AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Emprego em logística: tudo o que precisa de saber

O actual mercado laboral apresenta, com alguma regularidade, ofertas de emprego em logística. 

Emprego em logística: tudo o que precisa de saber
Gostava de trabalhar em logística?

O aumento da concorrência tem ditado um maior controlo e rigor por parte das empresas. A logística tem por isso vindo a ganhar destaque e importância na estrutura empresarial, criando assim oportunidades de emprego. Aos profissionais que trabalham neste sector são exigidas disponibilidade e flexibilidade.

A logística é a área da gestão responsável pela coordenação dos recursos, equipamentos e informações, para que as actividades de uma empresa se realizem. Ou seja, há toda uma cadeia de procedimentos a executar para assegurar que o produto certo seja feito, entregue no sítio certo, no tempo certo. Para que nada falhe é fundamental o trabalho de muitos colaboradores.

Se pondera uma carreira neste sector profissional mas tem algumas dúvidas, este artigo é para si. Para que fique a conhecer um pouco mais este mundo, vamos responder a algumas questões. Assim, quando chegar o momento de se candidatar a um emprego em logística, estará bem preparado.


Quais são as funções exercidas por um profissional de logística?

Em termos gerais, as suas principais tarefas resumem-se a:
  • Gerir os recursos humanos e materiais, de forma a optimizar os espaços e a reduzir o tempo bem como o custo de cada processo;
  • Controlar os stocks e o armazenamento;
  • Orientar as redes de distribuição;
  • Comunicar com os clientes e os fornecedores;
  • Administrar sistemas informáticos/gestão;
  • Controlar a aplicação das normas de qualidade, higiene, segurança e ambiente no trabalho.


Que tipo de formação é necessária para trabalhar na área?

Muitas são as ofertas de emprego que mencionam a formação superior em gestão, economia ou engenharia como condição exigida aos candidatos. É óbvio que tudo depende da vaga em questão. Se estivermos a falar de um cargo de chefia (supervisor, coordenador...), impõe-se essa formação. Mas no caso de um técnico, o 12.º ano e/ou formação complementar pode ser suficiente.

Em Portugal já existe uma licenciatura em Gestão de transportes e logística, leccionada na Escola Superior Náutica Infante D. Henrique. Também o Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo apresenta um curso intensivo de logística e transportes, com a duração de 5 semanas.

No site da Associação Portuguesa de Logística é possível encontrar informação sobre formação especializada. A APICS - The Association for Operations Management e o ECBL - European Certification Board of Logistics são duas entidades estrangeiras com quem a organização portuguesa estabeleceu protocolos.

Para quem ambiciona progredir na carreira e chegar ao topo, fazer um mestrado é sempre uma boa opção. De acordo com o ranking Eduniversal de 2014/15, o melhor mestrado em Supply Chain e Logística é o da Escola de Gestão de Roterdão, na Holanda.



Quais são os requisitos exigidos a quem trabalha em logística?

Flexibilidade e disponibilidade são duas das mais importantes características procuradas por quem recruta. A necessidade viajar e fazer horários fora do ‘padrão tradicional’ são ‘ossos do ofício’ para quem está no meio. Saber funcionar em equipa é igualmente fundamental, tal como o domínio de línguas estrangeiras, no mínimo o inglês.

Possuir conhecimentos básicos de informática é igualmente importante, sobretudo Excel e Access. No entanto, podem ser exigidas aptidões informáticas mais especializadas, como por exemplo: o domínio de ferramentas de qualidade e de processos produtivos, conhecimentos da ARIS e SAP.



Quais são as possíveis saídas profissionais?

Indústria, distribuição, transportes, consultoria, comunicações e tecnologias de informação são os principais sectores onde a oferta de emprego em logística se tem registado. Muitas são as empresas nacionais e internacionais que actuam neste sector e procuram profissionais portugueses qualificados.



Quanto se ganha num emprego em logística?

Como em quase todas as profissões, não se pode falar em valores fixos. No momento de assinar contrato, todos os factores contam para definir o vencimento. A experiência profissional tem muito peso. Um recém-licenciado ou alguém com menos de dois anos não pode esperar receber tanto como alguém que trabalha há mais de 5 anos nesta área.

O currículo profissional, a formação académica e até as competências sociais influenciam as contas. A área de negócio onde são exercidas as funções e a especificidade das mesmas são também tidas em consideração.
Dois minutos chegam para concorrer ao emprego dos seus sonhos >>
Veja também: