Guia essencial para o NOS Primavera Sound 2017

Cartaz, bandas a não perder, onde comer e onde ficar a dormir no Porto: neste guia, contamos-lhe tudo sobre a edição de 2017 deste aclamado festival de música.

Guia essencial para o NOS Primavera Sound 2017
Esta será a 6ª edição portuguesa do festival

O icónico festival de música nascido há quinze anos em Barcelona, está mais uma vez de volta ao Porto: de 8 a 10 de junho, todos os caminhos vão dar ao Primavera Sound 2017. A sua localização excecional, no interior do Parque da Cidade, combinada com a seleção das bandas e a oferta paralela de atividades, fazem deste um dos mais aclamados eventos do nosso país, com largo reconhecimento internacional.

Neste artigo, dizemos-lhe tudo sobre a edição deste ano, damos-lhe dicas para que a ida ao festival seja uma experiência memorável e ainda incluímos um pequeno roteiro da cidade do Porto, com sugestões de restaurantes, bares e alojamento.

Tudo o que precisa de saber sobre o Primavera Sound 2017

entrada festival primavera sound

Sobre o festival

Foi em 2001 que a capital catalã recebeu a primeira edição do Primavera Sound, tal como o conhecemos hoje: um festival urbano onde artistas emergentes e nomes consagrados do indie-rock, pop, dance music e eletrónica, se dividem por vários palcos, agradando a públicos de diferentes gerações.

Ao longo destes quinze anos em Barcelona, e desde 2012 no Porto, dezenas de bandas míticas aderiram ao conceito Primavera Sound e centenas de artistas em início de carreira tiveram aqui uma privilegiada rampa de lançamento. Arcade Fire, Queens of Stone Age, Patti Smith, Lou Reed, Portishead, Interpol, Rufus Wainwright, Tame Impala, James Blake, The National, PJ Harvey, Kendrick Lamar e Air, são apenas alguns dos nomes que já figuraram nos cartazes deste venerado festival.

E se a música é o principal mote do evento, desde o início que o Primavera Sound se quis distinguir dos outros festivais. Não só pela escolha do local – dentro das cidades, mas num cenário natural apetecível: em Barcelona os palcos principais estão no Parc del Fòrum e, no Porto, em pleno Parque da Cidade – mas também por uma organização eficiente e atenta aos detalhes, pela forte consciência ambiental e ainda por uma série de eventos satélite. Um mix que, em 2016, e no total dos três dias do evento principal, atraiu ao Porto mais de 80 mil pessoas, muitas delas vindas de outros países.

Mini Primavera Sound

mini primavera soundFonte da imagem: Miguel Oliveira

No Porto, o “Mini Primavera Sound”, realizado pela primeira vez em 2015, é já uma instituição para milhares de famílias. Este evento satélite do Primavera Sound acontece igualmente no Parque da Cidade, habitualmente no fim de semana anterior ao evento principal, e ao longo de uma tarde inteira não faltam concertos, pequenas atuações teatrais e ateliers, entre outras atividades.

O ano passado, Luísa Sobral, JP Simões e o ‘Noiserv’ David Santos, foram alguns dos artistas que fizeram as delícias de mais de dez mil miúdos e graúdos, numa espécie de aquecimento para o grande festival. Com um bónus: a entrada é gratuita.

Primavera Sound 2017 – De 8 a 10 de junho

bon iver primavera sound 2017Fonte da imagem: Primavera Sound

Na sexta edição da versão portuguesa deste consolidado festival de música, espera-se, uma vez mais, três dias de pura fruição. Dos quatro palcos, três estão implantados em anfiteatros naturais, em frente a suaves declives de relva, tornando ainda mais agradável a experiência de assistir aos concertos.

Como sempre, no recinto não faltarão bares e restaurantes, com a presença de alguns dos espaços mais concorridos da Invicta. Haverá também algumas bancas de venda de produtos, bem como os espaços dos patrocinadores, que costumam mimar o público do festival com diversas ofertas.

Para ficar com uma ideia dos sons que se irão ouvir no Primavera Sound 2017, saiba que os cabeças de cartaz são a banda folk norte-americana Bon Iver, o guru da eletrónica irreverente Aphex Twin e a dupla gaulesa Justice. Mas o desfile de tesouros musicais não fica por aqui: Metronomy, Flying Lotus, Skepta, Run The Jewels, Angel Olsen e os portugueses Rodrigo Leão, acompanhado de Scott Matthew, e Samuel Úria, são outros dos nomes em destaque, num total de quase cinquenta concertos.

Preço dos bilhetes

Se não aproveitou as fases de pré-venda, que permitiam a compra de um passe geral por 85 euros e bilhetes diários por 50 euros, terá agora que desembolsar 55 euros para 1 dia de festival ou 100 euros por um passe geral para os três dias. Mais perto da data, os preços das entradas para o Primavera Sound 2017 poderão aumentar.

Cartaz – Bandas & Artistas


Dia 8 de junho, quinta

Cigarettes After Sex
Flying Lotus
Grandaddy
Justice
Miguel
Rodrigo Leão & Scott Matthew
Run The Jewels
Samuel Úria


Dia 9 de junho, sexta

Angel Olsen
Bon Iver
Cymbals Eat Guitars
First Breath After Coma
Hamilton Leithauser
Jeremy Jay
Julien Baker
King Gizzard & The Lizard Wizard
Mano Le Tough
Nicolas Jaar
Nikki Lane
Pond
Richie Hawtin CLOSE
Royal Trux
Skepta
Sleaford Mods
Swans
Teenage Fanclub
Whitney


Dia 10 de junho, sábado

Against Me!
Aphex Twin
Bicep
Black Angels
Death Grips
Elza Soares
Evols
Growlers
Japandroids
Lady Wray
Make-Up
Metronomy
Mitski
Núria Graham
Operators
Sampha
Shellac
Tycho
Wand
Weyes Blood

Dicas para uma ótima experiência festivaleira

primavera sound publicoFonte da imagem: Hugo Lima

Vá cedo

As portas do festival abrem ao final da tarde e não queira ser dos últimos a chegar. Se for cedo e estiver de automóvel, não terá dificuldade em arranjar estacionamento. Em alternativa, pode usar a linha STCP 501, por exemplo, que liga os Aliados à praia de Matosinhos, com saídas regulares desde a avenida da Invicta. Ver horários >>

Também não encontrará filas no check-in, poderá fazer um reconhecimento descontraído ao recinto e ver qual o melhor lugar para assistir aos concertos. Para além disso, será brindado com as ofertas dos patrocinadores, tão úteis quanto fáceis de esgotar.

Leve roupa quente

A primavera no Porto não é certa. Durante o dia até pode estar calor, mas com a proximidade do mar, a probabilidade de estar ventoso é alta e o mais provável é que a noite seja fria e húmida, por isso leve um agasalho e calçado apropriado. Um impermeável ou corta-vento fino, que possa dobrar e levar na mochila, não é de desprezar.

Crianças são bem-vindas

O Primavera Sound é um festival inclusivo e as famílias são bem-vindas. Para além de espaços próprios para os mais novos, como fraldário, zona de refeições e área de brincadeiras com animadores infantis, a organização disponibiliza auscultadores de proteção, para que os miúdos possam estar no relvado junto aos pais, sem se incomodarem com o som alto. Crianças até aos 14 anos não pagam bilhete.

Descarregue as Apps do festival

Disponível tanto para android como para ios, a app oficial do festival centra-se no Primavera Sound catalão, no entanto, muitas das bandas que passam pelos palcos de Barcelona seguem para o Porto e há várias outras características em comum entre os dois eventos, por isso, pode ser útil instalar a app no seu telemóvel.

Já a NOS, patrocinador principal do Primavera Sound português, disponibiliza uma app para TV, exclusiva para os seus clientes, onde é possível consultar notícias sobre o festival, obter informação sobre artistas e ouvir as suas músicas, para além de dicas sobre o recinto, os transportes e a compra de bilhetes.

Aproveitar o Porto no NOS Primavera Sound

Porto Ribeira Primavera SoundFonte da imagem: Pixabay

Se vai ao Primavera Sound, por que não aproveitar esses dias para passear pelo Porto, cidade considerada “O Melhor Destino Europeu de 2017”? Afinal, os concertos só começam ao fim da tarde. Eis algumas das atrações da invicta que não deve perder:

Casa da Música

O ousado edifício de Rem Koolhass primeiro estranhou-se, mas depois entranhou-se no coração dos portuenses e de todos os forasteiros que vêm à cidade e passam pela rotunda da Boavista. Uma visita guiada custa 7,5 euros, mas se está na cidade movido pela música, vai dar o dinheiro por bem empregue.

Livraria Lello

lello Fonte da imagem: Move Notícias

Uma das mais bonitas livrarias do mundo, que inspirou a escrita de J.K. Rowling na saga Harry Potter, está à sua espera na rua das Carmelitas, em plena baixa portuense. A entrada custa três euros, mas este valor será descontado caso compre algum livro.

Igreja e Torre dos Clérigos

Um pouco mais abaixo encontrará a famosa torre desenhada por Nicolau Nasoni e símbolo maior da cidade. Lá do alto, as vistas são de tirar o fôlego. Também a pequena mas bonita igreja, recentemente restaurada, merece uma visita. Quatro euros é quanto custa subir à torre, mas por seis euros terá ainda direito a visita guiada à igreja e ao museu.

Rua das Flores

rua das floresFonte da imagem: Porto 24

Talvez a rua que mais vida ganhou com a revitalização da cidade nos últimos anos. Nesta artéria, exclusiva para peões, não faltam lojas de artesanato trendy, esplanadas de petiscos e músicos de rua, sem esquecer os edifícios antigos, muitos deles do século XVI, como é o caso da valiosa Igreja da Misericórdia.

Palácio da Bolsa

A rua das Flores desemboca no pitoresco Largo de São Domingos e daqui ao Palácio da Bolsa são meia dúzia de passos. Não é barata a visita – cinco euros para estudantes e séniores, 8,5 euros para adultos – mas nem que seja apenas pelo fabuloso Salão Árabe, aconselhamos esta experiência.

Ribeira

Antes de rumar ao festival, faça o warm up numa das esplanadas da Ribeira e aprecie a beleza do cenário ribeirinho: as pontes sobre o Douro, com destaque para a Ponte D. Luís, os barcos rabelo e os armazéns de vinho do Porto do outro lado do rio. Um bilhete-postal só superado pela vista da outra margem.


Onde comer no Porto

brasao

Fonte da imagem: InfoPorto

Não deixe ainda de explorar Matosinhos, a cidade vizinha ao lado do Parque da Cidade, onde encontrará excelentes restaurantes de peixe fresco.

Onde beber um copo

capela incomum

Fonte da imagem: Evasões

Onde dormir

so cool hostel

Imagem: Hostel World


Veja também: