6 erros de proteção solar que comete sem se aperceber

Proteger a pele das agressões solares tem muito que se lhe diga. Há alguns hábitos extra que poderá adotar, certificando-se de que a sua pele está bem protegida.

6 erros de proteção solar que comete sem se aperceber
Provavelmente, estará a cometer algum destes erros

Quando se fala de uma boa rotina de cuidados de pele, inclui-se a protecção desta aos efeitos nocivos provocados pelo sol: de pouco ou nada adianta hidratar regularmente a sua pele se não a proteger sempre que esta tem contacto com os raios solares.

Hoje falamos-lhe de 6 erros de proteção solar que poderá estar a cometer inconscientemente.

Os erros de proteção solar mais comuns

Pensar que o SPF presente na sua maquilhagem é suficiente

Alguns produtos de maquilhagem já contêm SPF, como é o caso das bases. A presença deste elemento na maquilhagem leva-nos a acreditar que a sua utilização é suficiente para nos proteger dos raios solares. Por sua vez, este pensamento representa o primeiro dos seis erros de proteção solar.

No melhor das hipóteses, a maquilhagem tem um SPF 30 e, mesmo com este nível de protecção, para se proteger convenientemente, teria de colocar várias camadas, ficando sem o ar natural que se pretende ao maquilhar.

Em vez de confiar única e exclusivamente no SPF da maquilhagem, confie antes num bom protetor solar facial. Aplique uma boa camada, deixe absorver durante 10 minutos e aplique a sua maquilhagem de seguida.

Aplicar protetor solar apenas na face

Uma das promessas da utilização regular dos protetores solares é a sua função anti-aging. E, quando se pensa em retardar o processo de envelhecimento, pensa-se na zona da face. No entanto, o protetor solar também deve ser aplicado no pescoço (por ele todo, à frente e atrás), nas orelhas, no peito e nas mãos. Todas elas são áreas sujeitas a uma grande exposição solar.

gravida na praia

Abdicar do protetor solar quando o céu está nublado

Este é um dos erros de proteção solar mais comuns!
Muito provavelmente, não se lembra de colocar protetor solar quando o céu está nublado e as temperaturas estão baixas. No entanto, há quem recomende o uso de protetor solar durante todo o ano, mesmo no Inverno!

Pensar que a roupa protege a pele do sol

É comum pensar que se a nossa pele está coberta, está protegida. Mas este pensamento está errado! A roupa tem um SPF – no máximo – de 6, bastante longe dos mínimos recomendados (SPF 30).

Quanto mais fino for o tecido da roupa, menor vai ser a sua proteção contra os raios solares. No entanto, para (quase) tudo há uma solução, e esta é bastante simples: aplique protetor solar em todo o seu corpo antes de se vestir e desfrute do seu passeio.

Não reaplicar o protetor solar várias vezes ao dia

Um dos erros de proteção solar mais comuns, é pensar que o creme que colocou de manhã o/a protege todo o dia. O protetor solar tem de ser reaplicado a cada 2 horas e ainda com maior frequência caso vá à água ou note que está a transpirar.

Certifique-se de que aplica a quantidade certa e que cobre o corpo todo.

mae e filha na praia

Pensar que apenas os escaldões danificam a pele

Se é daquelas pessoas que nunca apanha escaldões – queimaduras solares severas -, poderá achar que a utilização de protetor solar é dispensável. Não é! Pode não ser visível, mas o sol provoca queimaduras nas camadas mais profundas da sua pele que poderão dar origem a doenças e problemas de pele graves.

Nunca é tarde demais para começar a tomar atenção a certos hábitos de proteção solar mais saudáveis! Embora pareça complicado, tudo pode ser reduzido a isto: aplique protetor solar, pelo menos de SPF 30, em todas as áreas expostas ao sol diariamente. Este simples passo ajudará a manter a sua pele saudável e protegida contra o sol.

Veja também: