Publicidade:

Os melhores filmes franceses de sempre

É um aficionado do cinema? Vamos apresentar-lhe 10 dos melhores filmes franceses de sempre para colocar na sua lista.

Os melhores filmes franceses de sempre
Dos clássicos à era moderna

Preparado para uma maratona de indústria cinematográfica francesa? Não sabe por onde começar? Não se preocupe, nós damos uma ajudinha. Neste artigo vai encontrar 10 dos melhores filmes franceses de todo o sempre.

Conheça 10 dos melhores filmes franceses que não pode perder


Top 5 dos filmes franceses modernos

Amélie Poulain (2001)

Quem nunca viu o filme de Amélie tem o ir fazer já! Este já entra para a lista dos melhores filmes franceses modernos e é uma verdadeira delícia. Amélie Poulain é uma jovem do interior que se muda para Paris, começa a trabalhar em um café e, certo dia, encontra uma caixinha dentro de seu apartamento cujo dono secreto decide procurar. A partir daí, as suas aventuras fazem com que mude totalmente a sua perspetiva de vida.

Realizador: Jean-Pierre Jeunet

Les choristes (2004)

De 2004, o filme Les choristes passa-se no período do pós II Grande Guerra, num internato para meninos órfãos no interior de França. Administrado com “mão de ferro” por uma pessoa que é temida mas não respeitada, o orfanato recebe o professor Clément Mathieu que encontra crianças e adolescentes difíceis de disciplinar. Com a sua formação musical e dotes pedagógicos,, Mathieu acaba por conquistar um a um.

Realizador: Christophe Barratier

Amigos Improváveis (2011)

Prepare os lenços. E muitos! De 2011, esta história fala de um milionário tetraplégico que contrata um homem da periferia para ser o seu acompanhante nas tarefas diárias. A relação que supostamente seria estritamente profissional vai crescendo e torna-se numa amizade inseparável e que vai mudar as duas vidas.

Realizadores: Olivier Nakache & Éric Toledano

The Artist (2011)

Passado na década de 1920, um dos melhores filmes franceses modernos retrata a vida do ator George Valentin, uma estrela do cinema mudo cuja carreira está ameaçada pela chegada do cinema sonoro. Enquanto está na luta para manter seus filmes, vai vivendo uma série de obstáculos e peripécias.

Realizador: Michel Hazanavicius

La vie d’Adèle (2013)

Terminamos a lista dos melhores filmes franceses de sempre com La vie d’Adèle, uma adolescente que enfrenta os desafios da chegada da maturidade. Ao conhecer uma outra rapariga, de cabelo azul, começa uma intensa relação e uma viagem de descobertas e de prazer.

Realizador: Abdellatif Kechiche


Os 5 filmes franceses clássicos obrigatórios

Les Enfants du Paradis (1943)

Esta é a história trágica do amor entre Baptiste e Claire Reine, uma atriz com vários pretendentes além de Baptiste. Os principais são Frederick, um ator pretensioso, Lacenaire, um ladrão, e o Conde Eduard de Monteray. Enquanto Baptiste e Claire se envolvem em casamentos sem amor, aquando do seu reencontro percebem que o amor entre ambos se encontra condenado desde o início.

Realizador: Marcel Carné

L’Atalante (1934)

Para ver um dos melhores filmes franceses de sempre tem de recuar até 1934. A história gira à volta de Juliette, que vai morar no barco do marido e onde o casal está acompanhado apenas de mais dois tripulantes. No entanto, pouco tempo depois e entediada com a vida a bordo, a personagem decide desembarcar em Paris e experienciar a sua movida e a vida noturna.

Realizador: Jean Vigo

Os 400 Golpes (1959)

Antoine Doinel é um jovem parisiense cuja vida não pára de lhe pregar partidas. Cercado por pessoas que não lhe prestam atenção, incluindo a sua família, Antoine passa os dias com o seu melhor amigo, Rene, e faz planos arriscados para melhorar a vida. No entanto, um destes esquemas dá muito errado e o personagem enfrenta grandes problemas com a lei.

Realizador: François Truffaut

Jules et Jim (1962)

Este romance é sem dúvida um dos melhores filmes franceses de sempre. A história conta a trama de dois artistas, um austríaco e um francês, que se apaixonam pela mesma mulher, amor esse que se estende por mais de 20 anos! Com a chegada da Primeira Guerra Mundial, o triângulo é tremendamente agitado.

Realizador: François Truffaut

À bout de souffle (1960)

Michel Poiccard é ladrão de carros, anarquista e homicida! Afinal, matou o polícia que o perseguia. A trama passa-se em Paris, onde acaba também por viver uma história de amor com a sua amiga americana Patricia Franchini.

Realizador: Jean-Luc Godard

Veja também: