Saudosismo ou moda, o que é importante é que a venda destes discos está em progressiva expansão no mercado português.
 
Se é colecionador ou simplesmente um amante de discos de vinil, interessar-lhe-á conhecer alguns guias de avaliação profissionais disponíveis no mercado, locais onde pode comprar ou vender estes discos e alguns critérios básicos a partir dos quais os seus discos são avaliados.

 

Processo de avaliação de um disco de vinil                                 


1. Estado de conservação

A primeira coisa que deve avaliar antes de comprar ou vender os seus discos de vinil é o estado de conservação dos mesmos. Riscos ou qualquer outro sinal de que foram muito usados e mal guardados influenciam o seu valor comercial. O mesmo se aplica às capas dos discos.
 

2. Raridade

Há muita procura por discos raros no mercado e quanto mais raros forem, mais valor possuem. Todavia, a sua raridade é avaliada segundo critérios muito específicos. Por exemplo, se possui um disco que foi produzido em grande escala – entre 1948 e 1984 –, a probabilidade de haver muitos discos iguais aos seu no mercado cresce exponencialmente, diminuindo o valor do seu disco.
 
Por norma, o critério da raridade aplica-se sobretudo a discos originais; de produção limitada; gravados por uma produtora desconhecida; que tenham sido retirados do mercado muito cedo; ou cuja capa tenha sido censurada.
 
A BLITZ, há uns anos atrás, publicou um artigo sobre os vinte discos de vinil mais raros do Reino Unido, de acordo com a revista da especialidade Record Collector. Queen, Sex Pistols e Beatles eram algumas das bandas que constavam nesse lote. O preço de alguns desses discos rondava, em média, os 6000€.
 

3. Género musical

Esta é uma questão fundamental a ter em consideração na avaliação dos seus discos de vinil. Rock progressivo, jazz, ópera, punk e algumas bandas pop são alguns dos géneros que conferem maior valor comercial aos seus discos.
 

4. Análise de mercado

Os leilões (online), feiras de antiguidades, lojas de discos, plataformas de vendas à consignação, são boas formas para testar o valor dos seus discos no mercado e/ou obter estimativas. A este propósito, aconselhamos que consulte um guia de avaliação profissional para determinar, com outro nível de rigor, o valor do seus discos - antes mesmo de o submeter ao mercado.
 
 

Guias de avaliação profissionais

A avaliação rigorosa dos seus discos pode depender de pequenos pormenores, sejam eles a numeração ou detalhes relativos à edição do disco.
 
Se os seus discos reunirem um conjunto de critérios, serão avaliados de acordo com um sistema de graduação de referência estabelecido pelo Goldmine Magazine para o mercado dos discos de vinil a nível global. Neste sistema, a escala varia do  Mint [M]  – um disco perfeito –, ou Near Mint [NM] – quase perfeito – até ao Poor [P] ou Fair [F].
 
Para ficar a conhecer todos estes pormenores propomos que consulte um guia de avaliação de discos de vinil. No mercado actual, estes são alguns dos muitos exemplos disponíveis:
  • “Goldmine Record Album Price Guide” (2013), edição da Goldmine Magazine;
  • “Rockin' Records Buyers-Sellers Reference & Price Guide” (2016), edição da Jerry Osborne's Rockin' Records;
  • “Rare Record Proce Guide” (2016), edição da Record Collector Magazine.
 

Locais de compra/venda

Em Portugal, para além das plataformas já referidas, há lojas de referência nas quais pode comprar/vender os seus discos. No Porto, aconselhamos a P55, a Porto Calling e a Musak. Em Lisboa, a Carbono, a Louie Louie, a Sound Club Store e a Bloop Vinyl Shop. Em cada uma destas lojas pode encontrar discos que custam 5€ e outros que podem ultrapassar os 300€.

Veja também: