AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Como interpretar um anúncio de emprego

Veja as nossas dicas e aprenda a interpretar um anúncio de emprego. Saiba aquilo com que pode contar.

Como interpretar um anúncio de emprego
Um simples anúncio pode dizer mais do que aparenta.

Dinâmico, autónomo, flexível, capacidade de comunicação e aprendizagem ou disto e daquilo… estas são apenas algumas das expressões que vai encontrar num anúncio de emprego. Mas será que é apenas isto que querem dizer? A verdade é que um anúncio de emprego pode ter mais informação do que aquela que revela à primeira vista. O segredo é ler nas entrelinhas.

E você sabe interpretar um anúncio de emprego?


As 5 perguntas mágicas

Para se candidatar a uma oferta de emprego não basta estar qualificado, é também necessário que se sinta motivado e realmente interessado na posição. Mais do que ler as especificações do anúncio de emprego é importante que as interprete. Para começar pode tentar responder a cinco perguntas básicas para perceber o que tem a oferta para lhe oferecer. Nem todos os anúncios terão respostas para estas questões e nem todos as vão ocultar. Mas se não encontrar pelo menos indícios, pode sempre arriscar e ver o que acontece depois.

1. O que vai poder fazer?

Ou seja, quais as suas principais funções, quais os principais desafios que a posição lhe pode oferecer e de que forma pode ser importante para o seu sucesso profissional.


2. Com quem vai poder trabalhar?

Tente perceber qual é a cultura da empresa, bem como se fomenta o trabalho individual ou em equipa e que tipo de ambiente interno vai encontrar. Desta forma vai poder concluir se a proposta é motivante para si ou se considera enquadrar-se nesse ambiente.


3. O que vai aprender?

Avalie a sua margem de progressão. No fundo trata-se de perceber se a posição lhe vai permitir aprender e desenvolver novas competências.


4. Que metas vai poder alcançar?

Tente perceber se a posição lhe vai permitir ou não evoluir em termos profissionais e se contribui para que alcance os seus objetivos.


5. De que forma vai o ser trabalho ser reconhecido?

Trata-se de tentar perceber se a posição prevê uma evolução de carreira, nomeadamente, em termos de hierárquicos por exemplo.


Ler nas entrelinhas

Ler anúncios de emprego é o “pão nosso de cada dia” de quem procura emprego. O problema é que no meio de tantas ofertas há muita informação preciosa que se pode perder.

Veja o que querem dizer (realmente) as expressões/ termos mais utilizados nos anúncios de emprego.

1. Flexível

Ou seja, disponível para trabalhar após o horário laboral, fins-de-semana ou para se deslocar em trabalho para vários locais, quando e se necessário.


2. Dinâmico

Um profissional capaz de assumir novas tarefas/ projetos e capaz de dar resposta a potenciais obstáculos ou até melhorar processos de trabalho existentes. 


3. Proativo e/ou autossuficiente

Os dois termos complementam-se. Se por um lado, se pretende um candidato autónomo, por outro espera-se que esse mesmo candidato seja capaz e tomar a iniciativa e capaz de ir mais além em prol do bom funcionamento da empresa.


4. Espírito de equipa

Pretende-se que o candidato seja capaz de trabalhar bem em equipa e que se adapte com facilidade à cultura da empresa ou diferentes ambientes. Para impressionar, pode sempre dar exemplos de um projeto – fora das suas competências ou funções – em que tenha tido um papel relevante para que equipa atingisse um objetivo.


5. Experiência comprovada

Espera-se que o candidato seja capaz de mostrar e comprovar os resultados obtidos nas experiências anteriores, por exemplo através de portfólios.


6. Ambiente competitivo

Serve para definir um ambiente de trabalho onde se espera que seja capaz de lidar com várias tarefas em simultâneo ou trabalhar sob pressão, por exemplo.


7. Capacidade de aprendizagem

Que é como quem diz, não espere uma semana de formação intensiva. Espera-se que seja capaz de aprende e absorver informação e métodos de trabalho à medida que o trabalho vai surgindo.


8. Localização

Se o anúncio diz especificamente que pretendem candidatos com residência no “grande Porto” ou “grande Lisboa” e esse não é o seu caso, as suas possibilidades são reduzidas. Ainda assim, se estiver disposto a mudar-se geograficamente destaque essa informação na sua candidatura. Não tem nada a perder.


Ler com “olhos de ver”

O seu trabalho é analisar cada oferta individualmente para perceber se deve ou não candidatar-se. Os requisitos ou especificações do anúncio de emprego são, obviamente, uma boa ajuda, mas é a sua capacidade de interpretação e de ver “mais do que a visão alcança” que lhe vai mostrar o caminho.


Veja também: