Exposição Xisto: Agricultura Lusitana 2015-18 Craft+Design+Identidade

Exposição Xisto, com peças de craft+design contemporâneo, que representam a identidade cultural da região serrana, estão expostas no Museu de Arte Popular.

Exposição Xisto: Agricultura Lusitana 2015-18 Craft+Design+Identidade
Peças tiveram como laboratório as 27 Aldeias do Xisto

Se precisava de motivos para visitar um dos mais interessantes museus nacionais, as Aldeias do Xisto acabam de tornar essa visita inadiável. Até Dezembro, estará patente no Museu de Arte Popular, em Lisboa, a exposição Xisto – “Agricultura Lusitana 2015-18 Craft+Design+Identidade” – que reúne peças de autores que se inspiraram nas artes tradicionais e no saber fazer da região serrana.

O projeto, promovido pela ADXTUR- Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto e com orientação criativa do designer João Nunes, juntou professores e alunos de nove escolas superiores de design e, também, 22 ateliers de craft de todo o país, envolvendo, ao todo, cerca de 150 pessoas.

As 27 Aldeias do Xisto serviram não só de inspiração, mas também de laboratório do projeto que resultou na exposição Xisto. As peças de craft+design contemporâneo aqui criadas representam o saber fazer, a identidade cultural da região e novos caminhos de transformação – dos lugares, formas, matérias e técnicas tradicionais. É, sem dúvida, uma exposição a não perder!

Exposição Xisto pela primeira vez em Lisboa

exposicao-xisto1

Taças da Horta.Peça de Robin Bovey.

Enquadrada na programação da Direção-Geral do Património Cultural, alusiva à celebração do Ano Europeu do Património Cultural, a apresentação desta mostra é, na sua globalidade,  o resultado de uma estratégia de valorização do património rural.

A exposição “Agricultura Lusitana 2015-18 Craft+Design+Identidade” no Museu de Arte Popular destaca-se por ser a mais alargada no percurso de itinerâncias do projeto, uma vez que encerra uma trilogia iniciada com os projetos Água Musa (2013) e L4Craft (2014).

A mostra descreve o processo criativo desde a abordagem ao território – enquanto inspiração e laboratório de criação – até à produção das peças propriamente ditas. Desenvolve-se, por isso, em núcleos temáticos, valorizando, também, o teor pedagógico, (in)formativo dos processos de trabalho.

Contará ainda com um programa de atividades com visitas-guiadas, workshops, animação e conversas, onde os temas craft, design, identidade cultural, e a estratégia de desenvolvimento da própria rede das Aldeias do Xisto, serão ativadores para a partilha de conhecimentos e experiências com os visitantes.

Uma palavra aos autores do projeto

exposicao-xisto

O projeto representa o olhar pessoal de designers, artesãos, alunos e professores de escolas superior de design de todo o país, sobre as culturas e as produções artesanais locais das Aldeias do Xisto.

Não poderíamos deixar de os nomear, até porque é necessário valorizar os criadores, a quem, também, cabe preservar e construir a identidade de um povo. São os seguintes:

Ateliers de Craft 

Escolas + Aldeias

Aldeias do Xisto a olhar para o futuro

A exposição Xisto poderá ser um mote para vir conhecer as Aldeias do Xisto. São, ao todo, 27 e distribuem-se pelo interior da região centro do país, nomeadamente pela Serra da Lousã, Serra do Açor, Zézere e Tejo-Ocreza. Exemplares únicos do acervo histórico e monumental nacional e as suas histórias, artes, tradições e gastronomia, merecem ser escutadas, revisitadas,  valorizadas e saboreadas.

Agora, com uma nova plataforma de booking, a Book in Xisto, – na qual poderá reservar alojamento, experiências e restaurantes em qualquer uma das aldeias – são o local ideal para conhecer o que de mais genuíno existe no país, sendo que na primavera a sua beleza paisagística torna-se arrebatadora. A oferta de alojamento é variada e os preços são bastante acessíveis. Venha, está à espera de quê?

Veja também: