Descodifique algumas das frases nos e-mails de trabalho

Os e-mails são uma ferramenta de comunicação muito usada no trabalho, que por vezes transmite mensagens passivo-agressivas. Veja os exemplos.

Descodifique algumas das frases nos e-mails de trabalho
Já toda a gente usou/recebeu a maioria destas frases

Ser calmo e diplomático é uma arte que se deve dominar, especialmente quando se lida com algumas frases enviadas em emails de trabalho.

Quase toda a gente usa o email como o principal instrumento para comunicação no trabalho. E, por vezes vezes, os emails trazem consigo frases passivo-agressivas, seja acerca de prazos a cumprir, pagamentos, lembretes, etc.

Usamos emails para ter novas ideias, fechar negócios, apresentar novas ideias e projetos e para fazer amizades e alianças profissionais.

Uma frase mal interpretada ou enviada com cabeça quente pode ser um erro fatal, porque não há nada a fazer uma vez que um email é enviado, e pode-lhe causar problemas com colegas, chefes e clientes.

O que algumas frases dos emails de trabalho realmente significam

1. “Desde já obrigado”

O que realmente lhe querem dizer é: “já estou a agradecer que me faça este favor, mesmo que ainda não tenha concordado com”.

2. “Não sei se recebeu o meu último e-mail, como não tive resposta…”

Se não responder a alguns emails num período de uma semana (ou até em menos tempo), é provável que receba um email a questionar se terá recebido a mensagem anterior. O que realmente lhe estão a dizer é: “é impossível que não tenha visto os seus e-mails durante tantos dias e sei que me está a ignorar”.

3. “Pelo meu último e-mail”

Uma das frases mais passivo-agressiva. A mensagem que lhe estão a transmitir é: “já falámos sobre isso, como é que é possível que já se tenha esquecido?”

4. “Novidades sobre este tópico?”

Esta frase está mais relacionada com prazos. Se se tiver a aproximar a data, provavelmente esta frase quer dizer: “não faço ideia qual é o ponto de situação, mas é bom que esteja tudo controlado e fique concluído o quanto antes”.

5. “Com todo o respeito”

Mais uma para a lista das passivo-agressivas. Esta expressão geralmente aparece no início de um insulto “simpático” ou de uma crítica “construtiva”. Tradução: “não quero criar problemas e dramas, mas não concordo com nada do que disse”.

5. “Espero que não se importe”

O que realmente lhe querem dizer com isto é: “fiz algo, ou estou a planear fazer algo sem primeiro ter a sua permissão/opinião”.

7. “Posso enviar-lhe alguma informação?”

Esta frase pertence a uma técnica clássica de vendas. Se lhe querem simplesmente enviar informação, tê-lo-iam feito logo sem pedir permissão previamente. Mas, deste modo, criam consigo um compromisso de que irá prestar atenção à informação, e que depois irá dar feedback acerca da mesma.

Veja também:

Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.