O que não levar na mala de viagem para evitar a bagagem de porão

Quem parte de avião tem uma escolha a fazer: mala de porão ou bagagem de mão. A escolha torna-se mais fácil em companhias low cost pois uma mala grande no porão significa mais custos. 

O que não levar na mala de viagem para evitar a bagagem de porão
Viajar também é sinónimo de fazer as malas e... carregá-las

Viajar é algo que nos faz crescer em momentos que, para a grande maioria das pessoas, significa libertar-se em tempo de férias. Com oportunidade para aprender sobre outras culturas, conhecer pessoas, descansar,.... Quem viaja de carro está imediatamente limitado ao que cabe no porta-bagagem. Mas, ao viajar de avião, o que ganhamos, afinal, em levar apenas uma pequena mala connosco na cabine evitando a bagagem de porão?
  • Mais flexibilidade e comodidade nas deslocações
  • Mais rapidez a entrar no avião (fazendo o check-in online e não despachando malas podemos seguir diretamente para o avião com o cartão de embarque impresso ou no telemóvel)
  • Mais rapidez a sair do avião (não temos de esperar pela bagagem perto dos tapetes).
  • Não corremos o risco de extravios


O que deixar em casa para evitar a bagagem de porão

Quando começamos a viajar parece-nos sempre que o melhor será levar o máximo de coisas. Quanto mais, melhor. "Pode fazer falta". Na verdade, na maioria das ocasiões, os viajantes acabam por não usar uma grande parte daquilo que arrastaram pelos aeroportos e pelas ruas das cidades até aos quartos de hotéis.

Estas dicas vão ajudá-lo a decidir o que não levar na mala de viagem evitando assim a bagagem de porão.



Demasiada roupa ou roupa volumosa

A chave na escolha da roupa é, alguns dias antes da partida, investigar bem online como vai estar o tempo no seu destino. E depois tomar decisões. Não vale a pena levar um casaco volumoso se vão estar 35ºC. Para além disso, se precisar de roupa para apenas 7 dias não precisa, por exemplo, de levar 10 camisolas para "depois escolher qual vestir".

Faça as escolhas antes de partir e leve roupa versátil que sirva para qualquer ocasião. E nem sequer tem de ter uma muda para cada dia. Pode lavar algumas peças (especialmente roupa interior mas não só) na casa de banho do seu quarto de hotel ou numa lavandaria. Imagine que ia viajar durante 6 meses. Levaria cerca de 180 mudas de roupa?

Um outro "truque" consiste em levar uma peça em fim de vida de que ainda gosta bastante e não tem coragem de deitar no lixo. Deixe-a no estrangeiro e substitua-a por outra comprada lá. Vai sempre recordar a viagem quando a vestir. Pode igualmente já transportar uma ou duas t-shirt a menos e comprar em viagem, especialmente se estiver num destino barato.

Quanto à roupa volumosa, evite-a o mais possível. Quase todos os hotéis fornecem toalhas. Se quiser mesmo levar uma, compre a mais pequena que encontrar. Se precisar de casaco quente (um chega) porque vai para um destino frio, vista-o ou transporte-o debaixo do braço até ao avião. Pelo menos no regresso, já que desta forma libertará espaço na bagagem de mão para trazer recordações. E nunca se esqueça que enrolar a roupa pode ser a solução para poupar bastante espaço evitando da mesma forma os vincos.



Sapatos

Os sapatos não se conseguem normalmente dobrar e ocupam, por isso, bastante espaço. Planeie o que lhe vai fazer falta e leve apenas um par de ténis/sapatos confortáveis para caminhar (mais umas sandálias compactas se estiver muito calor) e um par de chinelos de piscina/praia que também poderá usar no quarto de hotel.



Produtos de casa de banho/beleza

Comprar embalagens grandes de creme hidrante, gel duche ou champô é sempre mais barato a longo prazo. Mas podemos, e devemos, despejar parte desses produtos para embalagens mais pequenas e levar em viagem. É muito fácil comprar kits de boiões deste género para transportar apenas a quantidade essencial. Até porque, recorde-se, há restrições ao transporte de líquidos a partir de certas quantidades.

Também pode comprar produtos de casa de banho/beleza no destino ou usar os que estão disponíveis no hotel. Ou ainda usar finalmente aquelas amostras que um vendedor lhe ofereceu em tempos ou as ofertas que trouxe dum hotel onde se instalou anteriormente.

Quanto a secadores de cabelo, transporte-os só se for absolutamente necessário. Informe-se no site do hotel ou envie um email a confirmar a disponibilidade, no quarto ou para empréstimo na receção. Senhores, há embalagens pequenas de espuma da barba à venda.



Comida

Há pessoas que levam comida nas malas de viagem: barritas de cereais, snacks, bolachas... Faz algum sentido se consumirmos tudo ao longo dos dias e não voltarem ao ponto de partida, ocupando espaço no voo de regresso. Apesar de poder vir a dar jeito ter algo que comer consigo, lembre-se que vai sempre encontrar comida onde quer que vá, tendo assim hipótese de provar coisas novas. Talvez até trazer algumas para casa.



Aparelhos eletrónicos e acessórios

Nos dias de hoje é fácil carregarmos muitos (demasiados) aparelhos eletrónicos e os seus respetivos acessórios. O segredo aqui é transportar apenas o essencial para si, não esquecendo os carregadores. Quanto a máquinas fotográficas... Se calhar está na hora de considerar trocar uma pesada e volumosa DSLR por uma mirrorless. Com uma objetiva versátil para poupar ainda mais espaço.

Por outro lado, deixe para trás versões impressas de mapas, guias e livros e opte pelas eletrónicos (olhar para um mapa em papel identifica-nos imediatamente como turista). Resumindo, pondere bem cada um dos artigos que decide carregar consigo. Não se esqueça de bens essenciais como medicamentos de emergência. Se viajar a dois, prefira duas malas pequenas a um grande para evitar bagagem de porão. Boas viagens! Vai ser bom andar mais leve.

Veja também:

Luís Seco Luís Seco

Autor do blog FotoViajar e do Visit Évora, que criou com o intuito de dar a conhecer a sua cidade e a singular região do Alentejo. Embora enquanto mais jovem não tivesse o hábito viajar, hoje em dia a curiosidade de saber o que existe e como se faz noutros lugares levam-no a estar sempre a pensar em viagens. Gosta especialmente de road trips mas é igualmente fã de cidades cosmopolitas e daquelas que marcaram a História.