Como ensinar o valor do dinheiro aos filhos

A educação financeira deve começar desde cedo. Conheça maneiras de ensinar o valor do dinheiro aos filhos.

Como ensinar o valor do dinheiro aos filhos
Não descure a educação financeira.

Todos estamos cientes da importância dos valores adquiridos durante a infância para a definição da personalidade das pessoas. Talvez por isso, desde cedo nos preocupamos em incutir valores e educação na intereção com os outros, por exemplo, mas raramente incidimos sobre as questões financeiras. No entanto, ensinar o valor do dinheiro aos filhos é uma boa forma de criar um adulto responsável a lidar com o dinheiro, evitando alguns erros comuns que custam caro.

É óbvio que não se espera que uma criança seja uma especialista na matéria, mas uma educação financeira adequada à idade da mesma é crucial para, no futuro, serem capazes de tomar decisões financeiras conscientes e responsáveis. Assim, comece já a ensinar o valor do dinheiro aos filhos e a promover hábitos de poupança.
 

5 passos para ensinar o valor do dinheiro aos filhos

 

1. Comece a ensinar o valor do dinheiro aos filhos bem cedo

Ou seja, logo que eles sejam capazes de contar. No entanto, faça-o de modo adequado à sua idade. Crianças não são mini adultos. Quando eles começarem a contar, apresente-lhes o dinheiro. Assuma um papel ativo no ensino do dinheiro e a sua importância. A observação (seguir um bom exemplo dado por si) e a repetição são duas das maneiras de eles aprenderem nestas idades.

 

2. Comunique bastante sobre dinheiro com as crianças

À medida que elas crescem, explique os valores que o regem no que diz respeito a dinheiro. Por exemplo, como poupar, como fazer o dinheiro crescer e, mais importante ainda, como gastá-lo de forma inteligente.

 

3. Desejos versus necessidades

Ensine desde cedo os filhos a diferença entre as necessidades e os desejos. Isso irá prepará-los para tomar decisões financeiras corretas no futuro.

 

4. Definir objetivos concretos e tangíveis

É um conceito fundamental para ajudar as crianças/adolescentes a aprender o valor do dinheiro e também como o poupar. Definir um objetivo para adquirir um brinquedo, roupa/calçado, consola de jogos ou tablet, por exemplo, dá-lhe uma motivação e ajuda-o a ser mais responsável. Vai fazê-lo perceber que se poupar vai conseguir atingir metas/sonhos.

 

5. Faço-os perceber que têm de fazer escolhas na hora de gastar o dinheiro

É difícil uma criança perceber o valor do dinheiro se não tem de abdicar de nada por causa da falta do mesmo. O dinheiro não é infinito e eles têm de o sentir. A atribuição de uma semanada/mesada pode ser uma boa forma dos filhos perceberem que têm de fazer escolhas, mas não se esqueça de os ajudar a gerir a semanada/mesada no dia-a-dia.

Veja também: