AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Qual a (real) importância das primeiras impressões numa entrevista de emprego?

A importância das primeiras impressões numa entrevista de emprego é mais relevante do que possa pensar. Saiba como e porquê. 
 

Qual a (real) importância das primeiras impressões numa entrevista de emprego?
Os primeiros segundos de qualquer entrevista de emprego são determinantes para o resultado da mesma.

Todos criamos primeiras impressões em relação às pessoas que conhecemos ou com as quais contactamos. E com os recrutadores, relativamente aos candidatos a emprego, não é diferente. A diferença é que essas impressões podem definir o sucesso (ou fracasso) da entrevista. É por isso que é fundamental que entenda a importância das primeiras impressões numa entrevista de emprego.
 

Primeiras impressões numa entrevista de emprego: porque são importantes?

Na sua próxima entrevista de emprego garanta que entra com o pé direito e assegure-se que os primeiros minutos não falham. É que segundo alguns estudos, bastam apenas uns meros seis minutos de entrevista (ou apresentação, porque seis minutos não dá para muito) para que os seus recrutadores formulem as primeiras impressões sobre si e decidam o resultado da sua entrevista. Como tal, o melhor é que faça com que esses minutos valham a pena e contribuam para deixar uma boa imagem.

De facto, serão estas primeiras impressões que vão moldar o resto da sua entrevista e aquilo que o recrutador pensa de si. Segundo os mesmos estudos, essas primeiras impressões que vão ser decisivas para determinar se é ou não o candidato ideal para a posição.

 

O que determina as primeiras impressões: fatores-chave

Para a formulação destas primeiras impressões contam aspetos como a postura, a pontualidade (ou a falta dela), a indumentária escolhida e a imagem do candidato, a linguagem corporal (como o aperto de mão, a forma como gesticula ou tiques que revelem nervosismo, por exemplo).

Se formos a listar os fatores que mais influenciam a decisão do recrutador, é verdade que a experiência profissional é o fator mais valorizado pelos recrutadores, mas também é verdade que logo de seguida surgem as primeiras impressões. Seguem-se depois a educação, a formação académica e profissional e as referências profissionais, fechando-se assim o top cinco dos fatores mais valorizados no recrutamento.

E se uma boa primeira impressão o pode levar ao sucesso, uma má impressão vai levá-lo obviamente no caminho oposto. Chegar atrasado, desconhecer por completo a empresa, os seus produtos ou serviços ou não saber o que se espera de si para a posição a que se está a candidatar são alguns dos exemplos de fatores que certamente vão “impressionar” negativamente os seus recrutadores.

 

O peso das primeiras impressões

Todas as pessoas tendem a fazer pressuposições sobre terceiros, com base na sua aparência física e nos seus comportamentos. E se noutro cenário estas impressões poderiam ser tidas como moralmente “suspeitas”, quando o assunto é seu futuro profissional talvez queira garantir que não deixa margem para dúvidas e muito menos cria uma imagem negativa.
Não é novidade para ninguém que um recrutador começa a formular uma imagem do candidato, mal põe as mãos no seu Curriculum Vitae (CV) e os primeiros contactos são determinantes para a decisão final.

Mas há um facto curioso a ter em consideração. É que tal como os recrutadores, também os profissionais formulam as suas primeiras impressões em relação aos entrevistadores. Impressões essas que também podem ser decisivas para que aceitem (ou não) a oferta de emprego. E a parte mais “engraçada” é que são praticamente os mesmos fatores dos recrutadores que vão pesar na sua decisão.

Causar uma boa impressão depende essencialmente de uma boa preparação para a entrevista de emprego. Até porque se estiver devidamente preparado, saberá o que fazer para impressionar os seus recrutadores e mostrar o que faz de si o candidato ideal.               

Agora já sabe, na sua próxima entrevista faça os primeiros minutos contarem e “conquiste” os seus recrutadores.

Esta e mais dicas que o ajudam a achar o emprego dos seus sonhos - siga a nossa Newsletter de Emprego


Veja também: