Exemplos de cartas de despedimento para formalizar a saída

Vai sair da sua empresa? Aqui ficam dois exemplos de cartas de despedimento: por iniciativa do trabalhador e por iniciativa do empregador.

Exemplos de cartas de despedimento para formalizar a saída
Saiba como terminar o seu vínculo laboral

Se já tomou a decisão de sair da sua empresa, o primeiro passo é comunicar ao seu atual empregador que tem intenção de sair da organização. De igual modo, se o seu empregador tiver intenção de o despedir, deve comunicar-lhe essa decisão por escrito. Deixamos-lhe dois exemplos de cartas de despedimento que pode utilizar.

Exemplos de cartas de despedimento para terminar o seu vínculo laboral

Estes exemplos de cartas de despedimento vão auxiliá-lo a concretizar o despedimento de forma legal, e até com uma certa diplomacia! Lembre-se de que, ao sair de qualquer empresa, deve esforçar-se por manter as boas relações e terminar o vínculo laboral de forma cordata.

Isto é válido para um funcionário que pretenda rescindir o contrato (demissão por iniciativa do trabalhador), mas também para uma empresa que vá despedir um colaborador (despedimento por iniciativa do empregador).

Exemplo de carta de despedimento por iniciativa do trabalhador

Quando o fim do vínculo laboral se dá por iniciativa do trabalhador, este comunica ao departamento de recursos humanos da empresa as suas intenções de rescindir o contrato de trabalho. O tom deve ser formal, sem entrar em detalhes em relação às razões que o levam a sair.

“Nome da Empresa
a/c Diretor de Recursos Humanos

Morada da empresa

Local, (dia) de (mês) de (ano)

Exmo(a). Sr(a). Dr.(a).:

Venho por este meio comunicar-vos que rescindo o contrato de trabalho que mantenho com esta empresa. Pretendo que o fim do meu vínculo profissional com a empresa vigore a partir do dia (inserir data), cumprindo assim a obrigação legal de vos informar com o mínimo de (inserir número) dias de antecedência. A partir desta data deixarei de desempenhar funções laborais nesta organização.

Solicito a V. Exas., que apurem os valores dos vencimentos a que tenho direito até à data da minha rescisão. Noto que até à data da rescisão apenas gozei (inserir número) dias de férias.

Aproveito para solicitar que no final do contrato me sejam pagos também os valores relativos aos subsídios de férias e de Natal, proporcionais aos dias que trabalhei no corrente ano.

Termino com a manifestação do meu agradecimento pela oportunidade de trabalhar nesta empresa, e deixo os mais sinceros votos de sucesso a todos os seus funcionários.

Sem qualquer outro assunto, despeço-me agradecendo a vossa a atenção.

(Assinatura)”

Exemplo de carta de despedimento por iniciativa do empregador

Neste exemplo, o empregador comunica ao trabalhador as suas intenções de rescindir com ele o contrato de trabalho, explicitando as razões subjacentes a essa mesma decisão.

“Nome do colaborador
Morada

Local, (dia) de (mês) de (ano)

Exmo. Sr.:

Lamentamos informá-lo de que a empresa  atravessa uma situação de (inserir motivo). Esta situação torna impossível a manutenção do escritório/função/cargo (escolher ou inserir informação adequada).

Assim, por deliberação dos órgãos gerentes, foi tomada a decisão de encerrar as instalações/extinguir o posto de trabalho (escolher ou inserir informação adequada). Estamos cientes do impacto que este acontecimento terá sobre os funcionários, e asseguramos que faremos todos os esforços para apoiar a sua recolocação no mercado de trabalho.

No seu caso concreto, informamos que o fim do vínculo laboral se dará no dia (inserir data) do corrente ano, pelo que terá a receber os valores proporcionais relativos ao subsídio de férias e ao subsídio de Natal vencidos até ao fim do seu contrato.

Agradecemos o seu contínuo serviço e apoio durante este momento de transição.

(Assinatura)”

Como proceder em caso de despedimento?

Não basta usar estes exemplos de cartas de despedimento e aguardar que algo aconteça. Recomendamos, pelo contrário, que seja proativo na procura de um novo emprego, procurando saber que tipo de apoio pode dar-lhe a empresa na transição para o mercado de trabalho.

Se for despedido, o subsídio de desemprego deve ser solicitado no Centro de Emprego da sua área de residência.

Se se demitiu, não terá direito ao subsídio de desemprego, pelo que procurar emprego por conta de outrem ou  criar o seu próprio emprego, são algumas das opções a tomar.

Veja também: