8 fobias raras que o vão surpreender

Medo de beijos, de pêlos ou de algodão... São fobias raras que surpreendem a generalidade das pessoas, mas atormentam quem tem de viver com elas.

8 fobias raras que o vão surpreender
Parecem estranhas, mas existem mesmo

São medos inexplicáveis, incontroláveis e muito difíceis de enfrentar e tratar. Assim se designam as fobias, que podem assolar a vida de qualquer um. Há fobias raras, com as quais é muito difícil viver.

Sejam causadas por algum acontecimento traumático ou desenvolvidas ao longo da vida, as fobias são um transtorno muito complicado de gerir, que afeta quer o dia a dia das pessoas que sofrem do problema, quer de quem os rodeia.

8 fobias raras, mas reais

Medo de ficar solteiro

Exista fobia existe mesmo? Existe e chama-se anuptofobia. As pessoas que sofrem deste problema sentem-se extremamente solitárias e o seu maior medo é o de ficarem sozinhas o resto da vida.

Episódios depressivos e até ataques de pânico são alguns dos sintomas de quem sofre desta fobia rara. Baixa autoestima, altos índices de ciúme e grande dependência afetiva são algumas das características destas pessoas.

Medo de algodão

Esta é uma das fobias raras mais estranhas que vai encontrar. Quem sofre deste medo, algodãofobia, fica stressado só de imaginar bolas de algodão. Tocar nelas, então, é algo impensável.

Pessoas com este problema criam mesmo reações físicas quando expostas a este material (suores, tremores, respiração mais acelerada, entre outros).

Medo de beijos

A filemafobia consiste no medo de beijar ou de ser beijado. Boca seca, mãos trémulas, enjoos e náuseas e suores são alguns dos sintomas que estas pessoas desenvolvem só de pensar que têm de beijar alguém.

Medo de cabelos e pêlos

Se passou por uma pessoa totalmente careca e depilada , pode não ser um problema de saúde ou apenas uma opção estética. Pode tratar-se de um caso de caetofobia, uma grande aversão a pêlos e cabelos.

Medo de errar

Claro que todos nós sentimos uma certa frustração ao falhar, mas quem sofre de cacorrafiofobia leva essa frustração a patamares inimagináveis.

O medo de falhar é tão grande, que leva a que as pessoas deixem de fazer determinadas coisas só para não correrem o risco de não sucederem na tarefa, por mais simples que seja.

Medo de umbigos

O medo de umbigos tem lugar garantido numa lista de fobias raras. Estas pessoas não só detestam ver umbigos (o deles e o de outras pessoas), como desenvolvem sintomas de repulsa se tiverem de tocar num.

Existem relatos de mães com esse problema que chegam a tapar o umbigo dos bebés com ligaduras para não ter de lidar com eles.

Medo de coisas novas

A neofobia consiste no medo a coisas novas, que fujam da rotina e do habitual. Raiva, frustração, tremores e enjoos são alguns dos sintomas descritos pelas pessoas que sofrem deste problema e que se deparam com situações imprevisíveis.

Medo de espelhos

A eisoptrofobia consiste no medo irracional de espelhos. De forma geral, quem sofre desta fobia rara, associa os espelhos a questões sobrenaturais e temem ver seres e fantasmas ao olhar no espelho.

Veja também: