Plano de Saúde Medicare

Gratuito durante 6 meses!

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt

Saber mais

O que é e para que serve a fitoterapia

Saiba tudo sobre a fitoterapia, o sistema que utiliza as plantas para fins medicinais!

O que é e para que serve a fitoterapia
Conheça um dos métodos terapêuticos mais antigos do mundo!

Comecemos com um pouco de história….O termo fitoterapia resulta da junção das palavras gregas “Phythón” (planta) e “Therapeía” (terapia).

Desde a existência do Homem que se utilizam plantas para o tratamento de doenças. A fitoterapia, é, por isso, o sistema terapêutico mais antigo do mundo! Existem registos na Índia, com mais de 4 mil anos da existência, de sistemas de cura baseados em fitoterapia. Também na China se encontram registos detalhados de plantas medicinais  a partir de 1.700 A.C. A sua disseminação pelo Egipto, Grécia e Roma permitiu a divulgação na Europa de técnicas utilizadas durante séculos.

É possível que não saiba, mas grande parte dos medicamentos hoje utilizados no ocidente, como a aspirina ou a morfina, provêm da extração de componentes activos de plantas!


Para que serve a fitoterapia?

Os fins deste método medicinal são inúmeros. A fitoterapia utiliza algas, bolbos, raízes, flores, cascas, sementes e folhas para o tratamento de diversas doenças crónicas como alergia, asma, cistite, depressão, problemas digestivos, nevralgia, problemas menstruais, dificuldade respiratória, problemas de pele, tensão e infecções virais.

Quando articulada com uma alimentação equilibrada e eventualmente com o método acupunctura, a fitoterapia constitui uma componente fundamental para programas de anti idade e de emagrecimento.

Damos alguns exemplos de extratos de plantas que combatem eficazmente alguns problemas:

  • Alcachofra – problemas de vesícula

  • Alfazema – asma, facilita a digestão, problemas de pele (alergias, queimaduras, eczemas)

  • Alho – colesterol elevado

  • Argila branca – azia

  • Baga de mirtilo – diarreia

  • Bardana – acne

  • Calêndula – eczemas, cicatrização de feridas, prevenção de varizes

  • Camomila – age sobre o sistema imunológico, ajudando a combater gripes, alivia espasmos musculares, é um relaxante natural

  • Cardo mariano – doenças do fígado

  • Carvão vegetal – flatulência

  • Castanheiro-da-índia – hemorróidas, varizes e outros distúrbios do sistema circulatório

  • Centáurea – dores reumáticas e de estômago

  • Espinheiro-alvar – fortalece o batimento cardíaco, reduzindo os batimentos irregulares, aumenta o fluxo sanguíneo nas artérias

  • Equinácea – gripe

  • Eucalipto – tosse

  • Ginseng – cansaço geral

  • Groselha negra – dores reumáticas

  • Hipericão – depressão

  • Levedura de cerveja – pele seca e baça

  • Luzerna – unhas e cabelos fracos

  • Malva – anti-inflamatório natural, especialmente eficaz nas afecções da garganta

  • Óleo de borragem – rugas

  • Óleo de gérmen de trigo – doenças cardiovasculares

  • Óleo de onagra – tensão pré-menstrual

  • Óleo de salmão – triglicerídeos elevados

  • Oliveira – tensão arterial elevada

  • Passiflora – stress, ansiedade e insónias

  • Própolis – gripe

  • Rosa da Provença – problemas de garganta

  • Sabugueiro – gripes e constipações, alivia as vias respiratórias

  • Salgueiro – dor e estados febris

  • Salva – digestão difícil

  • Sene – obstipação

  • Tília – dores de cabeça, enxaquecas, problemas digestivos, perturbações nervosas, cólicas abdominais, calmante natural

  • Uva-ursina – infecções urinárias

  • Valeriana – insónia


De salientar que todos os problemas agudos, como fraturas, ferimentos graves, doenças agudas dos órgãos ou dos ossos, devem ser tratados pela medicina convencional.

Regra geral, não existem efeitos secundários na utilização de medicamentos de fitoterapia. Contudo, aconselha-se sempre uma consulta com um fitoterapeuta credenciado. Esta é uma opção saudável e natural que, administrada nas doses correctas, atua profundamente e estimula as defesas naturais do organismo, sem o prejudicar, revelando resultados eficazes e duradouros.


Onde posso ter acesso a este método?

Existem clínicas especializadas que disponibilizam este método de tratamento natural. O preço das consultas e sessões varia, uma vez que a clínica disponibiliza uma série de acordos e parcerias para que beneficie de descontos.

Os produtos medicinais podem ser adquiridos em algumas farmácias, ervanárias e lojas de bem estar. Em termos de preço, comparativamente com os medicamentos “regulares”, estes podem considerar-se acessíveis. A título de exemplo, uma embalagem de 50 cápsulas do extrato cardo mariano custa cerca de 10€, uma embalagem de barbas de milho cerca de 2,5€ e 60 comprimidos de biloba cerca de 12,50€.

Veja também: