E se descobrisse que tem peças de valor em sua casa?

Tem uma peça em casa que quer vender e não sabe o seu real valor? A P55 trata de tudo. Avalia, protege e vende a sua peça pelo melhor valor. Só tem que preencher o formulário e enviar uma fotografia da peça ou peças que quer vender. Será contactado no prazo máximo de 48 horas.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

Enviar pedido de avaliação
(*) Campo opcional

10 histórias de sucesso na venda de antiguidades

A versão americana do programa de televisão "Antiques Roadshow" distribuiu fortunas a 10 proprietários de antiguidades que desconheciam o valor real das suas peças.

10 histórias de sucesso na venda de antiguidades
Proprietários incrédulos com o valor das peças que tinham lá por casa

São verdadeiramente 10 histórias de sucesso na venda de antiguidades proporcionadas pela versão americana do programa de televisão “Antiques Roadshow” (PBS TV) só nos últimos doze anos.
 
O programa baseia-se na avaliação de peças antigas solicitada pelos proprietários das mesmas. A forma como os especialistas e peritos que colaboram com o programa avaliam as peças é muito interessante, tal como a reação das pessoas quando ouvem o veredicto final. Surpresa absoluta ou extremo desapontamento.
 
A partir do momento que começamos a assistir ao programa, também ficamos fascinados pelas histórias que são partilhadas acerca das peças, muitas delas simplesmente incríveis.
 
Depois de ler este artigo, temos a certeza que vai olhar para as antiguidades que tem em casa com outros olhos.
 
 

As 10 histórias de sucesso na venda de antiguidades

 

1. Cinco taças chinesas - 1,3 milhões de euros

antique

A avaliação desta coleção de 5 taças chinesas esculpidas em chifre de rinoceronte bateu o recorde do “Antiques Roadshow” em 2011. Lark E. Mason, um dos especialistas em avaliação de antiguidades que colabora com o programa, ficou incrédulo perante tais relíquias.
O proprietário passou de pensionista da segurança social a milionário. Adquiriu as peças entre as décadas de 70 e 80 por um valor a rondar os 5 mil euros e teve um retorno do seu investimento a rondar 1 milhão de euros.
 


2. Assinaturas e cartas de jogadores de basebol - 910 mil euros

cartas

Uma autêntica memorabilia relacionada com a equipa de basebol Boston Red Stockings (1870) – conhecida hoje como Atlanta Braves – foi considerada pela especialista Leila Dunbar uma verdadeira raridade e merecedora do valor que lhe é atribuído.
 


3. Pintura do mexicano Diego Rivera, intitulada “El Albanil”(1904) - 910 mil euros

mexicano

O proprietário, que tinha a pintura pendurada atrás de uma porta, revelou à especialista Colleene Fesko que os seus bisavós compraram esta pintura a óleo no México por volta de 1930. Recordamos que Diego Rivera (1886-1957) é considerado um dos artistas plásticos mais conceituados da América Latina, conhecido sobretudo pela pintura de murais.
 


4. Coleção de peças em jade Qialong celadon da Dinastia Qing - 970 mil euros

peças

O conjunto de 4 peças em jade Qialong celadon foi considerado pelo especialista James Callahan absolutamente genuíno e muito raro. A proprietária, que herdou a coleção do pai, revela que as peças foram compradas na China, provavelmente por 90 euros cada uma, por volta dos anos 30 e 40 – altura em que o pai fazia parte do exército norte-americano.
 


5. Pintura de Frederic Remington, datada do século XIX - 727 mil euros

pintura

Depois da fase de peritagem, a especialista Colleene Fesko confirmou tratar-se de uma pintura a óleo do artista oitocentista. Considerou-a ainda como um exemplar singelo da obra de Frederic Remington.
 


6. Pintura de Joseph Kleitsch, datada do início do século XX - 455 mil euros

pintura

A especialista Debra J. Force contribui para uma destas 10 histórias de sucesso na venda de antiguidades ao considerar esta pintura a óleo do artista húngaro-americano uma verdadeira preciosidade.
 


7. Pintura de Norman Rockwell, datada de 1919 - 455 mil euros

norman

O proprietário desta pintura a óleo revela que a sua bisavó era tia de Norman Rockwell e a quem o artista ofereceu esta obra. A especialista Nan Chisholm confirma a autoria desta pintura, intitulada “The Little Model”.
 


8. Pintura de Clyfford Still, datada de 1937 - 455 mil euros

still

A proprietária desta pintura revela que a obra foi oferecida ao seu marido, em tom de presente de boas-vindas, no momento em que se tornou professor do departamento de artes da Universidade de Washington State – e na qual tinha sido aluno.
 


9. Móbil de Alexander Calder, datada de 1950 - 910 mil euros

mobil

Calder deu este móbil à tia desta proprietária como presente de agradecimento por lhe ter dado uma almofada bordada com uma das obras do artista. A reação da proprietária no momento em que lhe é dito o valor comercial da peça é de verdadeira incredulidade.
 


10. Cobertor Navajo – Ute, feito à mão, datado do século XIX - 455 mil euros

navajo

Para terminar estas 10 histórias de sucesso na venda de antiguidades, partilhamos a avaliação do especialista Donald Ellis sobre o cobertor Navajo - Ute. Este cobertor, pertencente à assim considerada primeira fase da tecelagem Navajo, possui características singulares. Um design linear, um excelente estado de conservação, e uma das peças com maior valor simbólico e histórico que já passaram pelo programa “Antiques Roadshow”. Nas palavras do especialista “um tesouro nacional”.

Veja também: