7 dicas para evitar discussões sobre dinheiro

Problemas financeiros são um dos maiores motivos para a degradação de uma relação. Saiba como evitar discussões sobre dinheiro.

7 dicas para evitar discussões sobre dinheiro
Para pôr em prática já hoje!

Um dos principais motivos de problemas no relacionamento dos casais prende-se com as questões financeira. Assim, evitar discussões sobre dinheiro é um dos passos chave para uma relação saudável e duradoura, mas isso não significa não falar sobre o dinheiro (e eventuais problemas associados), pelo contrário. Saiba como evitar discussões sobre dinheiro.

7 formas de evitar discussões sobre dinheiro

1. Foco no presente

A primeira dica para evitar discussões sobre dinheiro passa por focar as atenções no imediato e não começar a estruturar imediatamente (no início da vida a dois) grandes planos futuros.

Ou seja, numa fase inicial o casal deve focar-se nas despesas da semana seguinte e perceber/resolver as despesas a que ainda está preso da semana anterior.

Só depois de se sentir confortável com esta dinâmica é que o casal deve passar a discutir metas a médio/longo prazo. É importante começar passo a passo, até porque, necessariamente, os hábitos financeiros serão diferentes.

2. Converse sobre dinheiro

Como referido, os hábitos de gerir o dinheiro diferem de pessoa para pessoa, também devido à própria educação de cada um. Assim, é importante começar a dialogar sobre as contas desde o início da relação (e tornar essa conversas periódicas).

Quanto mais tempo demorar a começar a fazê-lo mais difícil é iniciar o diálogo. E quando o fizerem já será em situações extremas que resultam, na maioria das vezes, em discussões.

3. Equidade nas contribuições

A vida a dois também implica partilha na hora de pagar as contas/despesas, ou seja, é importante que os dois contribuam. No entanto, é normal que existam disparidades entre os rendimentos de cada um.

Assim, é fulcral que a percentagem das contribuições tenha relação com os rendimentos para que haja equidade.

4. Limites acordados

Estabeleçam limites, em conjunto, de gastos, especialmente nas compras que envolvam maior investimento. Quando vai comprar algo, como eletrodomésticos, compras no supermercado, decoração, tecnologia ou até mesmo um carro, a decisão quanto ao budget deve ser comum e não só de uma das partes.

5. Planeamento a dois

O planeamento é também uma forma essencial de evitar discussões sobre dinheiro. Planeie objetivos comuns futuros, mas sempre tangíveis, ou seja, realísticos (consoante os rendimentos previsivelmente disponíveis pelo casal), para não cair em constantes falhas. que levem o casal a deixar de estabelecer metas.

6. Não esconda nada

Não tenha segredos para o seu parceiro(a). A confiança é fulcral em qualquer relacionamento e em matéria de finanças a máxima mantém-se. Deve existir total transparência financeira no casal, desde os rendimentos de cada um até aos créditos (não invalida que, se possível, cada um tenha a sua própria conta, além de uma conta comum, para manter alguma independência).

7. Fuja das dívidas

Finalmente, evite cair em dívidas. É praticamente impossível evitar discussões sobre dinheiro se o casal estiver endividado.

Veja também: