AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Erros comuns no contrato de trabalho: 5 dicas para os evitar

Vamos-lhe dar algumas dicas para evitar os erros comuns no contrato de trabalho, cometidos por empreendedores e freelancers.

Erros comuns no contrato de trabalho: 5 dicas para os evitar
Para freelancers e empreendedores

Ser o seu próprio patrão é apelativo, mas isso também significa que será o único responsável por todos os seus projetos, bem como de tudo o que envolve a questão dos contratos necessários. Isso já não é tão apelativo, pois não?

A verdade é que grande parte das pessoas não lê (ou não compreende) completamente os contratos, acabando por assinar contratos com termos com os quais poderá não concordar. O truque é simples, compreender os termos antes de assinar qualquer tipo de contrato.


5 Dicas para evitar os erros comuns no contrato de trabalho


1. Faça pesquisa

Antes de assinar qualquer tipo de contrato, deve fazer um pouco de pesquisa acerca da(s) pessoa(s) e/ou empresa(s) com as qual(quais) irá começar a trabalhar. Analise a reputação e desempenhos anteriores!

Não sabe por onde começar? O google é uma ótimo ponto de partida, mas não se fique por aí. Fale com conhecidos que tenham conhecimentos relacionados com o seu futuro cliente e informe-se acerca de todos os aspetos essenciais. É uma ótima forma de se livrar de dores de cabeça posteriores!



2. Não comece a trabalhar sem ter um contrato assinado

Este deve ser o mais comum, nesta listagem de erros comuns no contrato de trabalho. Tendo em conta que o contrato é a prova legal de que ambas as partes acordaram em algo, nunca deverá começar a trabalhar sem ter um contrato assinado.

É neste documento que estará definido quais as obrigações e expectativas de ambas as partes, bem como os valores de pagamento e, por isso, deverá assinar as suas cópias do contrato e guardar a sua, para se proteger.



3. Aprenda os termos técnicos ou aconselhe-se com um profissional

Os termos utilizados num contrato podem não significar aquilo que pensa e, por isso, é de extrema importância que aprenda os termos técnicos ou que se aconselhe com um profissional da área! Proteja-se pedindo uma segunda (ou até mesmo terceira!) análise, antes de assinal qualquer tipo de contrato.



4. Coloque questões

Muitas vezes, os problemas surgem porque não colocamos as questões certas atempadamente. Existem sempre detalhes que não estão devidamente especificados e, por isso, deve sempre colocar as questões antes de assinar o contrato. Não colocar qualquer tipo de questão é daqueles erros comuns no contrato trabalho que o podem fazer pagar caro, no final!

Questões como “Quando é a data de pagamento?” ou “Qual o valor de cancelamento?”, entre outras, podem ser excluídas do contrato, mas deveriam lá estar para o proteger.



5. Defina diretrizes

Outro dos erros comuns no contrato de trabalho que os entrepreneurs e freelancers cometem, é falta de diretrizes e/ou orientações claras para posterior avaliação do trabalho aquando do seu término.

O que acontece? Depois de terminarem os trabalhos veem-se submersos em alterações e revisões que, muito provavelmente, nem estavam previamente orçamentadas. Proteja-se, criando uma cláusula no contrato com as diretrizes e orientações para avaliação final do trabalho!

Veja também: