4 Erros que não pode cometer num plano de negócios

Teve uma ideia de negócio e agora que pô-la em prática, começando por desenvolver um plano? Para o ajudar, preparamos uma lista de alguns erros que não pode cometer no seu plano de negócios.

4 Erros que não pode cometer num plano de negócios
Tem uma ideia de negócio? Cuidado, há erros que a podem arruinar.

Se tem uma veia empreendedora e uma ideia de negócio, pode ser o momento de por mãos à obra e começar a estudar a possibilidade de ser o seu próprio patrão. No entanto, há erros que não pode cometer num plano de negócios, pois podem arruiná-lo logo à partida.
 

O que é um plano de negócios?

Um plano de negócios é o principal documento na estruturação de um projeto empresarial, permitindo analisar a sua viabilidade e constituir a base de apresentação do projeto a terceiros.

 

4 Erros que tem mesmo de evitar no seu plano de negócios

Há erros de planificação que podem sacrificar o seu negócio, ainda antes de dar os primeiros passos.
 

1. Falta de coerência

Ao definir o plano de negócios e a estratégia que a empresa adotará, o empreendedor deve manter a coerência em todas as áreas do negócio. Por exemplo, se o seu objetivo é abrir um restaurante gourmet com produtos de qualidade e superior à concorrência, siga essa linha em todo o seu plano, procurando apostar na qualidade dos produtos e não, por exemplo, em preços mais baixos. Querer ser o melhor em todas as áreas pode não dar bom resultado e lembre-se, quem vai a um restaurante gourmet procura, antes de tudo, pratos de qualidade e não preços baixos.

 

2. Descuidar o plano financeiro

A parte financeira é crucial para o desenvolvimento de um negócio, por isso, nunca a deve deixar de parte. À medida que desenvolve cada área, tenha em atenção o seu orçamento, para não correr o risco de desenvolver ideias e simplesmente não ter dinheiro para as concretizar. Não se esqueça, faça contas!

 

3. Não usar as informações resultantes de pesquisas de mercados

Outro erro que muitos empreendedores cometem é esquecerem-se de recorrer às informações de análise de mercado e do plano de marketing previamente recolhidas para elaborarem projeções de vendas da empresa. Estas, se forem inteligentemente usadas, podem ajudar o empreendedor a potenciar o crescimento do mercado da empresa.

 

4. Não analisar a concorrência

A análise da concorrência deve ser uma das áreas a incluir no seu plano de negócios. Isto porque de nada adianta tentar ignorá-la ou escondê-la perante investidores, que conhecerão o setor e facilmente identificarão os seus concorrentes e o questionarão porque os “ignorou”. Evite, assim, situações comprometedoras. Além disso, estudar a concorrência pode ajudá-lo a perceber quais são os pontos fracos deles e usar isso como uma vantagem competitiva para o seu negócio, não cometendo os erros e as falhas que os outros cometeram.

Veja também: