Erro no reembolso do IRS: o que fazer?

Várias pessoas acabaram por dar de caras com um erro no reembolso do IRS graças a uma falha no simulador. Saiba o que fazer quanto a esta situação

Erro no reembolso do IRS: o que fazer?
A solução pode incluir despesas, mas pode valer a pena.

Tratar do IRS pode já ser uma bela dor de cabeça para muitos contribuintes, que acabam por precisar de ajuda a entregar a declaração. Infelizmente este ano houve também uma falha no simulador do IRS do Portal das Finanças, o que induziu algumas pessoas em erro no reembolso do IRS.  Se foi o seu caso não se preocupe, a solução vem ainda neste artigo.
 

A falha no simulador

O motivo pelo qual alguns contribuintes foram induzidos em erro no reembolso do IRS foi graças a uma falha no simulador, que foi prontamente corrigida pela Autoridade Tributária e Aduaneira logo no dia 1 de abril. No entanto, a falha manteve-se até às 15h desse dia.

O resultado da falha fez com que casais que tentavam descobrir qual o regime mais vantajoso, em separado ou em conjunto, fossem mal informados e acabassem por cair em erro no reembolso do IRS mais vantajoso.

De acordo com algumas fontes de notícias, o erro fez com que a diferença do que vinha nas simulações e do que caia nas contas bancárias chegasse às centenas de euros – valores que fazem uma grande diferença.

 

Que deve fazer quem foi afetado?

Quem foi afetado por esta falha deve, de acordo com o Fisco, fazer novamente a simulação para saber se fez a escolha certa na tributação, podendo alterar a escolha para a mais favorável sem qualquer penalização, desde que tenha entregue a declaração de IRS até às 15h do dia 1 de abril.

No entanto, existem certamente contribuintes que fizeram a simulação até essa data, mas que apenas entregaram a declaração depois. Estes contribuintes terão de pagar uma coima de €25 para poderem voltar a entregar a declaração do IRS.

Acreditamos que pode ainda valer a pena voltar a entregar a declaração de IRS pagando uma coima de €25, se o valor a ser recebido no reembolso compensar. Se no seu caso a diferença for grande, pode ainda vir a comer um bom bife com o dinheiro, apesar da coima.

 

Tenha atenção em futuras simulações

De modo a evitar no futuro ser induzido em erro no reembolso do IRS, o melhor que pode fazer é ter atenção ao valor que lhe é apresentado pela simulação e abordá-lo de forma critica.  Se tiver algum motivo para desconfiar, o melhor a fazer é ir às finanças pedir explicações.

Deve apenas entregar o IRS quando souber que está mesmo tudo bem, mesmo que isso implique algumas dores de cabeça.


Veja também: