Aprenda a gastar menos: 5 rasteiras a evitar

Todos queremos gastar menos dinheiro. Uma forma de o fazer é evitar algumas armadilhas que nos levam a gastar mais do que devíamos.

Aprenda a gastar menos: 5 rasteiras a evitar
Controle bem os seus gastos quando está de férias

Se quer gastar menos, um dos primeiros passos é perceber onde anda a gastar o dinheiro que não devia. Damos-lhe a conhecer algumas armadilhas que levam muitos de nós a gastar mais dinheiro sem necessidade. Tendo consciência delas, vai ser mais fácil contornar essas tentações.

Gastar menos em 5 passos

1. Cor traiçoeira

É comum que produtos semelhantes, mas com cores diferentes, apresentem também valores distintos. E quantos de nós optam pelo mais caro? Mas há uma explicação para isto. Produtos com uma cor mais viva parecem-nos maiores. Consequentemente, reconhecemos neles mais valor.

Se quer gastar menos, não se deixe iludir por esta falsa perceção.

2. Gastar proporcionalmente ao tempo perdido

pagar pay

Um estudo da Universidade de Georgetown revelou que quanto mais tempo perdemos com determinada compra mais vamos gastar na mesma. Ou seja, se passarmos muito tempo à procura de um artigo ou numa fila demorada, sentimos que, de alguma forma, temos que gastar mais para compensar o tempo perdido com aquela tarefa, acabando por comprar mais do que se tivéssemos perdido menos tempo.

Para evitar que isto aconteça, defina previamente o que precisa de comprar e a quantidade. Vai ver como vai gastar menos.

3. Ninguém quer ser forreta

Alguma vez deu por si a comprar um presente para alguém e se apercebeu que, se estivesse a comprar para si, teria optado por um produto semelhante, mas mais barato? É natural. Mas se quer começar a gastar menos, deixe-se disso.

Muitas pessoas têm receio de parecer forretas, por isso dão presentes mais caros, mesmo que isso implique um esforço financeiro maior.

Outras vezes temos receio que as pessoas não gostem de coisas simples como uma fotografia numa moldura, por isso optamos por coisas mais caras ou cartões de oferta, onde por vezes acabamos por gastar mais dinheiro.

4. Mais opiniões, mais valor

comprar buy online

Ou então não. Há uma tendência que nos leva a valorizar mais um produto quantas mais opiniões tiver, em compras online, sem avaliarmos necessariamente se as avaliações dadas aos produtos são positivas ou negativas. E, na verdade, há estudos que comprovam que as pessoas se esforçam muito mais a fazer avaliações negativas do que positivas o que, muitas vezes, pode implicar que um produto com muitas opiniões pode ser pior.

Especialmente se a compra que se prepara para fazer for de um produto caro, escolha com cuidado porque pode acabar por ter de comprar um novo produto, caso não fique satisfeito com o primeiro, acabando por gastar mais.

5. O descontrolo das férias

As férias não nos levam a gastar menos. Muito pelo contrário. Mas são um “mal” necessário, por isso resta-nos controlar as despesas.

Por vezes, por estarmos de férias, abrimos exceções e abrimos os cordões à bolsa. E grande parte das vezes, demoramos bastante tempo a recuperar desse esforço extra.

Para além disso, se for para um país cujo valor da moeda seja superior ao valor da nossa, tenha especial atenção ao câmbio e ao que gasta, porque é mais fácil gastar mais dinheiro. E evite ter muitas moedas, porque já se comprovou que é mais fácil gastarmos uma quantia maior com moedas do que com notas, porque nos dá a sensação de que estamos a gastar menos, mas é precisamente o contrário.

Veja também: