Infertilidade: principais causas e tratamentos

20% dos casais portugueses são inférteis. Uma das causas que contribui para o aumento da infertilidade é o adiamento da idade para o primeiro filho.

Infertilidade: principais causas e tratamentos
A procriação medicamente assistida tem uma taxa de sucesso de 30%

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a infertilidade é uma doença que afeta o aparelho reprodutor. Sendo resultado de uma falência orgânica da disfunção dos órgãos reprodutores, dos gâmetas (cada uma das células sexuais) ou do concepto.

Deste modo, um casal é considerado infértil quando não consegue engravidar, ao fim de um ano de vida sexual ativa, contínua, sem usar contraceção.

Principais fatores para a infertilidade

infertilidade

Os dados da taxa de infertilidade, divulgados pela  Direção-Geral de Saúde (DGS), apontam ainda para diversas causas, como é o caso das doenças de transmissão sexual; o sedentarismo; a obesidade; o tabagismo; o álcool e a poluição.

Contudo, uma das principais razões para o agravamento da infertilidade prende-se com o adiamento da maternidade.

Neste sentido, em entrevista à RTP, Ana Paula Soares, especialista em medicina reprodutiva, refere que o facto de se começar a tentar ter filhos cada vez mais tarde, leva a que por vezes o casal não consiga ter o primeiro filho.

Infertilidade feminina

infertilidade feminina

Os problemas na fertilidade da mulher podem resultar de vários fatores, entre os quais: falência na ovulação; obstrução das trompas; doenças do útero; muco desfavorável; endometriose; abortos de Repetição, entre outros.

Infertilidade Masculina

infertilidade masculina

As situações mais comuns para a infertilidade dos homens prendem-se com: diminuição do número de espermatozoides; espermatozoides com mobilidade reduzida; espermatozoides com configuração anormal; ausência de espermatozoides, entre outros.

Três áreas de tratamento

Antes de dar início a qualquer diagnóstico ou tratamento é necessário fazer o historial clínico do paciente, bem como familiar.

São, portanto, necessários vários exames complementares, nomeadamente: exames laboratoriais, estudos genéticos, estudos hormonais e alguns métodos de imagem, como a ecografia ou a histerosalpingografia.

Naturalmente, esta fase inicial é muitas vezes longa e, após todo o processo, não é garantido que ocorra uma gravidez.

Medicamentos

medicamentos

O tratamento para a infertilidade com recurso a medicamentos é totalmente comparticipado, desde 2014. De forma geral, os medicamentos utilizados são de natureza hormonal e procuram melhorar o processo da ovulação, sendo que muitas vezes os diversos tratamentos são conjugados entre si.

Cirurgia Minimamente Invasiva

cirurgia minimamente invasiva

Muitas vezes é necessário recorrer a cirurgia, como é o caso do tratamento para a endometriose, ovários policísticos e fibromiomas. Neste caso as cirurgias podem fazer-se através de técnicas endoscópicas, como a laparoscopia ou histeroscopia.

Procriação Medicamente Assistida

procriação medicamente assistida

Apresentando uma taxa de sucesso de 30%, a Procriação medicamente assistida (PMA) é uma técnica que permite aos casais a possibilidade de concretizarem o desejo de serem pais biológicos. Através de intervenção médica, como por exemplo através de Inseminação Intra Uterina – IIU
Fecundação in Vitro – FIV; Microinjecção Intracitoplasmática de Espermatozoide – ICSI.

Onde recorrer

centros de PMA

Atualmente, o Estado tem disponível apoio para os casais inférteis através dos Centros Públicos de PMA em Lisboa, Porto e Coimbra, incluindo Madeira e Açores, que disponibilizam tratamentos gratuitos. Contudo, as lista de espera destes centros são vastas, daí que uma das opções passe pelas unidades privadas.

Dados referentes a 2013, publicados pelo Serviço Nacional de Saúde, fazem referência a que em Portugal o número de crianças geradas através de tratamentos de PMA foi de 2,5% do número total de crianças nascidas no país. Comparativamente com o resto do mundo, contabilizam-se mais de 6 milhões de crianças geradas pelo recurso a estas técnicas.

Veja também: