5 erros comuns no uso de desodorizante

O uso de desodorizante é, esperamos nós, um hábito diário: conheça os erros que pode estar a cometer e corrija-os.

5 erros comuns no uso de desodorizante
Use-o de forma adequada

O uso diário de desodorizante é, provavelmente, tão automático que nem pensamos se o estamos a fazer da forma mais correta e adequada. Se se sente bem e confortável, não deteta odor nem tem comichões, então deverá estar a fazer tudo bem.

Se, pelo contrário, sente algum desconforto na pele, tem comichões durante o dia, tem algum tipo de irritação na pele, ou deteta odor a meio do dia, então provavelmente está a cometer alguns destes cinco erros comuns.


5 erros comuns no uso de desodorizante: aprenda a corriji-los

O cirurgião plástico Mark Malek, num artigo colaborador na revista americana Women's Health, enumerou os 5 erros mais comuns relativos ao uso diário do desodorizante.



1. Uso do produto errado

Muitas pessoas não conhecem a diferença entre desodorizante e o antitranspirante. Cada um tem um uso distinto: o desodorizante deve ser usado pelas pessoas que pretendem bloquear o odor a suor;  o antitranspirante bloqueia as glândulas que produzem a transpiração, pelo que deve ser usado apenas pelas pessoas que usam muito.



2. Aplicação inadequada

Também neste ponto, a diferença entre desodorizante e antitranspirante é relevante, uma vez que cada um deles tem momentos distintos de aplicação. Ou melhor, o desodorizante deve ser aplicado sobre pele limpa, mas pode ser usado em qualquer altura do dia. Pelo contrário, o antitranspirante, também sobre pele limpa, deve ser aplicada à noite, momento em que transpiramos menos e que se indica como o momento ideal para a sua aplicação.



3. Quantidade errada

Relativamente ao desodorizante, não é difícil decidir a quantidade: normalmente duas ou três passagens do roll-on são as suficientes. Já com o antitranspirante a situação varia, isto é, se pretende bloquear parte da transpiração num dia normal, basta uma camada fina, mas se adivinha um dia mais stressante ou mais exigente fisicamente, deve aplicar uma camada mais generosa.



4. Uso de produtos perfumados

Embora o uso dos desodorizantes perfumados não seja um erro em si, precisa de conhecer bem a sua pele e saber como ela reage aos perfumes. Assim, se sente comichão nas axilas ou deteta alguma irritação na pele, o mais provável é que esteja a fazer algum tipo de reação ao perfume do desodorizante. Nesses casos, prefira produtos sem perfume.



5. Uso prolongado do mesmo desodorizante

Estes rituais diários, como o uso do desodorizante, fazem com que as pessoas tendam a usar sempre a mesma marca, pensando que os bons resultados estão garantidos. Isto pode mesmo ser verdade, contudo, se nota que ultimamente tem transpirado mais ou sentido odor mais cedo do que habitualmente, então isso pode querer dizer que as suas glândulas já se habituaram ao desodorizante. Nesses casos, é conveniente mudar de marca.

Analisando bem estes 5 erros mais comuns no uso do desodorizante, poderá evitar alguns embaraços e sentir-se mais confiante ao longo de todo o dia.

Veja também: