Publicidade:

10 dicas para evitar desperdício de alimentos

Ao evitar desperdício de alimentos poupa a sua carteira e a sua consciência. Tome nota destas dicas e faça melhores escolhas.

10 dicas para evitar desperdício de alimentos
Organização e escolhas acertadas fazem toda a diferença

Evitar desperdício de alimentos é algo que está na mente de todos porque, verdade seja dita, ninguém gosta de deitar comida fora. Mas acontece, há sempre alimentos a estragar lá em casa. Ou porque, sem contar, foi convidado para jantar fora; aproveitou uma promoção e agora não consegue escoar; fez mais quantidade de comida do que conseguiu comer; tem o frigorífico desorganizado e os alimentos ficam esquecidos nas profundezas das prateleiras. Enfim, as razões nunca mais acabam. Assim sendo, dê uma vista de olhos nas nossas dicas para evitar desperdício de alimentos.

Segundo a FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura), os países industrializados desperdiçam 1,3 mil milhões de toneladas de alimentos por ano, o suficiente para alimentar os cerca de 925 milhões de pessoas que passam fome no mundo. Em Portugal, um milhão de toneladas de alimentos vão, todos os anos, para o lixo. Ou seja, uma média de 97 quilos de comida por pessoa. Números que evidenciam como é urgente evitar o desperdício de alimentos, para o bem dos recursos naturais e das nossas carteiras!

Equilibrar a balança é possível mas, para isso, todos temos que dar o nosso contributo evitando o desperdício alimentar. Quer saber como? Tome nota das nossas dicas.

10 formas de evitar desperdício de alimentos

1. Planeie a ementa semanal

evitar-desperdicio-de-alimentos

A organização sempre provou ser uma boa aliada dos resultados positivos. Planear as refeições que pretende cozinhar ao longo da semana ajuda-o a controlar melhor quanto vai gastar e a ter uma noção exata dos ingredientes que vai precisar. Na hora de ir ao supermercado vai poupar tempo, dinheiro e evitar desperdício de alimentos.

2. Faça uma lista de compras

evitar-desperdicio-de-alimentos

Esta é uma regra básica, mas nem sempre é fácil de aplicar: não vá às compras com fome, senão vai comprar por impulso e acaba por trazer mais coisas do que precisa. Faça uma lista de compras baseada no plano de refeições que definiu e siga-a à risca. Confirme o que tem no frigorífico antes de sair de casa para não duplicar alimentos.

3. Escolha fruta da época

evitar-desperdicio-de-alimentos

Dê preferência a fruta e legumes da época e produzidos localmente. Isso garante-lhe maior durabilidade, uma vez que esses produtos não vêm de tão longe, chegam mais frescos, logo, duram mais.

4. Compre menos mas mais vezes

evitar-desperdicio-de-alimentos

Abasteça enlatados, massas, arroz, produtos menos perecíveis numa visita mensal ao supermercado. Para tudo o resto, sobretudo os frescos, pão e leite, sugerimos que vá às compras mais frequentemente, para trazer só o essencial. Caso contrário, a tendência é comprar em quantidade e depois estragar.

5. Organize o frigorífico

evitar-desperdicio-de-alimentos

Pode evitar desperdício de alimentos através de uma boa organização do seu frigorífico. Deixe espaço entre os vários produtos para o frio circular. Caso contrário, a temperatura será inconstante e corre o risco de acelerar o processo de deterioração dos alimentos. Não arrume alimentos mais vulneráveis ao calor nas prateleiras da porta, a zona mais quente do frigorífico. Ao arrumar as prateleiras, coloque os alimentos com maior prazo de validade para trás e os com datas prestes a expirar para a frente.

6. Congele os alimentos

evitar-desperdicio-de-alimentos

Uma forma simples mas muito eficaz de evitar desperdício de alimentos é congelá-los. A dica é congelar as refeições que sobrarem e os alimentos em excesso na despensa ou que não vai consumir já. Ponha em recipientes transparentes para ver sempre o que tem ao dispor. Se prefere comprar em quantidade para não ter que ir tantas vezes ao supermercado, congelar também é uma boa opção.

7. Cozinhe para várias refeições e congele

evitar-desperdicio-de-alimentos

Outra forma de poupar na cozinha e evitar desperdício de alimentos é cozinhar grandes quantidades de refeições de cada vez. Se tiver que confecionar o mesmo prato de raiz todas as vezes vai acabar por gastar mais ingredientes. Assim, poupa nos alimentos e em tempo. Para além disso, é uma ideia ótima para aqueles dias em que não apetece nada cozinhar!

8. Aproveite os restos

evitar-desperdicio-de-alimentos

Já ouviu falar do arroz com todos? É um prato perfeito para aproveitar todas as sobras e que dá grandes petiscos! Se sobrou carne, faça um empadão; se tem pão seco, faça uma açorda; se ficou meio peixe na assadeira, faça uma massada; os caules das ervas aromáticas guarde num saco hermético juntamente com os bocadinhos de legumes que sobram e congele até ter suficiente para fazer um caldo.

9. Não deite fruta ‘tocada’ fora

evitar-desperdicio-de-alimentos

Se tem fruta no cesto já a ficar ‘tocada’, porque amadureceu demais ,ou tem uma parte já bolorenta não deite a peça toda fora. Lave bem, corte e aproveite o que está bom para fazer um sumo natural, um batido com leite, compotas ou usar num bolo. As cascas da fruta aproveite para secar e fazer chás ou para vinagres de fruta.

10. Faça uma doação

evitar-desperdicio-de-alimentos

Outra dica é doar a quem mais precisa. Se tiver comida em bom estado, mas prevê que não a vai poder consumir, dê ao sem-abrigo que pernoita no patamar da sua porta ou de um prédio perto de si – ou contacte uma associação de caridade da sua cidade para recolherem. É, sem dúvida, uma forma de evitar desperdício de alimentos e ainda faz uma boa ação!

Se estas dicas não são suficientes para o convencer a ter mais cuidado com o desperdício alimentar, aconselhamos a que faça uma lista de toda a comida que colocou no lixo durante um mês, quinze dias ou uma semana. Depois faça as contas.

Veja também:

Alexandra Nunes Alexandra Nunes

Alexandra Nunes é jornalista com experiência em imprensa e rádio. Depois de quase uma década a trabalhar na Rádio TSF partiu rumo ao Médio Oriente. A sede de conhecer novos mundos levou-a até ao Dubai, onde vive atualmente. Por lá, tem-se dedicado a explorar novas áreas da Comunicação e escreveu a biografia “Uma Mulher no Topo do Mundo” sobre a primeira portuguesa a chegar ao topo do Monte Evereste. É apaixonada por viagens, pessoas e as suas estórias.