AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Escola pública Vs. Escola privada

Está na hora de matricular o seu filho? Indeciso entre escola pública ou privada? Saiba o que considerar e conheça as nossas dicas para ajudar na escolha.

Escola pública Vs. Escola privada
6 Dicas para o ajudar a escolher

A escola perfeita, seja pública ou privada, não existe. O que é perfeito para a sua família, não será para a do seu vizinho. Aliás, o que é perfeito para o seu filho mais velho, pode não ser para o do meio. Para além disso, para a sua família pode ser importante uma educação bilingue, para outra uma educação mais religiosa ou mais artística. 
 
Por isso, quando chega a altura de escolher a escola, há muitos fatores a considerar. Se a escola: 
  • está numa boa zona, 
  • se fica perto de casa ou do trabalho dos pais, 
  • se tem atividades extracurriculares,
  • se possui uma boa cantina, 
  • se é segura e tem um espaço interior e exterior de qualidade, 
  • qual o número de alunos por turma, 
  • o currículo dos professores, 
  • as propinas, 
  • entre tantas outras questões.
 
Se, regra geral, numa escola privada tem a vantagem de escolher com uma orientação específica (religiosa, linguística, artística, etc.), terá mais atividades diferentes (ballet, xadrez, violino, etc.) e, à partida, será mais acompanhado e protegido, na escola pública terá, certamente, uma grande variedade multicultural, mais “mundo” e sairá mais preparado para a vida.
 
Não lhe podemos dizer qual será a melhor opção para o seu filho mas podemos dar-lhe algumas dicas que o ajudarão nessa escolha. Tome nota.
 

Escola pública ou privada: qual escolher?

 
1. Escolha em consciência, não por uma questão financeira. Ou seja, opte pelo ensino privado se for, de facto, a melhor solução para a educação do filho e não, apenas, porque o pode pagar.
 
2. Privilegue a competência e provas dadas dos docentes e restantes profissionais. Lembre-se: as aparências iludem.
 
3. Seja numa escola pública ou privada, exija de todos qualidade, competência, atenção e rigor. 
 
4. Informe-se sobre questões relacionadas com a segurança, nomeadamente no que diz respeito ao controlo da entrada e saída dos alunos ou de pessoas estranhas à escola.
 
5. Se possível, opte por uma escola perto do seu local de trabalho ou de um familiar. Evita perdas de tempo em deslocações e estará mais perto em caso de urgência.
 
6. Procure saber que atividades extracurrilares existem. Sejam aulas de línguas, de música, de desporto, ou mesmo clubes de leitura ou de fotografia. 
 
Nestes casos, a sorte conta muito e o instinto também tem uma palavra a dizer. A verdade é que se o seu filho estiver feliz, interessado e com bons resultados escolares é sinal que a sua escolha está a dar frutos. Caso contrário, converse com ele e com os professores para perceber o que pode estar a correr menos bem.
 
 
Prepare o seu futuro, faça aquela formação profissional que tanto queria ou até uma licenciatura, um mestrado, e porque não um MBA? Saiba como aqui.
 
Veja  também: