Financiamento para PME: que opções existem?

Conheça alguns exemplos de opções de financiamento para PME, para que consiga ter as condições necessárias para alcançar o sucesso

Financiamento para PME: que opções existem?
Dependendo da empresa e do propósito, há várias alternativas

Quando é necessário financiamento para PME existem várias opções a serem exploradas, que podem vir a ser a chave para a expansão e para o sucesso de várias empresas que sem o dinheiro não poderiam ir a lado nenhum. As empresas portuguesas têm várias opções que vão além das linhas de crédito, da Garantia Mútua, e de apoios conhecidos como o Portugal 2020 e o programa FINICIA, tais como os exemplos que são referimos neste artigo.
 

4 formas de uma PME obter financiamento

 

1. Capital de risco

O capital de risco consiste num financiamento para PME temporário, dado por Sociedades de Capital de Risco (SCR) ou Fundos de Capital de Risco (FCR) que obtêm participações temporárias e geralmente minoritárias no capital da empresa.  O capital de risco é mais popular em empresas com potencial de crescimento, ou de elevado retorno, e ajuda-as a terem condições estáveis para poderem desenvolver os seus projetos.

O acesso a este financiamento deverá ser feito juntos das SCR ou FCR, através da apresentação de um plano de negócios viável.

 

2. Crédito bancário

Uma das outras soluções de financiamento para PME consiste no crédito bancário. Nesta solução, entidades bancárias emprestam dinheiro a empresas que, normalmente, têm boa capacidade de faturar e de crescer, mas que precisam de crédito para conseguirem alcançar tal objetivo. Uma grande vantagem do crédito bancário é o empresário não ter de ceder parte do controlo da sua empresa. Terá, no entanto, de pagar o empréstimo de volta com juros.

O financiamento através de entidades bancárias não é fácil de obter. Normalmente apenas empresas sólidas com projetos viáveis o conseguem, tendo empresas embrionárias de recorrer a outras alternativas.

 

3. Crowdfunding

O crowdfunding é uma nova forma de financiamento para PME, onde praticamente qualquer pessoa com alguns euros na carteira pode contribuir, através de uma plataforma, para um empréstimo a uma empresa. Funciona de modo semelhante ao crédito bancário, com entidades bancárias a serem substituídas por qualquer pessoa que queria investir no empréstimo pretendido.

O crowdfunding ganhou popularidade graças a plataformas como o Kickstarter, mas em Portugal também já começa a ganhar tração, com plataformas como a Raize a darem muito que falar.

 

4. Business Angels

Os Business Angels (BA) são investidores individuais, normalmente empresários de sucesso, que investem o seu capital, conhecimentos e experiência em empresas que se encontram em fase embrionária ou em fases críticas de crescimento. O capital vem a troco de uma parte do controlo da empresa. 

Os Business Angels são uma mais-valia para as empresas, pois investem o seu tempo e os seus recursos para que estas venham a ter sucesso.


Veja também: