Historial médico genético: o que é e como utilizar

Conhecer o historial médico genético pode ajudar a detetar e evitar doenças com mais eficácia, especialmente quando se trata de doenças crónicas.

Historial médico genético: o que é e como utilizar
Conhecer o historial médico genético é muito importante

O historial médico genético é o registo de doenças e condições de saúde que fazem parte da família de um indivíduo. As pessoas da mesma família partilham genes e, muitas vezes, têm comportamentos e hábitos em comum (como hábitos alimentares, por exemplo) e vivem na mesma área.

O historial médico inclui todos estes fatores e qualquer um deles pode ter impacto na saúde de um indivíduo.

A importância do historial médico genético para a saúde


A maioria das pessoas tem um historial médico do qual faz parte pelo menos uma doença crónica, como cancro, doenças cardíacas e diabetes.

Se tiver um membro familiar próximo (pais, irmãos ou filhos) com uma doença crónica, é mais provável que também venha a sofrer dessa mesma doença. Especialmente se esse familiar foi diagnosticado numa idade menos avançada do que o normal para essa doença.

Reúna o seu historial médico genético antes de ir ao médico e leve-o consigo. Mesmo que não tenha toda a informação ou mesmo que esta não esteja organizada da forma mais completa, partilhe sempre o que sabe com o médico.

Facultar esta informação, ainda que de uma forma incompleta, pode ajudar o médico a decidir que testes deve fazer e quando, o que auxilia no diagnóstico e tratamento.

Algumas das doenças genéticas mais comuns são: cancro, diabetes, asma, doenças cardiovasculares, doença de Alzheimer e demência, artrite, depressão e níveis de colesterol e pressão arterial elevados.

ir ao medico

Como usar o historial médico genético para melhorar a saúde

Ninguém consegue mudar os seus genes. Porém, é possível alterar hábitos menos saudáveis tais como fumar, não fazer exercício físico e maus hábitos alimentares.

Se tem um historial médico com doenças, terá mais a ganhar ao mudar o seu estilo de vida (caso não seja saudável) e fazer exames médicos com regularidade.

Em muitos casos, adotar um estilo de vida saudável pode reduzir os riscos de contrair doenças que façam parte do historial genético de família. Exames médicos como mamografias e testes para diabetes ajudam a encontrar os primeiros sintomas da doença. Quanto mais cedo detetar estes sinais, mais hipóteses tem de melhorar a sua saúde.

Reunir o historial médico genético

A forma mais fácil de obter informação referente à saúde de membros da família é falar com os mesmos sobre a sua saúde. Deve procurar saber se tiveram problemas de saúde, quais e quando é que ocorreram.

Para além disto, deve tentar ter acesso a registos médicos e outros documentos (como obituários, por exemplo). Esta informação ajuda a ter um historial médico mais completo. É importante ir juntando toda esta informação ao longo dos anos e atualizar a mesma. Depois, deve partilhá-la com o seu médico ou profissional de saúde.

Veja também:

Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.