Publicidade:

Dooring: o fenómeno que afeta os ciclistas

Evite ter de pagar uma multa, uma indemnização e saber que magoou alguém. Saiba o que é o dooring e como evitá-lo.

Dooring: o fenómeno que afeta os ciclistas
Abalroar ciclistas ao sair do carro já tem um nome

Em vários países, como Holanda e Espanha, é muito comum ver velocípedes na estrada, pelo que, nos últimos tempos, surgiu um novo fenómeno envolvendo acidentes com bicicletas: o dooring. Em Portugal, a prática de ciclismo também aumentou e os acidentes envolvendo este tipo de veículos têm-se multiplicado.

Dooring: o que diz a lei e como prevenir

Muito sucintamente, o dooring consiste no abalroamento dos ciclistas (interprete-se velocípedes) no momento da abertura da porta do carro para o condutor sair. Habituados a verificar se vem algum automóvel antes de sair, a maior parte das pessoas não reparam num veículo mais pequeno como a bicicleta e acabam por atingir o ciclista com a porta.

Este fenómeno pode acontecer tanto nas portas traseiras como frontais, embora o código diga expressamente que os passageiros devem sair pelo lado da passadeira, exceto para quem for no famoso “lugar do pendura” e só se o estacionamento for à esquerda.

O que diz a lei sobre o dooring?

O Código da Estrada não fala expressamente de bicicletas. Porém, a lei é clara neste tipo de acidentes. O ponto 2 do 53º artigo diz o seguinte:

“A entrada ou saída de pessoas e as operações de carga ou descarga devem fazer-se o mais rapidamente possível, salvo se o veículo estiver devidamente estacionado e as pessoas ou a carga não ocuparem a faixa de rodagem e sempre de modo a não causar perigo ou embaraço para os outros utentes.”

Portanto, depreende-se facilmente que a abertura da porta não pode causar perigo a um ciclista. Portanto, se for a sair do carro, verifique se não corre o risco de atingir alguém que venha a passar de bicicleta.

Ainda assim, sendo os velocípedes considerados utentes vulneráveis, a culpa continuará a ser sua. Se atingir um ciclista, já sabe: é mais uma dos causadores do dooring.

ciclista

O que acontece?

Se, por ventura, abalroar um ciclista, terá de indemnizá-lo, além de pagar uma multa, tal como expresso no ponto 3 do 53º artigo do Código da Estrada:

“Quem infringir o disposto nos números anteriores é sancionado com coima de € 30 a € 150.”

Assim, percebe-se que caso não cumpra o ponto 2, acima transcrito, terá de pagar uma multa.

Como evitar o dooring?

Em Amesterdão, surgiu um movimento a apelar para os condutores abrirem a porta com a mão direita. Deste modo, quem estiver a sair do carro, é obrigado a efetuar um movimento de rotação do corpo que resulta numa melhor observação do espelho retrovisor e, também, da rua.

Veja também:

Também lhe pode interessar: