Gasolina Low Cost: sim ou não?

Compensa meter gasolina low cost ou apenas prejudica o seu automóvel? E afinal porque são mais baratos?

Gasolina Low Cost: sim ou não?
Qual a diferença entre os combustíveis low cost e os premium?

A gasolina low cost é um assunto muito discutido, principalmente, nos últimos dois ou 3 anos, contudo durante todo este tempo ainda não existe uma conclusão consensual. As opiniões existentes dividem-se. Se especialistas do setor automóvel acreditam que a médio ou longo prazo este tipo de combustível prejudica o motor, a realidade é que a DECO apresentou um estudo onde indica que as diferenças são “residuais, mínimas” e sugere aos “consumidores a procurarem o mais barato”.

Antes de avançar para a nossa opinião se deve ou não meter gasolina low cost no carro, e para melhor entendimento do tema, vamos focar alguns aspetos inerentes à envolvência deste assunto.


1. Qual a diferença nos combustíveis?

A grande diferença entre a gasolina low cost e a Premium passa pela ausência de aditivos da primeira mencionada. As principais gasolineiras misturam aditivos no combustível, com o objetivo de conferir uma melhor performance ao motor do carro, que evitam problemas a médio ou longo prazo. Contudo é de referir que a função principal, segundo estudos da Deco, é cumprida também com combustíveis low cost.


2. Porque são estes combustíveis mais baratos?

São vários os fatores para justificar as diferenças de preços, contudo a principal, é a diferença estratégica entre os diferentes tipos de gasolineiras. Como referido anteriormente, a gasolina low cost não mistura aditivos, vende “apenas” o combustível. Depois estão maioritariamente colocadas em localidades e com menos gastos de pessoal.

Relativamente às bombas localizadas junto dos hipermercados, a justificação é uma vez mais, estratégia de negócio. Nestes casos, a bomba existe para atrair e impulsionar o consumidor a realizar compras naquele local, não existe uma grande preocupação com as margens de lucro na venda do combustível.


3. Quanto se pode poupar?

Neste aspeto, em média, a diferença nas gasolineiras é de 13 cêntimos – em qualquer tipo de combustível. Como tal, por exemplo, um veículo que consuma a quantidade de 6 litros aos 100 numa distância de 20.000 Km/ano irá poupar 156 euros nesse ano.


4. Gasolina Low Cost: sim ou não?

A resposta a esta questão apenas o consumidor a poderá dar. Como referido no início deste texto, este é um tema com opiniões muito divergentes.

No estudo que a DECO realizou ficou provado naquela amostra, que os combustíveis low cost cumprem de igual forma as necessidades dos proprietários dos automóveis, e que apesar da ausência dos aditivos, não há nada que prove que a não inclusão dos mesmos, prejudique de forma direta o motor, nem mesmo que influencie o seu comportamento e performance.

Se mesmo assim ainda desconfia, prefere, ou se já passou por uma experiência que comprove o contrário, continue a utilizar combustível Premium. Para este último cenário, e no sentido de combater a diferença de preços, esteja sempre atento às diferentes campanhas de fidelização existentes, maioritariamente nos hipermercados, fazendo descontos diretos em combustível e/ou em produtos e serviços extra que forneçam numa bomba tradicional especifica.

Nota Extra: Para comparar as bombas  de gasolina com melhores preços visite o site MaisGasolina.


Veja também: