AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Fotografia no Curriculum Vitae: sim ou não?

Está prestes a responder a mais uma oferta de emprego e não sabe se deve ou não incluir fotografia no Curriculum Vitae. Nós ajudamos!

Fotografia no Curriculum Vitae: sim ou não?
Veja quando deve ou não incluir foto no seu Curriculum Vitae.

Fotografia no Curriculum Vitae (CV): ter ou não ter? Eis a questão!

Na verdade não existe uma resposta 100% correta a esta pergunta. Se há quem defenda que sim, que a fotografia deve ser incluída no CV e que há empresas que dão preferência a candidaturas cujo CV apresente foto; há quem – pelo contrário – defenda que ter foto no CV pode até ser prejudicial.

Mas as coisas podem não ser tão lineares assim. No fundo, ter ou não fotografia no Curriculum Vitae depende da oferta a que se está a candidatar.

Quer esteja ou não à procura de emprego é imperativo que tenha sempre o seu CV atualizado e que mantenha vários modelos e versões disponíveis. Sim, vários e atualizados. Já aqui falamos da importância de adaptar o seu CV às especificações de cada candidatura. A fotografia é um campo como outro qualquer e também este deve ou não ser incluído mediante a proposta em causa.

Veja alguns exemplos em que deve colocar a fotografia no Curriculum Vitae.


Fotografia no Curriculum Vitae: quando colocar?

Regra elementar da procura de emprego: a adaptação e personalização do seu CV é a chave para o sucesso da sua candidatura. E a foto não foge à regra. Sabendo isto, já tem metade da sua reposta à pergunta anterior.

Antes de decidir incluir ou omitir a fotografia do CV analise atentamente a oferta e tente perceber qual a abordagem mais correta. Há, no entanto, algumas dicas simples que o podem ajudar a perceber quando deve incluir a fotografia no Curriculum Vitae. Veja quais:


1. Empregos onde seja solicitada uma boa apresentação e/ou aparência

Se vai candidatar-se a ofertas de emprego que valorizam a apresentação ou o aspeto físico – como, empregos que envolvam atendimento ao público, vendas, área da comunicação empresarial ou institucional, entre outros – o melhor é incluir foto no seu CV.


2. Se está a candidatar-se a empregos onde a sua imagem é fundamental

Os melhores exemplos: atores, modelos, bailarinos, hospedeiros/promotores de eventos, etc.


3. Se for solicitado no CV

Mais claro impossível. Há empresas que são explícitas neste ponto e pedem CV com fotografia. Se for o caso, já sabe o que fazer.


Razões para evitar incluir a fotografia no Curriculum Vitae

A primeira e mais forte de todas: não ser solicitada pelos recrutadores. Quando não é expressamente pedida, a foto não deve ser incluída no seu CV. Porquê? Simples, para estes recrutadores não é a imagem do candidato que está em causa, mas os seus conhecimentos, as competências técnicas ou a experiência profissional.

Mas há mais. Ter uma fotografia no Curriculum Vitae pode induzir os recrutadores a criarem juízos sobre os candidatos.
Lembre-se, o CV seu funciona como forma de apresentação e vai ser através dele que os recrutadores vão decidir se querem ou não dar seguimento à sua candidatura e – em certos casos – a foto pode não lhe fazer jus enquanto profissional.


Cuidados a ter

Como já deve ter percebido, decidir incluir ou não uma fotografia no Curriculum Vitae não é uma “ciência exata” e vai exigir que esteja duplamente atento para perceber qual a decisão a tomar.

No entanto - mais dia, menos dia - vai dar de caras com aquela oferta onde lhe vai ser pedido um CV com foto e aí convém ter alguns cuidados, para evitar que seja prejudicado por uma simples imagem.

Acima de tudo garanta que a sua foto transmite uma imagem profissional. Apresente-se com uma imagem cuidada e elegante e opte por uma foto cujo fundo seja simples e sóbrio. “Menos é mais”, como se costuma dizer e neste caso pode fazer toda a diferença.

Já diz o ditado: “Uma imagem vale mais do que mil palavras” e se optar por incluir foto no seu CV, essa será a primeira imagem que os seus recrutadores vão ter de si. Por isso certifique-se que a sua imagem está em concordância com as suas competências e com as funções a que se está candidatar.


Veja também: