PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

Gripe e constipação: diferenças e tratamentos

Sabia que os vírus responsáveis pela gripe e a constipação são completamente diferentes? Logo os sintomas e o modo de atuar perante cada uma não são os mesmos.

Gripe e constipação: diferenças e tratamentos
A gripe e a constipação são doenças distintas

Normalmente misturamos gripe com constipação. Alguns dos sintomas coincidem, como a tosse, febre, pingo no nariz, nariz entupido. Tanto as constipações como a gripe são causadas por vírus. Mas também existem diferenças entre gripe e constipação.


Constipação 

  • As constipações têm um início gradual e desenvolvem-se lentamente ao longo do tempo.
  • É uma infeção das vias respiratórias superiores provocada por um vírus e, geralmente, um rinovírus.
  • A transmissão ocorre, habitualmente, por contacto direto com as secreções respiratórias da pessoa infetada. 
  • Os sintomas passam por febre baixa ou inexistente, dores musculares ligeiras, nariz entupido, espirros frequentes, dores de garganta, tosse seca, entre outros.
  • A prevenção é feita com as lavagens muito frequente das mãos e evitar estar em contacto com doentes.
  • O tratamento é feito com medicamentos antihistamínicos, descongestionantes nasais e anti-inflamatórios não esteroides como o ibuprofeno.
  • Existem pessoas mais suscetíveis às constipações como é o caso das crianças, dos fumadores e dos doentes respiratórios crónicos. 
  • As complicações mais frequentes da contipação são congestão dos seios peri-nasais, otite média aguda e asma.


Gripe 

  • A gripe é uma doença aguda viral que afeta especialmente as vias respiratórias.
  • A gripe tem uma probabilidade muito superior de ter um início rápido e sintomas mais graves.
  • A transmissão do vírus da gripe é feita através de espirros ou de tosse, em que a pessoa infetada expele partículas.
  • Um dos sintomas mais frequentes é a febre alta superior a 38ºC, mais alta ainda em crianças pequenas. Esta febre dura entre três a quatro dias.
  • As dores de cabeça são muito comuns e as dores intensas musculares também. 
  • O doente demostra cansaço e fadiga que pode persistir durante duas a três semanas.
  • Podem existir sintomas como o nariz entupido, espirros e dores de gargantas mas não são tão frequentes como na constipação.
  • A gripe é caracterizada por um grande desconforto torácico e tosse que se pode tornar grave.
  • O tratamento é feito a partir dos sintomas sentidos com medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios e antipiréticos. Os medicamentos antivíricos só por prescrição médica.
  • A prevenção é feita com a vacina anual, a lavagens frequente das mãos e o não contacto com doentes.
  • As complicações da gripe podem ser a bronquite e pneumonia, que pode ser fatal.



Muito importante:

Os antibióticos atuam nas bactérias e não nas infeções provocadas por vírus. Logo não faz sentido utilizar antibióticos para o tratamento de gripes e constipações. E estes só deverão ser tomados se forem prescritos pelo médico. 

Veja também:

Raquel Pacheco Neves Raquel Pacheco Neves

Farmacêutica, Raquel Pacheco Neves é especialista na prevenção e no tratamento das mais variadas patologias, no que à farmacologia diz respeito. Com uma paixão especial pela puericultura, a promoção da saúde tem sido, desde sempre, o seu principal objectivo profissional.
O seu mais recente projeto é o portal Bébéu.