Ikigai: conheça os segredos desta filosofia de vida

É a receita japonesa para a felicidade e longevidade. Chama-se Ikigai e tem conquistado cada vez mais seguidores, dentro e fora do Japão.

Ikigai: conheça os segredos desta filosofia de vida
A alegria de nos mantermos vivos e ativos

Ikigai é muito mais do que apenas uma palavra japonesa. Na verdade, ela nem tem tradução literal. Este nome traduz-se essencialmente como “a razão de ser” ou como “os objetivos de vida que nos fazem levantar todas as manhãs”. Para os nipónicos, todos carregamos interiormente o nosso ikigai e torna-se essencial descobri-lo, torná-lo nosso e carregá-lo como bandeira para atingir a felicidade e longevidade.

Esta forma de estar e encarar a vida é, aliás, uma das ferramentas mais poderosas para afastar as doenças e problemas psicológicos como depressões e pensamentos negativos, segundo os nipónicos.

10 factos que não conhecia sobre o Ikigai


1. Mantenha-se ativo, sempre!

A reforma não é uma opção no Ikigai. De acordo com esta filosofia, quem abandona o que gosta de fazer e o que ama acaba por perder o sentido da vida. Mantenha-se sempre ativo, portanto. Atenção que não quer isto dizer que tem de manter a sua atividade laboral das 9h00 às 18h00 até morrer. Esta filosofia defende que deve sempre encontrar atividades que o mantenham em movimento.

2. Devagar se vai ao longe

Não queira fazer tudo a correr. Faça as coisas com calma e carinho. O Ikigai defende que a pressa é inversamente proporcional à qualidade de vida, acreditando que ao deixar para trás as urgências, o tempo e a vida ganham um novo significado.

comer

3. Cuide da alimentação

A alimentação entra também nesta filosofia de vida, que defende que não devemos comer até nos “empanturrarmos”. Também neste campo se defende que “menos é mais”. Devemos comer pouco de cada vez e mais vezes ao dia se for necessário.

4. A amizade é muito importante

Não esqueça os amigos. Afinal, eles são um excelente antídoto para afastar preocupações do dia-a-dia. Partilha de histórias, momentos bem passados, sorrisos despretensiosos… tudo ações recomendadas pelo Ikigai.

5. Exercite-se

Faça exercício físico, mantenha-se em forma. O nosso corpo é como uma máquina e precisa de manutenção diária para que funcione em condições e sem muitas idas “ao mecânico”. Exercício é meio caminho andado para conseguir atingir este objetivo, além de que ao estarmos ativos segregamos as chamadas hormonas da felicidade.

gym

6. Sorria

Sorrir, sorrir, sorrir! Claro que não estamos a dizer para andar às gargalhadas por tudo e por nada, mas um sorriso na cara é um bom passo para ativarmos um bom estado de espírito e nos relembrarmos que temos motivos para isso.

7. Voltar às raízes

O contacto com a natureza é outro dos ‘mandamentos’ do Ikigai. Mesmo que esteja na cidade, são necessários momentos de fusão com a natureza, com a essência do mundo, no fundo. É importante retornar às raízes da humanidade para a compreender um pouco.

8. Sinta-se grato

Devemos agradecer à natureza pelo alimento, aos nossos antepassados pela sua existência… a todos os motivos que nos mantêm vivos e felizes. Este agradecimento deve existir pelo menos uma vez ao dia e deve ser feito da forma que melhor entender (oração, relaxamento, meditação…).

meditar

9. Viva o presente

Não adianta lamentar o passado, pois já passou, e não há também motivos para ansiar o futuro – isso só vai fazer com que não aproveite o presente. O Ikigai aconselha-o a desfrutar do momento.

10. Siga o seu Ikigai

Por último, o décimo “mandamento” desta filosofia aconselha-os a seguir o seu próprio Ikigai. E o que quer isto dizer exatamente? Quer dizer que deve seguir a paixão que o move, o talento que o caracteriza e a sua razão de viver. Só assim conseguirá atingir a felicidade e, por consequência, uma vida longa.

Veja também: