6 gestos diários para salvar o planeta

Ajudar a salvar o planeta é muito mais simples do que possa imaginar. Estás disposto a fazer pequenas mudanças? Então, vamos a isso!

6 gestos diários para salvar o planeta
Poupe o planeta e a sua carteira

Há pequenos gestos diários que pode incluir nas suas rotinas para ajudar a salvar o planeta. Apesar de implicarem mudanças de comportamentos que podem parecer tão insignificantes que não vão fazer a diferença, a verdade é que os efeitos são imediatos, no planeta e no seu bolso. 

6 medidas simples e eficazes para salvar o planeta


Modere o consumo de água

Esta é uma dica tão antiga quanto simples de colocar em prática. Aliás, se refletir um pouco no quanto está a gastar, vai levar as mãos à cabeça de desespero. Para simplificar, vamos colocar as coisas em números: 
  • Se fechar a torneira enquanto lava os dentes ou se barbeira, pode poupar entre 10 a 30 litros de água
  • Uma torneira a pingar, pode gastar, num dia, até 30 litros de água
  • Durante o duche, pode gastar 60 litros de água

Para mudar estes números, bastam seis medidas são simples:

1. Tome duches rápidos ou feche a água enquanto se ensaboa
2. Use um copo com água para lavar os dentes
3. Coloque no depósito do autoclismo uma garrafa cheia para reduzir as descargas
4. Use as máquinas apenas com a carga completa
5. Encha a banca para lavar a loiça
6. Use baldes com água para lavar o carro

 

Troque as lâmpadas

É certo que esta medida implica algum investimento, no entanto, ao trocar as lâmpadas incandescentes por LED, rapidamente vai ter retorno sobre o investimento de duas formas: na sua fatura da eletricidade e na conta do supermercado. Ou seja, o consumo elétrico e as compras de novas lâmpadas reduzem significativamente. 

Com estas duas poupanças está, também, a economizar recursos, logo, é mais um passo para salvar o planeta. É simples, faça as contas: as lâmpadas de LED duram cerca de 25 vezes mais do que as incandescentes e três vezes mais do que as lâmpadas fluorescentes compactas. 
 


Deixe o carro em casa

Opte pelos transportes públicos, pela bicicleta, por uma caminhada ou pelo carpooling. Ao deixar o carro em casa, nem que seja apenas por dois dias, está a reduzir as suas emissões de CO2 em quase 800 quilos. Pode aplicar a mesma regra a outras rotinas diárias ou semanais como, por exemplo, fazer as compras todas na mesma viagem. Com esta mudança simples, não só reduz as emissões de CO2 como poupa recursos fósseis (gasóleo ou gasolina).

 

Recicle tudo

Vá lá, é tão simples! Não vale a pena culpar os outros, seja a administração pública ou a do seu prédio porque não colocaram contentores perto de si. Nos dias que correm, não reciclar é tão grave que não há nada que justifique esta sua falta. A Terra é de todos, por isso, salvar o planeta cabe-lhe a si.

Siga os três “R” da sustentabilidade e poupe recursos apenas cumprindo três palavras: reduza, reutilize, recicle. Não falámos só de papel, vidro e plástico. Reaproveite a carne do almoço para um empadão ao jantar, em vez de deitar um livro ao lixo, doe ou venda-o, bem como a sua televisão antiga. O caixote do lixo deve ser sempre o seu último recurso.
 


Precisa mesmo desse papel?

Tem por hábito imprimir receitas, a fatura da luz, do gás e da televisão, assim como, todo os e-mails do cliente, recibos verdes ou os bilhetes de avião? Nos dias em que vivemos há só uma pergunta que se impõe: porquê? A maioria dos fornecedores envia as faturas por e-mail ou disponibiliza-as num portal online, tudo o que está online pode ser sempre descarregado para o seu computador ou para uma cloud de modo a que fique acessível em qualquer parte do mundo, as companhias de avião já têm aplicações para que não precise imprimir os bilhetes… enfim, vale a pena continuar?
 


Aposte no autoconsumo

Quer salvar o planeta? Use o melhor que a Terra tem para oferecer: os recursos renováveis. O sol é de todos, use e abuse das suas potencialidades para dias mais eficientes e poupados. Com as soluções de autoconsumo da Energia Simples, toda a energia que o sol produzir… é sua! Com isto, torna-se independente da rede pública, reduz a fatura de eletricidade e está um passo mais perto de salvar o planeta.

Veja também:

Continuar a Ler