4 dicas para gerir o orçamento familiar

Gerir o orçamento familiar pode ser uma tarefa assustadora, mas sabendo o que está a fazer consegue cumpri-la com prazer. Conheça as nossas dicas

4 dicas para gerir o orçamento familiar
É importante saber o que quer, e manter tudo organizado

Quando não temos uma conta bancária recheado, um orçamento é essencial para podermos fazer com que o dinheiro dê para todas as despesas que temos. Gerir o orçamento familiar não é uma tarefa fácil, especialmente quando o ordenado é pouco e as contas são muitas. Com as nossas dicas, tentamos fazer com que a tarefa seja mais fácil:
 

4 dicas para gerir o dinheiro da família

 

1. Defina prioridades e elimine despesas

Quando o dinheiro é pouco é necessário saber o que é ou não uma prioridade. Por outras palavras, é preciso saber em que vale a pena gastar o dinheiro, e o que podemos dispensar para ter mais alguns euros disponíveis. Água, comida, medicamentos e alojamento, por exemplo, são despesas essenciais, enquanto idas ao cinema e equipamentos topo de gama já são dispensáveis. Sempre que puder dispensar uma despesa, faça-o.
 

2. Estabeleça objetivos

Ao gerir o orçamento familiar deve estabelecer objetivos para que ou possa não só manter a motivação, mas também para manter a sua qualidade de vida. Um objetivo a incluir pode, por exemplo, amealhar o dinheiro que vai usar no regresso às aulas, para que nessa altura não tenha de fazer tanta ginástica para manter tudo em ordem.

Se possível, deve definir objetivos a médio, curto, e longo prazo: poupar para o regresso às aulas, ir de férias, criar um fundo de emergência, etc.
 

3. Certifique-se de que tudo se mantém organizado

É importante manter tudo organizado ao gerir o orçamento familiar, pois se não o fizer as contas não vão corresponder ao esperado, e será difícil manter as coisas em ordem.  É preciso incluir até pequenas despesas como o café matinal – que no fim do mês custa quase €20 – para que o orçamento seja bem gerido. Deve controlar todas as despesas e todas as fontes de rendimento.

Aconselhamos, também, a explorar novas formas de ganhar dinheiro. Desde hobbies rentáveis, a apps para o smartphone e pequenos biscates, há várias formas de fazer com que entre mais dinheiro.
 

4. Reveja o orçamento regularmente

Com o passar do tempo, é natural os nossos hábitos mudarem e começarem a surgir novas despesas e, esperamos, novas fontes de rendimento. Gerir o orçamento familiar implica uma revisão metódica do mesmo com alguma regularidade – se possível todos os meses – para que possa identificar falhas e descobrir como gastar menos e ganhar mais. 

É natural cometer alguns erros e ver lacunas com alguma facilidade nos primeiros meses. Com a prática, manter as contas em ordem vai deixar de ser um desafio.


Veja também: