Elixir: 4 sugestões e várias recomendações

O elixir é indicado para a prevenção de cáries e até para o tratamento de aftas, mas há cuidados que não deve ignorar. Conheça-os aqui.

Elixir: 4 sugestões e várias recomendações
Principais cuidados a ter na sua utilização

O elixir deve fazer parte das rotinas de higiene diárias de todos nós. Tem como principal função combater a formação de placa bacteriana e as doenças periodontais. Além disso, o elixir bocal é um excelente aliado contra o mau hálito.

Ao ingerirmos alimentos, a saliva transforma os hidratos de carbono em açúcares,os quais, por sua vez, alimentam as bactérias existentes na boca, ajudando-as a multiplicarem-se.

Estas bactérias são a principal causa dos problemas da boca: cáries, mau hálito, gengivite e também sensibilidade dentária. Também se concentram numa camada espessa chamada placa bacteriana que  pode calcificar e transformar-se em tártaro.

Elixir bocal: o que deve saber

Só por si, o elixir bocal não irá deixar a boca limpa e/ou manter o hálito fresco. Mas, quando utilizado em simultâneo com a escovagem e com o fio dentário, poderá diminuir as cáries e combater os problemas nas gengivas.

Os elixires com flúor auxiliam a diminuir as cáries e os antibacterianos ajudam a combater gengivites e a aliviar as aftas.

Existe uma variedade muito grande de elixires no mercado. Deve pensar sempre qual o que mais se adequa ao seu caso. Existem uns sem álcool e com álcool e para dentes e gengivas sensíveis.

É de ressaltar que não se deve abusar dos elixires pois existem bactérias na zona bocal que são benéficas para nós, por isso, deverá utilizar o elixir apenas uma a duas vezes ao dia. É importante também que vá alternando, não utilizando sempre o mesmo.

Elixir: variedades existentes no mercado

1. Listerine

elixir

  • Chega a todos os cantos da boca, limpando em profundidade os lugares mais difíceis de alcançar com a escova;
  • Acaba com as bactérias do biofilme da placa bacteriana;
  • Proporciona um hálito fresco prolongado;
  • O valor ronda os 4 euros.

2. Hextril

elixir

  • Cuidado oral diário e prevenção contra o tártaro;
  • Utilizado como adjuvante na prevenção e no tratamento de infeções da boca como gengivite, estomatite, periodontite, doença periodontal e piorreia;
  • Utilizado em infeções menores da boca, incluindo candidíases (sapinhos) e aftas;
  • Muito utilizado na desinfeção nos cuidados pré e pós-operatórios de cirurgia dentária;
  • Recomendado no controlo de complicações faríngeas e úlceras aftosas recorrentes;
  • Os adultos e crianças com mais de 6 anos devem bochechar com 15 ml de solução, duas a três vezes por dia;
  • O valor ronda os 7 euros.

3. Diclodent

elixir

  • Indicado para o tratamento sintomático dos estados irritativos e inflamatórios da cavidade orofaríngea, por vezes associados a dor (por exemplo: gengivite, estomatite, faringite) e em consequência de tratamento dentário conservador ou de extração;
  • Gargarejar ou bochechar com 15ml da solução pura (1 medida), ou então diluída em pouca água,duas a três vezes por dia;
  • O valor ronda os 11 euros.

4. Tantum verde

elixir

  • Na sua composição existe cloridrato de benzidamida;
  • Indicado no tratamento de gengivites, periodontites, pós-extrações, pós cirurgia, aftas, estomatites
  • Utilizado puro como gargarejo para tratamento de processos inflamatórios ou diluído utilizado na higiene oral diária;
  • O valor ronda os 5 euros.

 

Veja também: