Publicidade:

Guia essencial para o NOS Primavera Sound 2018

O cartaz, as bandas que já têm data marcada, onde comer e onde ficar a dormir no Porto... Neste guia contamos-lhe tudo o que vai querer saber sobre a edição de 2018 do NOS Primavera Sound.

Guia essencial para o NOS Primavera Sound 2018
Esta será a 7ª edição portuguesa do festival

O icónico festival de música nascido há quinze anos em Barcelona, está mais uma vez de volta ao Porto: de 8 a 10 de junho, todos os caminhos vão dar ao mesmo sítio e vai querer estar a par deste guia essencial para o NOS Primavera Sound 2018.

A sua localização excecional, no interior do Parque da Cidade, combinada com a seleção das bandas e a oferta paralela de atividades, fazem deste um dos mais aclamados eventos do nosso país, com largo reconhecimento internacional. Neste artigo, dizemos-lhe tudo sobre a edição deste ano, damos-lhe dicas para que a ida ao festival seja uma experiência memorável e ainda incluímos um pequeno roteiro da cidade do Porto, com sugestões de restaurantes, bares e alojamento.

Tudo o que precisa de saber sobre o NOS Primavera Sound 2018


primavera sound

Sobre o NOS Primavera Sound

Foi em 2001 que a capital catalã recebeu a primeira edição do Primavera Sound, tal como o conhecemos hoje: um festival urbano onde artistas emergentes e nomes consagrados do indie-rock, pop, dance music e eletrónica, se dividem por vários palcos, agradando a públicos de diferentes gerações.

Ao longo destes quinze anos em Barcelona, e desde 2012 no Porto, dezenas de bandas míticas aderiram ao conceito Primavera Sound e centenas de artistas em início de carreira tiveram aqui uma privilegiada rampa de lançamento. Arcade Fire, Queens of Stone Age, Patti Smith, Lou Reed, Portishead, Interpol, Rufus Wainwright, Tame Impala, James Blake, The National, PJ Harvey, Kendrick Lamar e Air, são apenas alguns dos nomes que já figuraram nos cartazes deste venerado festival.

E se a música é o principal mote do evento, desde o início que o Primavera Sound se quis distinguir dos outros festivais. Não só pela escolha do local – dentro das cidades, mas num cenário natural apetecível: em Barcelona os palcos principais estão no Parc del Fòrum e, no Porto, em pleno Parque da Cidade –, mas também por uma organização eficiente e atenta aos detalhes, pela forte consciência ambiental e por uma série de eventos satélite. Um mix que, em 2016, e no total dos três dias do evento principal, atraiu ao Porto mais de 80 mil pessoas – muitas delas vindas de outros países.

NOS Primavera Sound 2018 – de 7 a 9 de junho

Na sétima edição da versão portuguesa deste consolidado festival de música, espera-se, uma vez mais, três dias de pura fruição. Dos quatro palcos, três estão implantados em anfiteatros naturais, em frente a suaves declives de relva, tornando ainda mais agradável a experiência de assistir aos concertos.

Como sempre, no recinto não faltarão bares e restaurantes, com a presença de alguns dos espaços mais concorridos da Invicta. Haverá também algumas bancas de venda de produtos, bem como os espaços dos patrocinadores, que costumam mimar o público do festival com diversas ofertas.

Para ficar com uma ideia dos sons que se irão ouvir no Primavera Sound 2018, saiba que pode contar com nomes como Nick Cave And The Bad Seeds, Lorde, A$AP Rocky, Tyler The Creator e até Arca. Mas, a lista de nomes não fica por aí…

Preço dos bilhetes

Se não aproveitou as duas primeiras fases de venda de passes gerais para o NOS Primavera Sound 2018 (a 85 e 105€), saiba que agora terá de desembolsar 125€ por um passe geral, sendo que a próxima fase eleva o valor dos bilhetes para 145€ pelos três dias de concertos. No que aos bilhetes diários diz respeito, ainda estão disponíveis bilhetes a 60€. É de aproveitar!

Todas as informações estão disponíveis aqui.

Cartaz – Bandas & Artistas


Dia 7 de junho, quinta-feira

Alex Lahey
Ezra Furman
Father John Misty
Fogo Fogo
Foreign Poetry
Gerd Janson
Jamie xx
Lorde
Mall Grab
Motor City Drum Ensemble
Moullinex
Rhye
Starcrawler
Tiago
Tyler, The Creator
Waxahatchee


Dia 8 de junho, sexta-feira

A$AP Rocky
Amen Dunes
Black Bombaim
Breeders
Fever Ray
Floating Points Solo Live
Four Tet Live
Grizzly Bear
Helena Hauff
Ibeyi
Idles
Levon Vincent
Lycox
Marcel Dettmann
Mattiel
Mavi Phoenix
Shanti Celeste
Shellac
Solar Corona
Superorganism
Thundercat
Unknown Mortal Orchestra
Vince Staples
Yellow Days
Zeal & Ardor


Dia 9 de junho, sábado

ABRA
Arca
Avalon Emerson
Belako
Caroline Lethô
Denis Sulta
Flat Worms
Jay Som
Joe Goddard
Kelela
Kelsey Lu
Luís Severo
Metá Metá
Mogwai
Nick Cave And The Bad Seeds
Nils Frahm
Or:La
Oso Leone
Public Service Broadcasting
Rolling Blackouts Coastal Fever
Talaboman
Vagabon
War On Drugs
Wolf Parade

Dicas para uma ótima experiência festivaleira


primavera sound

Vá cedo

As portas do festival abrem ao final da tarde e não queira ser dos últimos a chegar. Se for cedo e estiver de automóvel, não terá dificuldade em arranjar estacionamento. Em alternativa, pode usar a linha STCP 501, por exemplo, que liga os Aliados à praia de Matosinhos, com saídas regulares desde a avenida da Invicta. Ver horários >>

Também não encontrará filas no check-in, poderá fazer um reconhecimento descontraído ao recinto e ver qual o melhor lugar para assistir aos concertos. Para além disso, será brindado com as ofertas dos patrocinadores, tão úteis quanto fáceis de esgotar.

Leve roupa quente

A primavera no Porto não é certa. Durante o dia até pode estar calor, mas com a proximidade do mar, a probabilidade de estar ventoso é alta e o mais provável é que a noite seja fria e húmida, por isso leve um agasalho e calçado apropriado. Um impermeável ou corta-vento fino, que possa dobrar e levar na mochila, não é de desprezar.

Crianças são bem-vindas

O Primavera Sound é um festival inclusivo e as famílias são bem-vindas. Para além de espaços próprios para os mais novos, como fraldário, zona de refeições e área de brincadeiras com animadores infantis, a organização disponibiliza auscultadores de proteção, para que os miúdos possam estar no relvado junto aos pais, sem se incomodarem com o som alto. Crianças até aos 14 anos não pagam bilhete.

Descarregue as Apps do festival

Disponível tanto para android como para ios, a app oficial do festival centra-se no Primavera Sound catalão, no entanto, muitas das bandas que passam pelos palcos de Barcelona seguem para o Porto e há várias outras características em comum entre os dois eventos, por isso, pode ser útil instalar a app no seu telemóvel.

Já a NOS, patrocinador principal do Primavera Sound português, disponibiliza uma app para TV, exclusiva para os seus clientes, onde é possível consultar notícias sobre o festival, obter informação sobre artistas e ouvir as suas músicas, para além de dicas sobre o recinto, os transportes e a compra de bilhetes.

Aproveitar o Porto no NOS Primavera Sound


Porto Ribeira Primavera Sound

Se vai ao Primavera Sound, por que não aproveitar esses dias para passear pelo Porto, cidade considerada “O Melhor Destino Europeu de 2017”? Afinal, os concertos só começam ao fim da tarde. Eis algumas das atrações da invicta que não deve perder:

Casa da Música

O ousado edifício de Rem Koolhass primeiro estranhou-se, mas depois entranhou-se no coração dos portuenses e de todos os forasteiros que vêm à cidade e passam pela rotunda da Boavista. Uma visita guiada custa 7,5 euros, mas se está na cidade movido pela música, vai dar o dinheiro por bem empregue.

Livraria Lello

Uma das mais bonitas livrarias do mundo, que inspirou a escrita de J.K. Rowling na saga Harry Potter, está à sua espera na rua das Carmelitas, em plena baixa portuense. A entrada custa três euros, mas este valor será descontado caso compre algum livro.

Igreja e Torre dos Clérigos

Um pouco mais abaixo encontrará a famosa torre desenhada por Nicolau Nasoni e símbolo maior da cidade. Lá do alto, as vistas são de tirar o fôlego. Também a pequena mas bonita igreja, recentemente restaurada, merece uma visita. Quatro euros é quanto custa subir à torre, mas por seis euros terá ainda direito a visita guiada à igreja e ao museu.

Rua das Flores

Talvez a rua que mais vida ganhou com a revitalização da cidade nos últimos anos. Nesta artéria, exclusiva para peões, não faltam lojas de artesanato trendy, esplanadas de petiscos e músicos de rua, sem esquecer os edifícios antigos, muitos deles do século XVI, como é o caso da valiosa Igreja da Misericórdia.

Palácio da Bolsa

A rua das Flores desemboca no pitoresco Largo de São Domingos e daqui ao Palácio da Bolsa são meia dúzia de passos. Não é barata a visita – cinco euros para estudantes e séniores, 8,5 euros para adultos – mas nem que seja apenas pelo fabuloso Salão Árabe, aconselhamos esta experiência.

Ribeira

Antes de rumar ao festival, faça o warm up numa das esplanadas da Ribeira e aprecie a beleza do cenário ribeirinho: as pontes sobre o Douro, com destaque para a Ponte D. Luís, os barcos rabelo e os armazéns de vinho do Porto do outro lado do rio. Um bilhete-postal só superado pela vista da outra margem.


Onde comer no Porto

Não deixe ainda de explorar Matosinhos, a cidade vizinha ao lado do Parque da Cidade, onde encontrará excelentes restaurantes de peixe fresco.

Onde beber um copo

Onde dormir

Veja também: