O que é a domiciliação de pagamentos?

Saiba o que é a domiciliação de pagamentos, e que vantagens e desvantagens tem. É uma opção que, com jeito, pode vir a ser muito útil

O que é a domiciliação de pagamentos?
Tanto pode ser útil, como desnecessária

Por vezes pode ser difícil mantermo-nos a par de todas as contas que temos de pagar, pois basta estas virem numa altura em que temos de lidar com mais stress, que podemos vir a esquecermo-nos de as pagar – o que pode significar pagar mais do que devemos. A solução pode ser a domiciliação de pagamentos, que apesar de ser útil e conveniente, pode também ter as suas desvantagens.
 

O que é?

A domiciliação de pagamentos é um serviço prestado pelas entidades bancárias que nos proporciona pagamentos frequentes de contas periódicas, como água, luz, gás, seguros, comunicações, etc., sem termos de nos preocupar, através da Autorização de Débito em Conta (ADC) que permite o débito direto, impedindo-o assim de se esquecer dos pagamentos.
 
Como tal, a domiciliação de pagamentos faz com que seja possível poupar em eventuais deslocações, em tempo, em dores de cabeça e em despesas extra, por não pagar o que devemos a tempo e horas.
 

Vantagens

Esta opção tem como principal vantagem ajudar a simplificar o pagamento de despesas periódicas, o que faz com que haja outras associadas:
 
  • É seguro – Os pagamentos que vai domiciliar destinam-se, por norma, a entidades seguras, o que significa que sabe com o que pode ou não contar.
  •  Permite melhor gestão do orçamento mensal – Já sabemos que em alturas específicas o dinheiro vai embora, o que é uma ajuda no que toca à gestão do nosso dinheiro. Além disso, nunca nos esquecemos de pagar
  •  É cómodo -  Este tipo de serviço tira-nos preocupações de cima. Tudo o que o faça, por norma, é sempre bem-vindo
 

 Desvantagens

Apesar da domiciliação de pagamentos ter vantagens bastante atrativas, tem ainda as suas desvantagens que têm de ser consideradas.
 
  • Pode haver perda de controlo– Apesar de ser uma opção prática, é necessário ir dando uma vista de olhos às contas para se certificar que tudo está em conformidade. Só ao manter-se me cima das suas finanças pessoais vai poder garantir que tudo está bem.
  • Demasiado facilitismo– Ao não controlar diretamente a saída do dinheiro, pode vir a sentir preguiça ao encontrar novas formas de poupar em despesas recorrentes. Despesas normalmente domiciliadas, como água, eletricidade e seguros representam grandes fatias do nosso orçamento, e muitas vezes podem ser reduzidas
 
Esta costuma ser, no entanto, uma opção muito atrativa que pode ajudá-lo com as suas finanças pessoais, desde que se mantenha a par do seu dinheiro, e desde que não ceda ao facilitismo.


Veja também: