Guia de viagem a Malta: um paraíso na Europa

Num guia de viagem a Malta não podem faltar as praias paradisíacas e os monumentos património da humanidade. Confira todos os encantos deste país mediterrânico.

Guia de viagem a Malta: um paraíso na Europa
Um país que alia história e modernidade

O arquipélago de Malta parece ainda tentar encontrar o seu rumo entre as páginas da história e a ânsia pelo futuro. Situado em pleno Mar Mediterrâneo, o país é composto por três ilhas habitadas, cada uma com as suas histórias milenares e múltiplos encantos: Malta, Gozo e Comino.

Habitado desde cerca de 5200 A.C., o país foi palco de uma importante civilização pré-histórica anterior à chegada dos Fenícios, que deram à ilha principal o nome de Malat, que significa “porto seguro”. Durante alguns séculos, as ilhas foram sede da Ordem dos Cavaleiros de São João do Hospital, tendo feito, depois, parte do Império Britânico. Malta tornou-se independente em 1964 e é conhecida como a terra do mel, devido à alta qualidade deste produto, produzido pelas abelhas do arquipélago.

Os tons de ocre e os dourados contrastam com os azuis profundos do céu e do mar Mediterrâneo, o que torna Malta num destino atraente, perfeito e interessante para passear, descansar e explorar, até porque a sua costa, profundamente recortada, tem numerosos portos, baías e praias.

Vivenciar Malta é uma experiência quase histórica, como se fizéssemos parte das páginas de um qualquer livro. Por todo o lado, há vestígios culturais de todos os períodos da história, desde a Idade da Pedra até ao passado mais recente. Por sua vez, as componentes futuristas são encontradas na sua bela capital, Valletta, onde a arquitetura moderna de Renzo Piano soube colocar passado e futuro num diálogo frutuoso.

Malta: informações importantes

1. Clima

clima malta

Malta beneficia de um clima mediterrâneo que lhe concede invernos ventosos e húmidos e verões secos e quentes. A época balnear espraia-se por longos seis meses, desde o final de abril até ao final de outubro.

 

2. Gastronomia

A cozinha faz total justiça à história do arquipélago, com uma mistura de influências da gastronomia italiana e britânica. Entre os principais ingredientes das receitas maltesas estão o queijo, o tomate, o peixe, o azeite e as massas folhadas.

3. Transportes

Apesar da rede pública de transportes ser eficiente e cobrir todas as ilhas, a melhor forma de conhecer Malta é alugando um jipe ou uma mota, o que permitirá realizar passeios por estradas secundárias e uma maior acessibilidade à costa.

A entrada dos carros nas cidades está, em alguns casos, condicionada, obrigando a um selo especial. No que respeita às regras da estrada, não se esqueça de que a condução é feita pela esquerda.

Conheça todos os encantos da ilha de Malta com as ofertas incríveis da TopAtlântico. Saiba mais sobre as ofertas disponíveis.

Malta: um país cheio de história

Dadas as presenças de monumentos e símbolos históricos no país, Malta tem várias classificações de Património Mundial da UNESCO. Conheça as principais.

1. Hipogeu de Hal Saflieni

Hipogeu de Hal SaflieniFonte da imagem: Diário das Viagens

Uma das principais atrações históricas em Malta são as ruínas do templo Hipogeu de Hal Saflieni, um cemitério de 500 metros quadrados, considerado como sendo o único templo pré-histórico subterrâneo do Mundo, localizado nos limites de Paola, no sudeste da ilha de Malta.

O Hipogeu de Hal Saflieni foi escavado por volta de 2500 a.C. e a sua função primordial foi a de santuário e depois, mas ainda em tempos pré-históricos, converteu-se numa necrópole.

2. Templos megalíticos de Malta

templos megaliticos malta

Os templos megalíticos de Malta são seis templos presentes em todas as ilhas do arquipélago e são um exemplo e testemunho do desenvolvimento durante a idade do bronze.

Os templos megalíticos são exemplos notáveis de construções datadas da idade do bronze e representam o desenvolvimento cultural, artístico e tecnológico da civilização da época.

Tal como aconteceu com outros templos pré-históricos, também aqui a sua construção foi orientada pelos astros, especialmente o Sol, com portas e janelas alinhadas pelo Solstício e Equinócio.

Se Malta já lhe despertou a curiosidade, fique a conhecer as ofertas da TopAtlântico para este destino.

3. Cidade de Valletta

valletta malta

Valletta é a capital do arquipélago, uma pequena cidade cheia de fortificações, como as muralhas, as torres e o Forte de São Telmo. Aqui existem museus e edifícios que irão agradar aos amantes de história: o Museu da Guerra, que guarda as memórias da Segunda Guerra Mundial; o Museu Nacional; o Museu de Belas Artes, instalado num palácio do séc. III; e o Palácio do Grande Mestre, onde se encontram pinturas de artistas famosos.

É também nesta cidade que poderá visitar um dos teatros mais antigos de Europa, o Teatro Manoel. A cidade de Valetta foi declarada Património da Humanidade pela UNESCO e, ao longo dos anos, deu as boas-vindas a imperadores, chefes de estado, artistas e poetas.

6 atividades imperdíveis em Malta

Se ainda não tem destino para as próximas férias, descubra seis bons motivos que o farão apaixonar-se por Malta.

1. De Valletta até Floriana

floriana maltaFonte da imagem: Flickr

2,5km separam estas duas cidades históricas e cheias de bares e restaurantes que representam o lado mais cultural e boémio de Malta. Em 2018, Valletta será a capital europeia da cultura, eleita pela European Capital of Culture.

Floriana é a cidade que serviu como subúrbio de Valletta na altura em que os Cavaleiros dominavam a cidade. Durante o século XVII, Floriana era apenas um grande pedaço de terra sem prédios, vetado ao abandono.

Hoje, os atrativos vão muito além do Convento dos Frades Capuchinhos, centros comerciais, restaurantes e a fábrica de pólvora, que traz dinamismo económico à cidade.

2. Conhecer Mdina e Rabat

mdina malta

Mdina já foi a capital de Malta e, atualmente, essa área é conhecida como a “cidade do silêncio”, por ser uma região muito calma, que apela à tranquilidade. O seu aspeto de vila medieval serve de cenário a filmes e séries como a popular Guerra dos Tronos.

À saída de Mdina, está Rabat, em tempos foi um subúrbio da cidade de Mdina, agora é uma vila independente com lugares cheios de histórias para contar. Partes do filme Munique, de  Steven Spielberg, e Águia Negra, com Jean-Claude Van Damme foram filmados nesta vila.

As atrações são muitas: as ruas semidesertas; as casas em tons ocre; muitos palácios antigos que despertam o mistério e a curiosidade; a principal Catedral de São Paulo, construída no século XI; o Museu de Ciências Naturais, instalado num antigo palácio maltês, o Palácio Vilhena; as Catacumbas; e o Domvs Romana.

3. O porto natural de Marsaxlokk

porto de malta

Os amantes de praia encontram na região de Marsaxlokk um porto natural de águas cristalinas e muitas atrações turísticas, como os famosos barquinhos Luzzus, que estão quase todos registados como sendo de pesca e que se diferenciam da imensidão azul pelas suas cores, tamanhos e modelos.

4. As paisagens de Dwejra Bay

Dwejra BayFonte da imagem: Flickr

A praia de Dwejra é considerada a casa de muitas plantas medicinais e é conhecida pelos malteses como Il-Ġebla tal-Ġeneral, em português, a “Rocha do General”, em memória de um general italiano que, há séculos, caiu e morreu enquanto supervisionava pedreiras da área – uma história milenar que tem muito valor para os malteses.

5. As cores deslumbrantes da Lagoa Azul

comino malta

Comino é a ilha mais pequena do arquipélago, com apenas 3,5 quilómetros quadrados. Sem automóveis ou qualquer outro barulho que perturbe o sossego dos  poucos camponeses que lá vivem, esta ilha é um verdadeiro paraíso na terra.

Só há um hotel, preparado para a prática dos desportos aquáticos e que se localiza mesmo em cima da praia. Comino conta com numerosas ruas e rochas que entram pelo mar adentro, com uma água tão transparente como cristais.

A praia tem areia clara e águas cristalinas, consideradas as mais limpas do Mar Mediterrâneo e é daqui que se chega até à Lagoa Azul, valorizada pelas suas águas rasas, onde é possível observar peixes coloridos, e até mesmo encontrar várias cavernas para a prática de snorkelling.

6. Parque de diversões do Popeye

vila popeyeFonte da imagem: Flickr

A Vila do Popeye é o lugar ideal para uns dias em família se as suas crianças adoram  tudo o que envolve a temática do marinheiro fanático por espinafres. Todas as atividades vão mesmo manter adultos e crianças ocupados durante algumas horas.

Preparado para umas férias em Malta?

Malta e as suas praias, paisagens e atrações culturais e históricas são um verdadeiro paraíso na terra. Se deseja conhecer este país, a TopAtlântico tem pacotes muito atrativos, para todas as carteiras. Fazer férias em família e em conta é agora mais fácil e económico.

be hotel

Aproveita a seleção de programas, com propostas de alojamento em zonas privilegiadas e acesso rápido a restaurantes, lojas, animação noturna e às praias. A pensar em quem prefere não sair do conforto do hotel, todos pacotes incluem hotel com piscina.

Os preços apresentados podem variar consoante disponibilidade da companhia aérea e do hotel, por isso, reserve o quanto antes.

Tenha umas férias de sonho em Malta

Quero ir a Malta com a TopAtlântico! >>

Veja também: