Alívio da dor de dente: 12 tratamentos naturais para fazer em casa

Vodka, gelo, gengibre, pimenta-caiena, cravo-da-índia e mirra são alguns dos segredos que ajudam a afastar a dor de dente. Experimente como solução temporária.

Alívio da dor de dente: 12 tratamentos naturais para fazer em casa
Saiba como aliviar o desconforto.

Se tivéssemos de listar quais são as dores mais inimigas do nosso bem-estar, é certo que a dor de dente estaria nas primeiras posições. Incómoda e nada conveniente, esta é uma aflição à qual ninguém fica indiferente e que é mesmo capaz de arruinar os nossos dias. Mas fique a saber: existem técnicas e tratamentos caseiros que proporcionam o alívio da dor e podem devolver a paz.

Quer seja desencadeada por uma cárie dentária, um dente partido ou o nascimento do dente do siso, a dor de dente deve ser avaliada e diagnosticada por um dentista. Mas enquanto não chega à altura da consulta, fique atento aos segredos que podem ajudar a aliviar esta dor.
 


12 truques para aliviar as dores de dentes

 

1. Óleo de cravo-da-índia

Esta já é uma técnica tradicional quando o assunto é entorpecer os nervos. O composto químico primário desta especiaria é o eugenol, um analgésico natural. Mas é importante ter algum cuidado ao utilizar o óleo de cravo-da-índia. Se aplicar diretamente sobre a área dorida, poderá deixar escapar alguma quantidade para as gengivas ou a língua e piorar o incómodo. Em vez disso, deite duas gotas do óleo numa bola de algodão e aplique no dente até que a dor reduza a sua intensidade. 

 

2. Pasta de gengibre e pimenta-caiena

Misture partes iguais de gengibre e pimenta-caiena com água suficiente para fazer uma goma. Adicione uma boa quantidade da mistura a uma pequena bola de algodão, em seguida, aplique no dente que é o foco da dor, evitando atingir as gengivas e a língua. Tente deixar estar até que a dor desapareça, ou até suportar (é provável que sinta algum ardor). Poderá tentar utilizar apenas um dos ingredientes, pois ambos são analgésicos potentes. O componente químico principal da pimenta-caiena, o capsaicina, tem a característica de bloquear que a mensagem de dor chegue ao cérebro. 
 


3. Água quente salgada

Dissolva uma colher de chá de sal num copo de água a ferver e lave a boca com esta mistura. Esta é uma boa receita caseira com poderes analgésicos já que a mistura vai limpar os detritos e ajuda a reduzir possíveis inchaços. Bocheche durante cerca de 30 segundos e repita o tratamento quantas vezes for necessário. 

 

4. Chá preto ou de hortelã

O chá de hortelã tem um sabor agradável e um poder entorpecedor. Coloque uma colher de chá de folhas de hortelã secas numa chávena de água e deixe ferver durante 20 minutos, deixe arrefecer e lave a boca com este chá. No caso do chá preto, os taninos adstringentes podem ajudar a acalmar a dor e a reduzir o inchaço. A receita recomenda que coloque um saco de chá quente e húmido junto ao dente afetado para proporcionar uma sensação de alívio temporário.

 

5.  Água oxigenada 

Para ajudar a matar as bactérias e aliviar o desconforto, lave a boca com uma solução com 3% de peróxido de hidrogénio. Mas não esqueça: a água oxigenada serve apenas para enxaguar. Deite fora e, em seguida, lave a boca várias vezes com água. Se a dor de dente é acompanhada de sinais de infeção, como febre e gosto estranho na boca, a técnica pode ser utilizada como uma medida paliativa. No entanto, não deixe de consultar rapidamente o seu dentista para descobrir a razão da infeção. 

 

6. Gelo 

Coloque um pequeno cubo de gelo, envolvido num saco plástico, junto ao dente dorido durante cerca de 15 minutos, até que sinta anestesiar os nervos e o alívio da dor. Repita três ou quatro vezes ao dia.

 

7. Mirra 

A tintura de mirra tem inúmeros benefícios para a saúde, entre eles está o poder de aliviar a dor de dente. As suas propriedades antivirais, antibacterianas e antissépticas fazem dela uma importante aliada na manutenção da saúde bucal. Lave a boca com uma colher de chá da solução dissolvida num copo e meio de água. Repita o processo de cinco a seis vezes por dia.

 

 8. Pastilha elástica

Se partir um dente alivie a dor com um truque simples: cubra a parte danificada com uma pastilha elástica amolecida. A técnica também pode funcionar com uma massa solta. Utilize a pastilha elástica para a segurar no lugar até à visita ao dentista. Para evitar mais desconforto, evite mastigar para o lado do dente danificado até que o problema seja reparado. 

 

9. Use uma bebida de alto teor alcoólico 

Não estamos a sugerir que beba para aliviar a dor, no entanto, as bebidas fortes, como vodka, conhaque, whisky ou gin, se aplicadas diretamente no dente que causa a dor, podem diminuir o incómodo. Pode humedecer um algodão com a bebida e aplique-o no dente afetado. Se preferir, pode dar um gole de da bebida e segurá-la na bochecha, de modo que esteja em contacto com o dente.
 


10. Chá de macela e própolis

O chá de macela com própolis tem uma ação anestésica e antisséptica. A bebida é capaz de reduzir a dor de dente e limpar a região, dificultando a proliferação de bactérias que possam agravar o desconforto. Adicione 5 g de folhas de macela numa chávena de água a ferver e deixe repousar durante 10 minutos. Em seguida, enquanto ainda estiver morno, coe e adicione 5 gotas de própolis ao chá. Bocheche duas vezes por dia.
 


11. Alimentos frios

Alimentos líquidos e frios ajudam a aliviar a dor e não “provocam” o foco do incómodo. Por não envolver a mastigação ou altas temperaturas, um iogurte natural, um batido de frutas, uma gelatina sem açúcar ou uma sopa fria são excelentes opções da hora de comer.



12. Ferramentas corretas

Na hora da escolha da pasta dentífrica e da escova, não brinque. Escolher a melhor opção para o seu caso, pode ser a sua fonte de conforto. Se tem problemas de gengivas, por exemplo, opte por produtos para dentes sensíveis e mude para uma escova de cerdas macias.


Para além destes truques, se a dor de dente for muito forte, para além dos truques indicados, poderá tomar um analgésico como o ibuprofeno, a aspirina ou o paracetamol - aconselhe-se com o seu médico ou farmacêitico. E não se esqueça: mesmo com o alívio da dor, consulte um especialista e evite prolongar o problema. 

Veja também: